Professor mata a filha com tiro e se suicida depois, diz Polícia

TRAGÉDIA FAMILIAR

Professor mata a filha com tiro e se suicida depois, diz Polícia

A criança tinha nove anos e foi morta por um disparo de arma de fogo. O caso aconteceu na região rural de Russas, na noite desta segunda-feira.

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

9 de abril de 2019 às 11:28

Há 1 mês

Caso chocou a cidade de Russas (FOTO: Divulgação/Prefeitura de Russas)

A cidade de Russas amanheceu em choque com uma tragédia em família. Um professor atirou na filha de nove anos com tiro disparado de arma de fogo na noite desta segunda-feira (8), na localidade de Sítio Cavão, na cidade de Russas, a 165 km de Fortaleza, na região do Jaguaribe.

Raimundo André de Oliveira, de 46 anos, tirou a própria vida logo em seguida, segundo informações iniciais da Polícia Civil, que investiga o caso.

A filha, Rayanna Pascoal de Oliveira, de 9 anos, foi morta por disparo de arma de fogo. Ela teria sido atingida com um tiro na cabeça disparado pelo próprio pai. A arma seria uma espingarda escopeta, calibre 12. Em seguida, o professor cometeu suicídio por enforcamento.

Os policiais da Delegacia Regional de Russas, responsável pelo caso, estão em diligências ouvindo familiares das vítimas, além de pessoas que trabalhavam na mesma escola de Raimundo André.

Veja a nota da Polícia Civil sobre o caso:

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Russas, investiga as circunstâncias acerca de duas mortes ocorridas na noite dessa segunda-feira (8), na localidade de Sítio Cavão, em Russas, Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18).

Rayanna Pascoal de Oliveira (9) foi morta por um disparo de arma de fogo. Segundo foi apurado inicialmente pela Polícia, o tiro foi efetuado por Raimundo André de Oliveira (46), pai da vítima, que após o crime se enforcou. Além de equipes da Regional de Russas, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também foram acionadas ao local e realizaram os procedimentos cabíveis ao fato.

Publicidade

Dê sua opinião

TRAGÉDIA FAMILIAR

Professor mata a filha com tiro e se suicida depois, diz Polícia

A criança tinha nove anos e foi morta por um disparo de arma de fogo. O caso aconteceu na região rural de Russas, na noite desta segunda-feira.

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

9 de abril de 2019 às 11:28

Há 1 mês

Caso chocou a cidade de Russas (FOTO: Divulgação/Prefeitura de Russas)

A cidade de Russas amanheceu em choque com uma tragédia em família. Um professor atirou na filha de nove anos com tiro disparado de arma de fogo na noite desta segunda-feira (8), na localidade de Sítio Cavão, na cidade de Russas, a 165 km de Fortaleza, na região do Jaguaribe.

Raimundo André de Oliveira, de 46 anos, tirou a própria vida logo em seguida, segundo informações iniciais da Polícia Civil, que investiga o caso.

A filha, Rayanna Pascoal de Oliveira, de 9 anos, foi morta por disparo de arma de fogo. Ela teria sido atingida com um tiro na cabeça disparado pelo próprio pai. A arma seria uma espingarda escopeta, calibre 12. Em seguida, o professor cometeu suicídio por enforcamento.

Os policiais da Delegacia Regional de Russas, responsável pelo caso, estão em diligências ouvindo familiares das vítimas, além de pessoas que trabalhavam na mesma escola de Raimundo André.

Veja a nota da Polícia Civil sobre o caso:

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Russas, investiga as circunstâncias acerca de duas mortes ocorridas na noite dessa segunda-feira (8), na localidade de Sítio Cavão, em Russas, Área Integrada de Segurança 18 (AIS 18).

Rayanna Pascoal de Oliveira (9) foi morta por um disparo de arma de fogo. Segundo foi apurado inicialmente pela Polícia, o tiro foi efetuado por Raimundo André de Oliveira (46), pai da vítima, que após o crime se enforcou. Além de equipes da Regional de Russas, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) e a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também foram acionadas ao local e realizaram os procedimentos cabíveis ao fato.