Pacientes do Frotinha da Messejana são alojados em corredores enquanto esperam atendimento

TRANSFERÊNCIA

Pacientes do Frotinha da Messejana são alojados em corredores enquanto esperam atendimento

A Secretaria Municipal da Saúde disse que paciente que necessitam de cirurgias eletivas de alta complexidade são transferidos para outras unidades conforme abertura de vagas

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

20 de maio de 2019 às 15:23

Há 4 semanas
Pacientes ficam no corredor à espera de transferência. (Foto: Reprodução)

Pacientes ficam no corredor à espera de transferência. (Foto: Reprodução)

Depois de cair em casa, a mãe de Francineide, dona Terezinha, foi levada ao Frotinha da Messejana. Os exames indicaram uma fratura no ombro, mas o hospital diz não fazer o tipo de cirurgia de que ela precisa. Há 13 dias, a idosa de 71 anos aguarda transferência para o Instituto Dr. José Frota (IJF). A espera é em uma maca, com dores, no corredor do Frotinha.

Imagens feitas por acompanhantes mostrar diversas pessoas na mesma situação da idosa. O espaço é mal ventilado e os acompanhantes não têm onde sentar. A reportagem é do Jornal Jangadeiro/TV Jangadeiro.

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde disse que os pacientes internados no Frotinha da Messejana que necessitam de cirurgias eletivas de alta complexidade são destinados para as unidades da rede, conforme vagas ofertadas pela Central de Regulação. Já as cirurgias de média complexidade estão ocorrendo regularmente através das equipes médicas do Frotinha da Messejana.

Confira a reportagem do Jornal Jangadeiro:

Publicidade

Dê sua opinião

TRANSFERÊNCIA

Pacientes do Frotinha da Messejana são alojados em corredores enquanto esperam atendimento

A Secretaria Municipal da Saúde disse que paciente que necessitam de cirurgias eletivas de alta complexidade são transferidos para outras unidades conforme abertura de vagas

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

20 de maio de 2019 às 15:23

Há 4 semanas
Pacientes ficam no corredor à espera de transferência. (Foto: Reprodução)

Pacientes ficam no corredor à espera de transferência. (Foto: Reprodução)

Depois de cair em casa, a mãe de Francineide, dona Terezinha, foi levada ao Frotinha da Messejana. Os exames indicaram uma fratura no ombro, mas o hospital diz não fazer o tipo de cirurgia de que ela precisa. Há 13 dias, a idosa de 71 anos aguarda transferência para o Instituto Dr. José Frota (IJF). A espera é em uma maca, com dores, no corredor do Frotinha.

Imagens feitas por acompanhantes mostrar diversas pessoas na mesma situação da idosa. O espaço é mal ventilado e os acompanhantes não têm onde sentar. A reportagem é do Jornal Jangadeiro/TV Jangadeiro.

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde disse que os pacientes internados no Frotinha da Messejana que necessitam de cirurgias eletivas de alta complexidade são destinados para as unidades da rede, conforme vagas ofertadas pela Central de Regulação. Já as cirurgias de média complexidade estão ocorrendo regularmente através das equipes médicas do Frotinha da Messejana.

Confira a reportagem do Jornal Jangadeiro: