Ministério Público aponta que 70% da população carcerária é provisória - Noticias

SUPERLOTAÇÃO

Ministério Público aponta que 70% da população carcerária é provisória

Onda de rebeliões acontece desde sábado (21)

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

24 de maio de 2016 às 17:37

Há 3 anos
Presos são mortos durante rebeliões em presídio (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Presos são mortos durante rebeliões em presídio (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT, mostrou uma reportagem que fala sobre o caos do sistema carcerário cearense. Parentes de presos continuam esperando notícias em frente as unidades prisionais e também no Instituto Médico Legal. Teve mais manifestações e promessa no atendimento de algumas reivindicações, como a liberação para entregar colchões e materiais de higiene pessoal.

A Secretaria de Justiça confirmou, até agora, 18 mortes. Seis corpos carbonizados continuam no IML sem identificação.  A maioria dos detentos mortos responde por tráfico de drogas e homicídios.

O Ministério Público disse que vai agilizar a análise dos presos em situação provisória, que segundo o órgão eles representam cerca de 70% da população carcerária do Ceará. Veja mais detalhes no vídeo.

http://mais.uol.com.br/view/15872802

http://mais.uol.com.br/view/15872819

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

SUPERLOTAÇÃO

Ministério Público aponta que 70% da população carcerária é provisória

Onda de rebeliões acontece desde sábado (21)

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

24 de maio de 2016 às 17:37

Há 3 anos
Presos são mortos durante rebeliões em presídio (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Presos são mortos durante rebeliões em presídio (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT, mostrou uma reportagem que fala sobre o caos do sistema carcerário cearense. Parentes de presos continuam esperando notícias em frente as unidades prisionais e também no Instituto Médico Legal. Teve mais manifestações e promessa no atendimento de algumas reivindicações, como a liberação para entregar colchões e materiais de higiene pessoal.

A Secretaria de Justiça confirmou, até agora, 18 mortes. Seis corpos carbonizados continuam no IML sem identificação.  A maioria dos detentos mortos responde por tráfico de drogas e homicídios.

O Ministério Público disse que vai agilizar a análise dos presos em situação provisória, que segundo o órgão eles representam cerca de 70% da população carcerária do Ceará. Veja mais detalhes no vídeo.

http://mais.uol.com.br/view/15872802

http://mais.uol.com.br/view/15872819

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.