Torcidas de Fortaleza, Ceará e Ferroviário se reúnem para lembrar mortos na Chacina do Benfica

PROTESTO CONTRA VIOLÊNCIA

Torcidas de Fortaleza, Ceará e Ferroviário se reúnem para lembrar mortos na Chacina do Benfica

As cinco torcidas organizadas querem mostrar que a chacina não foi motivada por rivalidade no futebol, como foi sugerido pelo Governo

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

15 de março de 2018 às 12:01

Há 1 ano
torcidas organizadas, Ceará, Fortaleza

Torcidas organizadas vão pedir descriminalização das instituições. (FOTO: Reprodução/Facebook TUF)

Após a chacina do Benfica, a quarta registrada no Ceará em 2018, onde 7 pessoas foram mortas, diversas manifestações de luto, acompanhadas de pedidos de justiça, ocorreram em Fortaleza. Para marcar uma semana do crime e relembrar as vítimas, torcidas organizadas de Fortaleza e Ceará também vão se unir para homenagens e para pedir a descriminalização dos grupos.

“A caminhada visa homenagear todas as vítimas da trágica chacina ocorrida no bairro Benfica, pedir por mais segurança e providências para que casos como este não se repitam em nossa cidade, atualmente tomada pela criminalidade. A caminhada visa ainda a não punição das torcidas organizadas, que estão sendo acusadas injustamente de participação neste crime. Vamos nos unir e mostrar a nossa força e a nossa indignação contra tais fatos”, informa postagem na página da TUF.

Além da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), a Jovem Garra Tricolor (JGT), também do Fortaleza, a Torcida Organizada Cearamor (TOC) e Movimento Organizado Força Independente (Mofi), do Ceará, e Falange Coral, do Ferroviário, vão participar da caminhada nesta sexta-feira (16), a partir das 14 horas. A concentração será na Praça da Gentilândia.

Outros atos de homenagem

Também na sexta-feira (16), o evento “Juventude pela Vida”, que tem apoio da UFC e é organizado pela Coordenadoria de Juventude de Fortaleza, tem o intuito de incentivar e assegurar a ocupação das praças do Benfica e homenagear as vítimas. A partir das 18 horas haverá um ato ecumênico, na Praça da Gentilândia, e depois se expande para a Praça João Gentil. Prática de esportes, brincadeiras para crianças, apresentações artísticas e tendas com médicos, enfermeiros e psicólogos orientando sobre problemas de saúde.

“O Benfica é um bairro que se identifica com a UFC. É habitado pelos estudantes da UFC nas horas acadêmicas e de diversão. É um bairro no qual a universidade investe em requalificação e que precisa continuar vivo e pulsante para o bem de toda a comunidade, e o Corredor Cultural é um bom exemplo desse investimento. Por isso, nos engajamos nessa atividade”, disse vice-reitor no exercício da Reitoria, Prof. Custódio Almeida.

Nesta quinta-feira (15), um Ato Ecumênico de Paz será realizado na Praça da Gentilândia, local onde quatro, das sete vítimas, foram mortas. O evento é em memória e respeito das vítimas. O Fórum Cultural do Benfica organiza o evento que tem início marcado para às 19 horas, que vai ter a presença de representantes de diversas religiões.

Publicidade

Dê sua opinião

PROTESTO CONTRA VIOLÊNCIA

Torcidas de Fortaleza, Ceará e Ferroviário se reúnem para lembrar mortos na Chacina do Benfica

As cinco torcidas organizadas querem mostrar que a chacina não foi motivada por rivalidade no futebol, como foi sugerido pelo Governo

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

15 de março de 2018 às 12:01

Há 1 ano
torcidas organizadas, Ceará, Fortaleza

Torcidas organizadas vão pedir descriminalização das instituições. (FOTO: Reprodução/Facebook TUF)

Após a chacina do Benfica, a quarta registrada no Ceará em 2018, onde 7 pessoas foram mortas, diversas manifestações de luto, acompanhadas de pedidos de justiça, ocorreram em Fortaleza. Para marcar uma semana do crime e relembrar as vítimas, torcidas organizadas de Fortaleza e Ceará também vão se unir para homenagens e para pedir a descriminalização dos grupos.

“A caminhada visa homenagear todas as vítimas da trágica chacina ocorrida no bairro Benfica, pedir por mais segurança e providências para que casos como este não se repitam em nossa cidade, atualmente tomada pela criminalidade. A caminhada visa ainda a não punição das torcidas organizadas, que estão sendo acusadas injustamente de participação neste crime. Vamos nos unir e mostrar a nossa força e a nossa indignação contra tais fatos”, informa postagem na página da TUF.

Além da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), a Jovem Garra Tricolor (JGT), também do Fortaleza, a Torcida Organizada Cearamor (TOC) e Movimento Organizado Força Independente (Mofi), do Ceará, e Falange Coral, do Ferroviário, vão participar da caminhada nesta sexta-feira (16), a partir das 14 horas. A concentração será na Praça da Gentilândia.

Outros atos de homenagem

Também na sexta-feira (16), o evento “Juventude pela Vida”, que tem apoio da UFC e é organizado pela Coordenadoria de Juventude de Fortaleza, tem o intuito de incentivar e assegurar a ocupação das praças do Benfica e homenagear as vítimas. A partir das 18 horas haverá um ato ecumênico, na Praça da Gentilândia, e depois se expande para a Praça João Gentil. Prática de esportes, brincadeiras para crianças, apresentações artísticas e tendas com médicos, enfermeiros e psicólogos orientando sobre problemas de saúde.

“O Benfica é um bairro que se identifica com a UFC. É habitado pelos estudantes da UFC nas horas acadêmicas e de diversão. É um bairro no qual a universidade investe em requalificação e que precisa continuar vivo e pulsante para o bem de toda a comunidade, e o Corredor Cultural é um bom exemplo desse investimento. Por isso, nos engajamos nessa atividade”, disse vice-reitor no exercício da Reitoria, Prof. Custódio Almeida.

Nesta quinta-feira (15), um Ato Ecumênico de Paz será realizado na Praça da Gentilândia, local onde quatro, das sete vítimas, foram mortas. O evento é em memória e respeito das vítimas. O Fórum Cultural do Benfica organiza o evento que tem início marcado para às 19 horas, que vai ter a presença de representantes de diversas religiões.