Rede social propõe aluguel de amigos para conhecer cidades; Fortaleza está na lista


Rede social propõe “aluguel de amigos” para conhecer cidades

“Turistar” pelo lugar escolhido é legal, mas com o olhar nativo pode ser melhor ainda

Por Hayanne Narlla em Tecnologia

10 de junho de 2014 às 09:00

Há 5 anos
Rafaela ama viajar e, por isso, se inscreveu no Rent a Local Friend (FOTO: Arquivo Pessoal)

Rafaela ama viajar e, por isso, se inscreveu no Rent a Local Friend (FOTO: Arquivo Pessoal)

Viajar, aprender sobre cultura local e conhecer os principais locais de uma cidade. “Turistar” pelo lugar escolhido é legal, mas com a ajuda do olhar de um nativo pode ser melhor ainda. É pensando nessa forma diferente de vivenciar o destino turístico, que o site “Rent a Local Friend” formou uma rede de pessoas que querem experimentar a cultura local de maneira espontânea.

Com cadastros do mundo inteiro, Fortaleza é uma das cidades que oferecem “amigos” postiços. Rafaela Baracho é analista e tem 29 anos. Ama viajar e, por isso, resolveu se cadastrar no site. “Um amigo me falou do site e disse que eu deveria dar uma olhada. Adoro viajar, conhecer gente e novas culturas. Achei que o site poderia me proporcionar isso, conhecer pessoas e um pouco da cultura deles”.

Rafaela já foi amiga de dois casais de idosos em Fortaleza, que vieram passar somente um dia na cidade. “Eles foram uns amores, queriam mais fazer compras e conhecer alguns pontos chaves da cidade. Como é um serviço pago, geralmente são pessoas mais velhas que procuram”.

Ela ressaltou que nunca recebeu um turista em casa, pois não optou por isso. Mas, quando alguém está disposto a pagar 147 dólares, a amiga se dispõe em tempo integral. “Geralmente vou aos pontos turísticos mais conhecidos, como Praia do Futuro, Beira Mar, Praia de Iracema, Mercado Central, Igreja Metropolitana, as praias próximas como Cumbuco, Morro Branco e Canoa Quebrada. Dependendo da pessoa, do gosto dela, a levo em outros locais, como bares, festas”.

Rede de viajantes

Idealizado por uma brasileira, Rent a Local Friend conta com 48 cidades de três continentes. Para participar, é necessário se inscrever no site. Os administradores avaliam as informações e dão uma senha para preencher alguns requisitos. A partir daí, é enviado um manual, explicando as regras.

O serviço é pago e tem o preço já estampado. Do valor total, 30% é cobrado pelo site. Com o restante, é combinada com o turista e o amigo a melhor forma de pagamento. “O site sugere que você não converse com o turista fora do site. Ser fluente em inglês ajuda bastante”.

Publicidade

Dê sua opinião

Rede social propõe “aluguel de amigos” para conhecer cidades

“Turistar” pelo lugar escolhido é legal, mas com o olhar nativo pode ser melhor ainda

Por Hayanne Narlla em Tecnologia

10 de junho de 2014 às 09:00

Há 5 anos
Rafaela ama viajar e, por isso, se inscreveu no Rent a Local Friend (FOTO: Arquivo Pessoal)

Rafaela ama viajar e, por isso, se inscreveu no Rent a Local Friend (FOTO: Arquivo Pessoal)

Viajar, aprender sobre cultura local e conhecer os principais locais de uma cidade. “Turistar” pelo lugar escolhido é legal, mas com a ajuda do olhar de um nativo pode ser melhor ainda. É pensando nessa forma diferente de vivenciar o destino turístico, que o site “Rent a Local Friend” formou uma rede de pessoas que querem experimentar a cultura local de maneira espontânea.

Com cadastros do mundo inteiro, Fortaleza é uma das cidades que oferecem “amigos” postiços. Rafaela Baracho é analista e tem 29 anos. Ama viajar e, por isso, resolveu se cadastrar no site. “Um amigo me falou do site e disse que eu deveria dar uma olhada. Adoro viajar, conhecer gente e novas culturas. Achei que o site poderia me proporcionar isso, conhecer pessoas e um pouco da cultura deles”.

Rafaela já foi amiga de dois casais de idosos em Fortaleza, que vieram passar somente um dia na cidade. “Eles foram uns amores, queriam mais fazer compras e conhecer alguns pontos chaves da cidade. Como é um serviço pago, geralmente são pessoas mais velhas que procuram”.

Ela ressaltou que nunca recebeu um turista em casa, pois não optou por isso. Mas, quando alguém está disposto a pagar 147 dólares, a amiga se dispõe em tempo integral. “Geralmente vou aos pontos turísticos mais conhecidos, como Praia do Futuro, Beira Mar, Praia de Iracema, Mercado Central, Igreja Metropolitana, as praias próximas como Cumbuco, Morro Branco e Canoa Quebrada. Dependendo da pessoa, do gosto dela, a levo em outros locais, como bares, festas”.

Rede de viajantes

Idealizado por uma brasileira, Rent a Local Friend conta com 48 cidades de três continentes. Para participar, é necessário se inscrever no site. Os administradores avaliam as informações e dão uma senha para preencher alguns requisitos. A partir daí, é enviado um manual, explicando as regras.

O serviço é pago e tem o preço já estampado. Do valor total, 30% é cobrado pelo site. Com o restante, é combinada com o turista e o amigo a melhor forma de pagamento. “O site sugere que você não converse com o turista fora do site. Ser fluente em inglês ajuda bastante”.