Homem é executado em calçada de centro universitário em Fortaleza

ASSASSINATO

Homem é executado em calçada de centro universitário em Fortaleza

O crime aconteceu próximo a Avenida Washington Soares, uma das mais movimentadas de Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

30 de outubro de 2017 às 17:40

Há 2 anos

Homem foi executado nas proximidades da universidade (FOTO: Via Whatsapp)

Um homem foi morto na tarde desta segunda-feira (30), na calçada de um centro universitário, no bairro Luciano Cavalcante, em Fortaleza. A vítima aguardava um ônibus quando foi surpreendida por criminosos que chegaram em um carro vermelho.

O homem de 27 anos, identificado como Rafael Santos da Silva, ainda tentou correr, mas foi atingido com disparos na cabeça.

A vítima caiu sem vida próximo ao primeiro degrau da escadaria que dá acesso ao centro universitário. O rapaz era morador do bairro Carlito Pamplona e havia acabado de sair da sede da Defensoria Pública.

A vítima fazia uso de uma tornozeleira eletrônica e já possuía antecedentes criminais. O local do crime é próximo a Avenida Washington Soares, umas das mais movimentadas de Fortaleza. Alguns alunos afirmam ter ouvido mais de cinco disparos.

Publicidade

Dê sua opinião

ASSASSINATO

Homem é executado em calçada de centro universitário em Fortaleza

O crime aconteceu próximo a Avenida Washington Soares, uma das mais movimentadas de Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

30 de outubro de 2017 às 17:40

Há 2 anos

Homem foi executado nas proximidades da universidade (FOTO: Via Whatsapp)

Um homem foi morto na tarde desta segunda-feira (30), na calçada de um centro universitário, no bairro Luciano Cavalcante, em Fortaleza. A vítima aguardava um ônibus quando foi surpreendida por criminosos que chegaram em um carro vermelho.

O homem de 27 anos, identificado como Rafael Santos da Silva, ainda tentou correr, mas foi atingido com disparos na cabeça.

A vítima caiu sem vida próximo ao primeiro degrau da escadaria que dá acesso ao centro universitário. O rapaz era morador do bairro Carlito Pamplona e havia acabado de sair da sede da Defensoria Pública.

A vítima fazia uso de uma tornozeleira eletrônica e já possuía antecedentes criminais. O local do crime é próximo a Avenida Washington Soares, umas das mais movimentadas de Fortaleza. Alguns alunos afirmam ter ouvido mais de cinco disparos.