Polícia apreende drogas sintéticas que seriam vendidas em festa rave no Ceará


Polícia apreende drogas sintéticas que seriam vendidas em festa rave no Ceará

Três homens e uma mulher foram presos em operação da Polícia Civil iniciada em 2015 contra o tráfico de drogas

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

19 de janeiro de 2016 às 07:00

Há 3 anos
Operação da Polícia Civil iniciou em 2015, com o objetivo de combater o tráfico de drogas sintéticas (FOTO: Divulgação/Polícia Civil)

Operação da Polícia Civil iniciou em 2015, com o objetivo de combater o tráfico de drogas sintéticas (FOTO: Divulgação/Polícia Civil)

Quatro pessoas foram presas, e 1,4 mil pontos de LSD e 600 comprimidos de ecstasy foram apreendidos em uma ação da Polícia Civil do Ceará, por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas.

De acordo com o delegado Sérgio Pereira, diretor da DCTD, a ação – ocorrida na sexta-feira (15) – teve início quando os policiais da Divisão investigavam uma entrega de drogas que seria feita no estacionamento de um supermercado localizado na Avenida dos Expedicionários, no Bairro Montese, em Fortaleza.

Os policiais realizavam campana no local quando avistaram dois homens em um veículo Parati, em atitude suspeita. Os homens foram abordados e identificados como Diego Augusto Torres de Oliveira Leão, de 20 anos, e Magnus Medeiros Pereira Pinto Filho, de 23 anos, ambos sem antecedentes criminais. Com eles, os policiais apreenderam 100 comprimidos de ecstasy.

Foi dada voz de prisão à dupla, e os policiais seguiram até a residência de Magnus, no Bairro Jardim América, onde foram encontradas 400 gramas de maconha. No local, os policiais prenderam Matheus Pinheiro Pinto, de 19 anos, e Tabita de Moraes Soares, de 29 anos, que são irmão e esposa, respectivamente, de Magnus.

De lá, os policiais seguiram com os presos até a residência de Diego, no Passaré, onde apreenderam mais drogas, como maconha, ecstasy, haxixe e LSD.

Apreensão

No total, foram apreendidos 600 comprimidos de ecstasy, 1.420 pontos de LSD, 1,4 kg de maconha, 10 comprimidos de Rivotril, 50 gramas de Haxixe, além de R$ 540, uma balança de precisão e quatro aparelhos celulares.

Os quatro presos foram conduzidos à sede da DCTD, onde foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Matheus também foi autuado por resistência e dano ao patrimônio público, pois no momento da prisão ele tentou agredir os policiais que estavam na ocorrência e danificou parte da viatura.

Ainda segundo o delegado Sérgio Pereira, a ocorrência é continuação das operações contra o tráfico de drogas sintéticas no Ceará ocorridas no ano passado.

“Essa ação é continuidade às investigações sobre os grupos criminosos que fornecem drogas em festas raves no Ceará. Esse grupo pretendia repassar drogas em uma rave que vai acontecer no próximo sábado (dia 24), no município de Maranguape. Nossas investigações continuam“, finalizou o delegado.

Publicidade

Dê sua opinião

Polícia apreende drogas sintéticas que seriam vendidas em festa rave no Ceará

Três homens e uma mulher foram presos em operação da Polícia Civil iniciada em 2015 contra o tráfico de drogas

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

19 de janeiro de 2016 às 07:00

Há 3 anos
Operação da Polícia Civil iniciou em 2015, com o objetivo de combater o tráfico de drogas sintéticas (FOTO: Divulgação/Polícia Civil)

Operação da Polícia Civil iniciou em 2015, com o objetivo de combater o tráfico de drogas sintéticas (FOTO: Divulgação/Polícia Civil)

Quatro pessoas foram presas, e 1,4 mil pontos de LSD e 600 comprimidos de ecstasy foram apreendidos em uma ação da Polícia Civil do Ceará, por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas.

De acordo com o delegado Sérgio Pereira, diretor da DCTD, a ação – ocorrida na sexta-feira (15) – teve início quando os policiais da Divisão investigavam uma entrega de drogas que seria feita no estacionamento de um supermercado localizado na Avenida dos Expedicionários, no Bairro Montese, em Fortaleza.

Os policiais realizavam campana no local quando avistaram dois homens em um veículo Parati, em atitude suspeita. Os homens foram abordados e identificados como Diego Augusto Torres de Oliveira Leão, de 20 anos, e Magnus Medeiros Pereira Pinto Filho, de 23 anos, ambos sem antecedentes criminais. Com eles, os policiais apreenderam 100 comprimidos de ecstasy.

Foi dada voz de prisão à dupla, e os policiais seguiram até a residência de Magnus, no Bairro Jardim América, onde foram encontradas 400 gramas de maconha. No local, os policiais prenderam Matheus Pinheiro Pinto, de 19 anos, e Tabita de Moraes Soares, de 29 anos, que são irmão e esposa, respectivamente, de Magnus.

De lá, os policiais seguiram com os presos até a residência de Diego, no Passaré, onde apreenderam mais drogas, como maconha, ecstasy, haxixe e LSD.

Apreensão

No total, foram apreendidos 600 comprimidos de ecstasy, 1.420 pontos de LSD, 1,4 kg de maconha, 10 comprimidos de Rivotril, 50 gramas de Haxixe, além de R$ 540, uma balança de precisão e quatro aparelhos celulares.

Os quatro presos foram conduzidos à sede da DCTD, onde foram autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas. Matheus também foi autuado por resistência e dano ao patrimônio público, pois no momento da prisão ele tentou agredir os policiais que estavam na ocorrência e danificou parte da viatura.

Ainda segundo o delegado Sérgio Pereira, a ocorrência é continuação das operações contra o tráfico de drogas sintéticas no Ceará ocorridas no ano passado.

“Essa ação é continuidade às investigações sobre os grupos criminosos que fornecem drogas em festas raves no Ceará. Esse grupo pretendia repassar drogas em uma rave que vai acontecer no próximo sábado (dia 24), no município de Maranguape. Nossas investigações continuam“, finalizou o delegado.