Pioneiro no Brasil, Tribunal de Justiça do Ceará recebe denúncias via Whatsapp


Pioneiro no Brasil, Tribunal de Justiça do Ceará recebe denúncias via Whatsapp

Foram disponibilizados três novos canais de comunicação: Whatsapp, mensagem de texto e chamadas telefônicas para celular

Por Roberta Tavares em Tecnologia

28 de março de 2015 às 15:40

Há 4 anos
A iniciativa é pioneira no Brasil e pretende facilitar o recebimento de denúncias da população (FOTO: Divulgação)

A iniciativa é pioneira no Brasil e pretende facilitar o recebimento de denúncias da população (FOTO: Divulgação)

A ouvidoria do Tribunal de Justiça do Ceará disponibilizou o Whatsapp para receber denúncias, iniciativa pioneira no Brasil. Ao todo, foram disponibilizados três novos canais de comunicação: Whatsapp, mensagem de texto (SMS) e chamadas telefônicas pelo número (85) 87781426.

O serviço está disponível 24 horas para a comunicação digital, e atende chamadas de segunda a sexta, das 8h às 18h. Além disso, através do e-mail ouvidoriamulher@tjce.jus.br, o TJCE recebe denúncias exclusivamente relacionadas a mulheres vítimas de violência doméstica, que têm processo tramitando nas unidades judiciárias.

“O objetivo é oferecer mais um suporte às mulheres que necessitam de auxílio sobre o andamento de processos”, explica o ouvidor-geral, desembargador Raimundo Nonato Silva Santos. Segundo o magistrado, até o final de abril, a população também pode falar com a Justiça pelo número 159. As ligações são gratuitas para todo o Ceará. O canal funciona durante o horário de expediente da Ouvidoria.

Além de utilizar os três novos canais, o público pode encaminhar reclamações, sugestões e solicitações por meio dos telefones (85) 3207.7428, pelo fax (85) 3207.7430 ou por e-mail ouvidoriageral@tjce.jus.br. Já o atendimento pessoal é realizado de segunda a sexta, das 8h às 18h, na sala da Ouvidoria Geral, localizada no TJCE – Avenida General Afonso Albuquerque Lima, S/N – Cambeba, em Fortaleza.

O Whatsapp é um dos aplicativos mais populares do mundo, com 600 milhões de usuários ativos.

Publicidade

Dê sua opinião

Pioneiro no Brasil, Tribunal de Justiça do Ceará recebe denúncias via Whatsapp

Foram disponibilizados três novos canais de comunicação: Whatsapp, mensagem de texto e chamadas telefônicas para celular

Por Roberta Tavares em Tecnologia

28 de março de 2015 às 15:40

Há 4 anos
A iniciativa é pioneira no Brasil e pretende facilitar o recebimento de denúncias da população (FOTO: Divulgação)

A iniciativa é pioneira no Brasil e pretende facilitar o recebimento de denúncias da população (FOTO: Divulgação)

A ouvidoria do Tribunal de Justiça do Ceará disponibilizou o Whatsapp para receber denúncias, iniciativa pioneira no Brasil. Ao todo, foram disponibilizados três novos canais de comunicação: Whatsapp, mensagem de texto (SMS) e chamadas telefônicas pelo número (85) 87781426.

O serviço está disponível 24 horas para a comunicação digital, e atende chamadas de segunda a sexta, das 8h às 18h. Além disso, através do e-mail ouvidoriamulher@tjce.jus.br, o TJCE recebe denúncias exclusivamente relacionadas a mulheres vítimas de violência doméstica, que têm processo tramitando nas unidades judiciárias.

“O objetivo é oferecer mais um suporte às mulheres que necessitam de auxílio sobre o andamento de processos”, explica o ouvidor-geral, desembargador Raimundo Nonato Silva Santos. Segundo o magistrado, até o final de abril, a população também pode falar com a Justiça pelo número 159. As ligações são gratuitas para todo o Ceará. O canal funciona durante o horário de expediente da Ouvidoria.

Além de utilizar os três novos canais, o público pode encaminhar reclamações, sugestões e solicitações por meio dos telefones (85) 3207.7428, pelo fax (85) 3207.7430 ou por e-mail ouvidoriageral@tjce.jus.br. Já o atendimento pessoal é realizado de segunda a sexta, das 8h às 18h, na sala da Ouvidoria Geral, localizada no TJCE – Avenida General Afonso Albuquerque Lima, S/N – Cambeba, em Fortaleza.

O Whatsapp é um dos aplicativos mais populares do mundo, com 600 milhões de usuários ativos.