Assassino confessa que matou “sem motivo” garotos de 8 e 10 anos em Viçosa

CRIME CHOCANTE

Assassino confessa que matou “sem motivo” garotos de 8 e 10 anos em Viçosa

Traumatizada, a mãe das crianças ainda não conseguiu voltar para casa. Ela está amparada na residência dos pais com outros três filhos

Por Nordestv em Nordestv Notícias

21 de julho de 2017 às 17:09

Há 2 anos
Os garotos foram mortos em um matagal, no momento em que pegavam capim para alimentar a ovelha da família (FOTO: Reprodução/Nordestv)

Os garotos foram mortos em um matagal, no momento em que pegavam capim para alimentar a ovelha da família (FOTO: Reprodução/Nordestv)

Acontece no domingo (23), na Igreja Matriz de Viçosa do Ceará, a missa de sétimo dia dos irmãos assassinados de forma brutal, no último fim de semana. A população clama por justiça, conforme mostra reportagem do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band.

A casa humilde de portas fechadas revela a dor e tristeza pela qual passam os moradores do Sítio Inharim, zona rural de Viçosa do Ceará, há 365 quilômetros de Fortaleza. A lembrança dos irmãos Francisco e Iracione está presente na memória de quem conheceu as crianças de perto.

De acordo com professores e colegas, os garotos eram educados e estudiosos. Toda a escola ficou chocada com o crime cruel que interrompeu a vida e os sonhos de duas crianças inocentes.

Iracione, de 8 anos, amava os animais e queria ser médico veterinário. O mais velho, Francisco, de 10 anos, gostava de ler e escrever, sonhava em ser professor. Os sonhos dos garotos foram interrompidos de forma cruel na manhã de domingo (16). As duas crianças foram assassinadas a golpes de faca em um matagal, a menos de 200 metros da casa onde moravam com os pais.

Eles haviam saído para pegar capim para alimentar a ovelha da família e não voltaram. A Polícia Civil prendeu Francisco Rogério Soares, de 27 anos, e Iranildo Antônio de Araújo, de 34.

Rogério confessou à polícia que matou as crianças sem motivos e alegou estar sob efeito de drogas. Ele apontou a participação de uma terceira pessoa no crime, um adolescente de 15 anos. O jovem teria segurado as crianças, enquanto Rogério esfaqueava as vítimas. A dupla está presa, e o adolescente apreendido.

Francisco morreu no local. Iracione chegou a ser socorrido pela própria mãe, que ouviu os gritos de socorro do filho. Ele foi levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

A frieza e crueldade dos assassinos causa revolta e comoção. Rogério e Iranildo moravam na pequena comunidade. Todos afirmam estar surpresos com o comportamento deles. Os sogros de Rogério ficaram surpresos com a atitude do genro. Chocados, eles pedem justiça para o caso.

Dona Maria Gorete, mãe das crianças, não conseguiu voltar para casa. Ela está amparada na residência dos pais com outros três filhos, na comunidade de Acimim, a 40 km do local do crime. Maria Gorete até tentou falar com a equipe de reportagem, mas a emoção não permitiu. Segundo a família, o pai das crianças também está abalado e passa o dia longe de casa.

No pequeno Sítio Inharim todos fazem esforço para que o caso não seja esquecido e os assassinos não fiquem sem punição.

Veja todos os detalhes na reportagem do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band:

Publicidade

Dê sua opinião

CRIME CHOCANTE

Assassino confessa que matou “sem motivo” garotos de 8 e 10 anos em Viçosa

Traumatizada, a mãe das crianças ainda não conseguiu voltar para casa. Ela está amparada na residência dos pais com outros três filhos

Por Nordestv em Nordestv Notícias

21 de julho de 2017 às 17:09

Há 2 anos
Os garotos foram mortos em um matagal, no momento em que pegavam capim para alimentar a ovelha da família (FOTO: Reprodução/Nordestv)

Os garotos foram mortos em um matagal, no momento em que pegavam capim para alimentar a ovelha da família (FOTO: Reprodução/Nordestv)

Acontece no domingo (23), na Igreja Matriz de Viçosa do Ceará, a missa de sétimo dia dos irmãos assassinados de forma brutal, no último fim de semana. A população clama por justiça, conforme mostra reportagem do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band.

A casa humilde de portas fechadas revela a dor e tristeza pela qual passam os moradores do Sítio Inharim, zona rural de Viçosa do Ceará, há 365 quilômetros de Fortaleza. A lembrança dos irmãos Francisco e Iracione está presente na memória de quem conheceu as crianças de perto.

De acordo com professores e colegas, os garotos eram educados e estudiosos. Toda a escola ficou chocada com o crime cruel que interrompeu a vida e os sonhos de duas crianças inocentes.

Iracione, de 8 anos, amava os animais e queria ser médico veterinário. O mais velho, Francisco, de 10 anos, gostava de ler e escrever, sonhava em ser professor. Os sonhos dos garotos foram interrompidos de forma cruel na manhã de domingo (16). As duas crianças foram assassinadas a golpes de faca em um matagal, a menos de 200 metros da casa onde moravam com os pais.

Eles haviam saído para pegar capim para alimentar a ovelha da família e não voltaram. A Polícia Civil prendeu Francisco Rogério Soares, de 27 anos, e Iranildo Antônio de Araújo, de 34.

Rogério confessou à polícia que matou as crianças sem motivos e alegou estar sob efeito de drogas. Ele apontou a participação de uma terceira pessoa no crime, um adolescente de 15 anos. O jovem teria segurado as crianças, enquanto Rogério esfaqueava as vítimas. A dupla está presa, e o adolescente apreendido.

Francisco morreu no local. Iracione chegou a ser socorrido pela própria mãe, que ouviu os gritos de socorro do filho. Ele foi levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

A frieza e crueldade dos assassinos causa revolta e comoção. Rogério e Iranildo moravam na pequena comunidade. Todos afirmam estar surpresos com o comportamento deles. Os sogros de Rogério ficaram surpresos com a atitude do genro. Chocados, eles pedem justiça para o caso.

Dona Maria Gorete, mãe das crianças, não conseguiu voltar para casa. Ela está amparada na residência dos pais com outros três filhos, na comunidade de Acimim, a 40 km do local do crime. Maria Gorete até tentou falar com a equipe de reportagem, mas a emoção não permitiu. Segundo a família, o pai das crianças também está abalado e passa o dia longe de casa.

No pequeno Sítio Inharim todos fazem esforço para que o caso não seja esquecido e os assassinos não fiquem sem punição.

Veja todos os detalhes na reportagem do Nordestv Notícias, da Nordestv/Band: