Sejus confirma transferência de presos e já contabiliza 18 mortos em rebeliões no Ceará

CRISE CARCERÁRIA

Sejus confirma transferência de presos e já contabiliza 18 mortos em rebeliões no Ceará

Uma nova rebelião foi registrada nesta segunda-feira (24), em Itaitinga

Por Rosana Romão em Segurança Pública

24 de maio de 2016 às 15:39

Há 3 anos
Oito presídios do Ceará tiveram rebeliões neste sábado (21) (FOTO: Reprodução Whatsapp)

Oito presídios do Ceará tiveram rebeliões neste sábado (21) (FOTO: Reprodução Whatsapp)

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus) realizou transferência emergencial de internos para o Centro de Execução Penal e Integração Social, nova unidade prisional do Complexo Itaitinga II. De acordo com o órgão, a unidade está com 95% das obras finalizadas. E informa também, após análises da Perícia Forense, que o número de mortos nas rebeliões ocorridas no fim de semana nas unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) chegou a 18.

A pasta informa que todas as mortes foram decorrentes dos conflitos entre internos ocorridos no sábado (21) e domingo (22) e que na segunda-feira (23) nenhuma morte foi registrada nas unidades prisionais. Dez corpos serão identificados por exame de DNA por estarem irreconhecíveis. No fim de segunda, uma rebelião foi registrada na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, localizada em Itaitinga. Policiais militares e agentes penitenciários entraram na unidade para fazer a contenção e ninguém ficou ferido, de acordo com a Sejus.

Ao longo desta terça (24), nenhuma unidade registrou conflito. Em algumas delas, os próprios internos estão fazendo a limpeza das vivências. A Sejus informa que realizou a transferência de presos como objetivo resguardar a integridade física desses internos, visto que eles foram ameaçados por outros internos.

Desde o fim de semana, equipes da Sejus e do Departamento de Arquitetura e Engenharia estão avaliando os danos e dando os encaminhamentos para os reparos necessários. O órgão garante que não houve interrupção no fornecimento de água nem comida, e assistentes sociais estão na entrada dos complexos e nos prédios da Secretaria oferecendo apoio aos familiares. 

Entenda o caso

Uma série de rebeliões simultâneas ocorreu em pelo menos oito presídios do Ceará, na manhã e início da tarde deste sábado (21). As rebeliões tiveram início após deflagração de greve por parte do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará, nesta sexta-feira (20). Com a greve, foram suspensas as visitas do fim de semana, prejudicando a alimentação dos presídios, o que gerou a revolta.

Em decisão liminar proferida nesta sexta-feira (20), a greve foi declarada ilegal por decisão da desembargadora Terese Neumann, apontando crime de desobediência por parte do sindicato dos agentes prisionais, fato que também será investigado pelo Ministério Público. No domingo (22), o governador Camilo Santana solicitou o apoio da Força Nacional de Segurança para conter a crise no sistema prisional.

Sistema Prisional

O Governo do Estado confirma que as CPPLs II, III e IV estão completamente destruídas em termos de infraestrutura prisional. A Unidade Prisional de Caucaia, conhecida popularmente como Carrapicho, foi parcialmente danificada, enquanto o Instituto Penal Feminino registrou somente um pequeno motim. Em nota, a Procuradoria Geral da Justiça informou que vai investigar os motins, as mortes, a paralisação dos agentes prisionais e os prejuízos.

Acompanhe o caso:

24 de maio – “Sistema prisional do Ceará é uma bomba relógio”, critica Conselho Penitenciário

24 de maio – “Estamos dormindo no cimento, sem comida nem água”, revela preso em ligação telefônica

23 de maio – Camilo Santana solicita apoio da Força Nacional para conter crise em presídios

23 de maio – Rebelião no “Carrapicho” marca 3º dia de crise do sistema penitenciário no Ceará

23 de maio – Prints de Whatsapp revelam conversa entre presos durante rebeliões no Ceará

23 de maio – Carta que seria do Comando Vermelho pede fim de matança em presídios do Ceará

22 de maio – Chega ao fim greve de agentes penitenciários após onda de rebeliões no Ceará

21 de maio – Presos compartilham vídeos de quebra-quebra em rebelião na CPPL 4

21 de maio – Ministério Público vai apurar se agentes penitenciários tiveram culpa por caos em presídios

21 de maio – Série de rebeliões simultâneas ocorre em 8 presídios do Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

CRISE CARCERÁRIA

Sejus confirma transferência de presos e já contabiliza 18 mortos em rebeliões no Ceará

Uma nova rebelião foi registrada nesta segunda-feira (24), em Itaitinga

Por Rosana Romão em Segurança Pública

24 de maio de 2016 às 15:39

Há 3 anos
Oito presídios do Ceará tiveram rebeliões neste sábado (21) (FOTO: Reprodução Whatsapp)

Oito presídios do Ceará tiveram rebeliões neste sábado (21) (FOTO: Reprodução Whatsapp)

A Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus) realizou transferência emergencial de internos para o Centro de Execução Penal e Integração Social, nova unidade prisional do Complexo Itaitinga II. De acordo com o órgão, a unidade está com 95% das obras finalizadas. E informa também, após análises da Perícia Forense, que o número de mortos nas rebeliões ocorridas no fim de semana nas unidades prisionais da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) chegou a 18.

A pasta informa que todas as mortes foram decorrentes dos conflitos entre internos ocorridos no sábado (21) e domingo (22) e que na segunda-feira (23) nenhuma morte foi registrada nas unidades prisionais. Dez corpos serão identificados por exame de DNA por estarem irreconhecíveis. No fim de segunda, uma rebelião foi registrada na Unidade Prisional Agente Luciano Andrade Lima, localizada em Itaitinga. Policiais militares e agentes penitenciários entraram na unidade para fazer a contenção e ninguém ficou ferido, de acordo com a Sejus.

Ao longo desta terça (24), nenhuma unidade registrou conflito. Em algumas delas, os próprios internos estão fazendo a limpeza das vivências. A Sejus informa que realizou a transferência de presos como objetivo resguardar a integridade física desses internos, visto que eles foram ameaçados por outros internos.

Desde o fim de semana, equipes da Sejus e do Departamento de Arquitetura e Engenharia estão avaliando os danos e dando os encaminhamentos para os reparos necessários. O órgão garante que não houve interrupção no fornecimento de água nem comida, e assistentes sociais estão na entrada dos complexos e nos prédios da Secretaria oferecendo apoio aos familiares. 

Entenda o caso

Uma série de rebeliões simultâneas ocorreu em pelo menos oito presídios do Ceará, na manhã e início da tarde deste sábado (21). As rebeliões tiveram início após deflagração de greve por parte do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Ceará, nesta sexta-feira (20). Com a greve, foram suspensas as visitas do fim de semana, prejudicando a alimentação dos presídios, o que gerou a revolta.

Em decisão liminar proferida nesta sexta-feira (20), a greve foi declarada ilegal por decisão da desembargadora Terese Neumann, apontando crime de desobediência por parte do sindicato dos agentes prisionais, fato que também será investigado pelo Ministério Público. No domingo (22), o governador Camilo Santana solicitou o apoio da Força Nacional de Segurança para conter a crise no sistema prisional.

Sistema Prisional

O Governo do Estado confirma que as CPPLs II, III e IV estão completamente destruídas em termos de infraestrutura prisional. A Unidade Prisional de Caucaia, conhecida popularmente como Carrapicho, foi parcialmente danificada, enquanto o Instituto Penal Feminino registrou somente um pequeno motim. Em nota, a Procuradoria Geral da Justiça informou que vai investigar os motins, as mortes, a paralisação dos agentes prisionais e os prejuízos.

Acompanhe o caso:

24 de maio – “Sistema prisional do Ceará é uma bomba relógio”, critica Conselho Penitenciário

24 de maio – “Estamos dormindo no cimento, sem comida nem água”, revela preso em ligação telefônica

23 de maio – Camilo Santana solicita apoio da Força Nacional para conter crise em presídios

23 de maio – Rebelião no “Carrapicho” marca 3º dia de crise do sistema penitenciário no Ceará

23 de maio – Prints de Whatsapp revelam conversa entre presos durante rebeliões no Ceará

23 de maio – Carta que seria do Comando Vermelho pede fim de matança em presídios do Ceará

22 de maio – Chega ao fim greve de agentes penitenciários após onda de rebeliões no Ceará

21 de maio – Presos compartilham vídeos de quebra-quebra em rebelião na CPPL 4

21 de maio – Ministério Público vai apurar se agentes penitenciários tiveram culpa por caos em presídios

21 de maio – Série de rebeliões simultâneas ocorre em 8 presídios do Ceará