Cearenses que moram em Brumadinho revelam ter perdido mais de 50 amigos na tragédia

SOBREVIVENTES

Cearenses que moram em Brumadinho revelam ter perdido mais de 50 amigos na tragédia

Tadeu Francisco e Maria Eusélia são naturais de Sobral e Iguatu, no interior cearense, e se mudaram para Brumadinho em 1977. Eles moram próximo à barragem que se rompeu

Por TV Jangadeiro em Vem que tem

6 de fevereiro de 2019 às 07:00

Há 2 meses
Cearenses sobrevive tragédia em Brumadinho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Cearenses sobrevivem à tragédia em Brumadinho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Em meio à tragédia em Brumadinho, que abalou o país, dois cearenses relataram como foi sobreviver morando tão perto da barragem.

Tadeu Francisco, de 60 anos, e Maria Eusélia, de 56 anos, são naturais de Sobral e Iguatu, no interior cearense, e se mudaram para Brumadinho em 1977.

O casal mora próximo ao local da tragédia e revela ao programa Vem Que Tem, da TV Jangadeiro/SBT, que perdeu mais de 50 amigos.

“A gente tem muitos amigos, três vizinhos ainda estão sumidos, a gente está torcendo para que achem os corpos, para poder fazer um enterro digno, como todo ser humano. Está todo mundo abalado. Acabamos de chegar de um enterro, agora mesmo… são pessoas que estão no coração da gente”, conta Maria. O casal sobreviveu à tragédia por morar em um ponto alto da fazenda.

Tragédia em Brumadinho

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu no último dia 25 de janeiro, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Mais de 130 pessoas morreram e quase 200 seguem desaparecidas.

Veja mais detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Vem Que Tem

Publicidade

Dê sua opinião

SOBREVIVENTES

Cearenses que moram em Brumadinho revelam ter perdido mais de 50 amigos na tragédia

Tadeu Francisco e Maria Eusélia são naturais de Sobral e Iguatu, no interior cearense, e se mudaram para Brumadinho em 1977. Eles moram próximo à barragem que se rompeu

Por TV Jangadeiro em Vem que tem

6 de fevereiro de 2019 às 07:00

Há 2 meses
Cearenses sobrevive tragédia em Brumadinho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Cearenses sobrevivem à tragédia em Brumadinho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Em meio à tragédia em Brumadinho, que abalou o país, dois cearenses relataram como foi sobreviver morando tão perto da barragem.

Tadeu Francisco, de 60 anos, e Maria Eusélia, de 56 anos, são naturais de Sobral e Iguatu, no interior cearense, e se mudaram para Brumadinho em 1977.

O casal mora próximo ao local da tragédia e revela ao programa Vem Que Tem, da TV Jangadeiro/SBT, que perdeu mais de 50 amigos.

“A gente tem muitos amigos, três vizinhos ainda estão sumidos, a gente está torcendo para que achem os corpos, para poder fazer um enterro digno, como todo ser humano. Está todo mundo abalado. Acabamos de chegar de um enterro, agora mesmo… são pessoas que estão no coração da gente”, conta Maria. O casal sobreviveu à tragédia por morar em um ponto alto da fazenda.

Tragédia em Brumadinho

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu no último dia 25 de janeiro, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Mais de 130 pessoas morreram e quase 200 seguem desaparecidas.

Veja mais detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Veja outros vídeos do Vem Que Tem