Professor da UFC é assassinado a tiros na Praia do Icaraí


Professor da UFC é assassinado na Praia do Icaraí

Nas redes sociais, estudantes lamentam o crime cometido contra o coordenador de Engenharia de Teleinformática

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

26 de maio de 2014 às 11:33

Há 5 anos
Professor e coordenador do curso de Engenharia de Teleinformática (FOTO: Reprodução/Facebook)

Professor e coordenador do curso de Engenharia de Teleinformática (FOTO: Reprodução/Facebook)

O coordenador do curso de Engenharia de Teleinformática da Universidade Federal do Ceará (UFC), Alexandre Moreira de Moraes, foi assassinado a tiros na noite de domingo (25), na Praia do Icaraí, município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.

Alexandre, conhecido como “Sobral”, de 45 anos, foi morto em frente a um bar, localizado na Avenida Central do Icaraí. Segundo a Polícia Militar, a vítima teria discutido instantes antes, na praia. Ao chegar à avenida, o professor foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta, que atiraram pelo menos oito vezes com pistola ponto 40.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi ao local, mas o professor já havia falecido. A Divisão de Homicídios vai investigar o caso. Segundo moradores da região, o docente morava no Bairro Planalto Caucaia.

Alexandre era coordenador e professor assistente da UFC, tinha mestrado em Engenharia Elétrica, e fazia doutorado na mesma área pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Sepultamento

De acordo com a assessoria da UFC, o velório acontece a partir das 17h desta segunda-feira (26), na Funerária São Francisco, no município de Sobral, a 250 quilômetros de Fortaleza. Na terça-feira, será realizada missa de corpo presente, às 8h; e o sepultamento às 9h, no cemitério São José.

A UFC disponibilizará ônibus às 5h de terça-feira, saindo da Reitoria da instituição de ensino em direção ao município de Sobral. Alunos e professores que desejarem participar dos ritos fúnebres do professor devem ligar para o Centro de Tecnologia (85) 3366.9602.

Estudantes lamentam

Nas redes sociais, estudantes da universidade lamentam o crime cometido contra o professor. “Minha colação de grau já não será mais a mesma”; “O Sobral tinha absoluta vocação para o ensino, é um grande exemplo para mim e para todos que estejam ou pretendam seguir na carreira de ensino”; “Um cara fora de sério, simples, humilde, dedicado a passar o que havia de melhor aos alunos”.

A UFC e o Centro de Tecnologia declaram três dias de luto oficial. Nesse período, a contar desta segunda-feira (26), não haverá aulas nos cursos de Engenharia de Teleinformática (diurno e noturno).

Nota da UFC

“O professor Alexandre é mais uma vítima da onda de violência que se apodera de nossa sociedade, onde a rotina de assassinatos tem espalhado a insegurança e o medo. Extremamente preocupada, a comunidade universitária está atenta a esse fenômeno e vem multiplicando os estudos sobre suas causas e efeitos.

Mas a complexa teia de fatores sociais e econômicos que geram e alimentam a criminalidade impõe uma atuação mais decidida por parte daqueles a quem cabe prover a Segurança dos cidadãos e garantir os mecanismos da Justiça. O que se espera não é apenas que se devolva a tranquilidade às famílias, mas que se aplique urgência a esse resgate da paz em nosso meio.

A morte trágica do professor Alexandre nos surpreende e entristece profundamente. Diante da perda, na comunidade universitária, todos nos unimos para pranteá-lo e, solidários, estendemos nossas condolências aos familiares do saudoso mestre.”

Publicidade

Dê sua opinião

Professor da UFC é assassinado na Praia do Icaraí

Nas redes sociais, estudantes lamentam o crime cometido contra o coordenador de Engenharia de Teleinformática

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

26 de maio de 2014 às 11:33

Há 5 anos
Professor e coordenador do curso de Engenharia de Teleinformática (FOTO: Reprodução/Facebook)

Professor e coordenador do curso de Engenharia de Teleinformática (FOTO: Reprodução/Facebook)

O coordenador do curso de Engenharia de Teleinformática da Universidade Federal do Ceará (UFC), Alexandre Moreira de Moraes, foi assassinado a tiros na noite de domingo (25), na Praia do Icaraí, município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.

Alexandre, conhecido como “Sobral”, de 45 anos, foi morto em frente a um bar, localizado na Avenida Central do Icaraí. Segundo a Polícia Militar, a vítima teria discutido instantes antes, na praia. Ao chegar à avenida, o professor foi surpreendido por dois homens em uma motocicleta, que atiraram pelo menos oito vezes com pistola ponto 40.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi ao local, mas o professor já havia falecido. A Divisão de Homicídios vai investigar o caso. Segundo moradores da região, o docente morava no Bairro Planalto Caucaia.

Alexandre era coordenador e professor assistente da UFC, tinha mestrado em Engenharia Elétrica, e fazia doutorado na mesma área pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Sepultamento

De acordo com a assessoria da UFC, o velório acontece a partir das 17h desta segunda-feira (26), na Funerária São Francisco, no município de Sobral, a 250 quilômetros de Fortaleza. Na terça-feira, será realizada missa de corpo presente, às 8h; e o sepultamento às 9h, no cemitério São José.

A UFC disponibilizará ônibus às 5h de terça-feira, saindo da Reitoria da instituição de ensino em direção ao município de Sobral. Alunos e professores que desejarem participar dos ritos fúnebres do professor devem ligar para o Centro de Tecnologia (85) 3366.9602.

Estudantes lamentam

Nas redes sociais, estudantes da universidade lamentam o crime cometido contra o professor. “Minha colação de grau já não será mais a mesma”; “O Sobral tinha absoluta vocação para o ensino, é um grande exemplo para mim e para todos que estejam ou pretendam seguir na carreira de ensino”; “Um cara fora de sério, simples, humilde, dedicado a passar o que havia de melhor aos alunos”.

A UFC e o Centro de Tecnologia declaram três dias de luto oficial. Nesse período, a contar desta segunda-feira (26), não haverá aulas nos cursos de Engenharia de Teleinformática (diurno e noturno).

Nota da UFC

“O professor Alexandre é mais uma vítima da onda de violência que se apodera de nossa sociedade, onde a rotina de assassinatos tem espalhado a insegurança e o medo. Extremamente preocupada, a comunidade universitária está atenta a esse fenômeno e vem multiplicando os estudos sobre suas causas e efeitos.

Mas a complexa teia de fatores sociais e econômicos que geram e alimentam a criminalidade impõe uma atuação mais decidida por parte daqueles a quem cabe prover a Segurança dos cidadãos e garantir os mecanismos da Justiça. O que se espera não é apenas que se devolva a tranquilidade às famílias, mas que se aplique urgência a esse resgate da paz em nosso meio.

A morte trágica do professor Alexandre nos surpreende e entristece profundamente. Diante da perda, na comunidade universitária, todos nos unimos para pranteá-lo e, solidários, estendemos nossas condolências aos familiares do saudoso mestre.”