Carro de líder do PCC assassinado estava registrado em nome de laranja e em endereço inexistente

CONJUNTO CEARÁ

Carros de luxo de líder do PCC assassinado estavam registrados em rua que não existe

Duas BMW e uma Evoque estavam registrados como sendo de morador do Conjunto Ceará, mas a rua indicada não existe

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

21 de fevereiro de 2018 às 15:47

Há 1 ano
O carro foi registrado em um endereço inexistente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O carro foi registrado em um endereço inexistente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Após a morte dos líderes de facção criminosa no Ceará, a TV Jangadeiro/SBT apurou que um dos veículos estacionado em frente à casa do traficante Gegê do Mangue, morto junto a um comparsa durante tiroteio, estava registrado em uma rua do Conjunto Ceará, em Fortaleza. Além desse, outros dois veículos também estão registrados no mesmo endereço.

A equipe de reportagem foi até o local e constatou ser, de fato, uma farsa. O endereço onde está registrada a BMW, de placa 8800, encontrada estacionada em frente à casa do traficante Jeremias de Simone – o Gegê do Mangue -, é a rua 100, casa 180, no Conjunto Ceará.

O suposto endereço era para ser próximo ao terminal do Conjunto Ceará, mas não passa de um endereço fantasma. As ruas no quadrante seguem a numeração ímpar.

O Gegê do Mangue era o número 2 da facção Primeiro Comando da Capital (PCC). A TV Jangadeiro/SBT apurou que, ao todo, três veículos de luxo estavam registrados no nome de um homem chamado José Fernando da Silva, todos nessa mesma rua, no Conjunto Ceará. Duas BMW e uma Evoque, os mesmos carros que aparecem estacionados na foto em frente à casa onde Gegê estava hospedado. O modelo Evoque, por exemplo, é estimado em R$ 292 mil.

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica do Ceará, a renda média mensal de um morador do bairro gira em torno de R$ 589,31. Para comprar um veículo estimado em R$ 292 mil, seria necessário juntar a renda de – pelo menos – 500 moradores. Já para comprar os três carros, seria necessário juntar a renda de 2,5 mil moradores.

Confira todos os detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

CONJUNTO CEARÁ

Carros de luxo de líder do PCC assassinado estavam registrados em rua que não existe

Duas BMW e uma Evoque estavam registrados como sendo de morador do Conjunto Ceará, mas a rua indicada não existe

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

21 de fevereiro de 2018 às 15:47

Há 1 ano
O carro foi registrado em um endereço inexistente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O carro foi registrado em um endereço inexistente (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Após a morte dos líderes de facção criminosa no Ceará, a TV Jangadeiro/SBT apurou que um dos veículos estacionado em frente à casa do traficante Gegê do Mangue, morto junto a um comparsa durante tiroteio, estava registrado em uma rua do Conjunto Ceará, em Fortaleza. Além desse, outros dois veículos também estão registrados no mesmo endereço.

A equipe de reportagem foi até o local e constatou ser, de fato, uma farsa. O endereço onde está registrada a BMW, de placa 8800, encontrada estacionada em frente à casa do traficante Jeremias de Simone – o Gegê do Mangue -, é a rua 100, casa 180, no Conjunto Ceará.

O suposto endereço era para ser próximo ao terminal do Conjunto Ceará, mas não passa de um endereço fantasma. As ruas no quadrante seguem a numeração ímpar.

O Gegê do Mangue era o número 2 da facção Primeiro Comando da Capital (PCC). A TV Jangadeiro/SBT apurou que, ao todo, três veículos de luxo estavam registrados no nome de um homem chamado José Fernando da Silva, todos nessa mesma rua, no Conjunto Ceará. Duas BMW e uma Evoque, os mesmos carros que aparecem estacionados na foto em frente à casa onde Gegê estava hospedado. O modelo Evoque, por exemplo, é estimado em R$ 292 mil.

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica do Ceará, a renda média mensal de um morador do bairro gira em torno de R$ 589,31. Para comprar um veículo estimado em R$ 292 mil, seria necessário juntar a renda de – pelo menos – 500 moradores. Já para comprar os três carros, seria necessário juntar a renda de 2,5 mil moradores.

Confira todos os detalhes na reportagem do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: