Facção criminosa ameaça autoridades e consegue transferência de preso no Ceará

CARTA

Facção criminosa ameaça autoridades e consegue transferência de preso no Ceará

“Somos o crime organizado e, se nossas exigências não forem obedecidas, Senador Pompeu vai pegar fogo”, revela um dos trechos da carta

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

16 de janeiro de 2018 às 18:38

Há 1 ano

Carta foi deixada no Fórum da cidade (FOTO: Reprodução WhatsApp)

Um grupo de criminosos conseguiu transferir um de seus integrantes para outro presídio após ameaçarem o juiz, o delegado e o promotor da cidade de Senador Pompeu. O município fica a 280 quilômetros de Fortaleza.

Na carta deixada em frente ao Fórum da cidade, os bandidos alertavam: “Somos o crime organizado e, se nossas exigências não forem obedecidas, Senador Pompeu vai pegar fogo”. O caso aconteceu na segunda-feira (15).

O comunicado exige a transferência do detento “Gel”, que encontra-se preso por tráfico de drogas e porte ilegal de armas. O pedido é devido ao risco de morte que o detento corre ao dividir a penitenciária com presidiários de outras facções criminosas.

O aviso foi deixado por dois homens em uma motocicleta modelo Fan, de cor preta, cuja placa não foi identificada. A dupla chegou a efetuar disparos para cima. Horas depois, os dois voltaram a ameaçar as autoridades, novamente efetuam disparos em frente ao Fórum. Alguns tiros atingiram uma residência, mas não deixou feridos.

Em nota, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) afirma que solicitou imediatamente as devidas providências junto à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, para que fossem tomadas as medidas necessárias. O Tribunal informa ainda que está dando todo o apoio ao magistrado, inclusive enviou um tenente e equipe para reforçar a segurança do juiz.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSPDS) informou que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Senador Pompeu, está a cargo das investigações acerca do ataque ocorrido contra o fórum municipal. A Polícia mantém diligências na região, com o objetivo de localizar e capturar os responsáveis pela ação criminosa.

A Polícia Civil reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3449.1324, da Delegacia Regional de Senador Pompeu.

Publicidade

Dê sua opinião

CARTA

Facção criminosa ameaça autoridades e consegue transferência de preso no Ceará

“Somos o crime organizado e, se nossas exigências não forem obedecidas, Senador Pompeu vai pegar fogo”, revela um dos trechos da carta

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

16 de janeiro de 2018 às 18:38

Há 1 ano

Carta foi deixada no Fórum da cidade (FOTO: Reprodução WhatsApp)

Um grupo de criminosos conseguiu transferir um de seus integrantes para outro presídio após ameaçarem o juiz, o delegado e o promotor da cidade de Senador Pompeu. O município fica a 280 quilômetros de Fortaleza.

Na carta deixada em frente ao Fórum da cidade, os bandidos alertavam: “Somos o crime organizado e, se nossas exigências não forem obedecidas, Senador Pompeu vai pegar fogo”. O caso aconteceu na segunda-feira (15).

O comunicado exige a transferência do detento “Gel”, que encontra-se preso por tráfico de drogas e porte ilegal de armas. O pedido é devido ao risco de morte que o detento corre ao dividir a penitenciária com presidiários de outras facções criminosas.

O aviso foi deixado por dois homens em uma motocicleta modelo Fan, de cor preta, cuja placa não foi identificada. A dupla chegou a efetuar disparos para cima. Horas depois, os dois voltaram a ameaçar as autoridades, novamente efetuam disparos em frente ao Fórum. Alguns tiros atingiram uma residência, mas não deixou feridos.

Em nota, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) afirma que solicitou imediatamente as devidas providências junto à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, para que fossem tomadas as medidas necessárias. O Tribunal informa ainda que está dando todo o apoio ao magistrado, inclusive enviou um tenente e equipe para reforçar a segurança do juiz.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSPDS) informou que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Senador Pompeu, está a cargo das investigações acerca do ataque ocorrido contra o fórum municipal. A Polícia mantém diligências na região, com o objetivo de localizar e capturar os responsáveis pela ação criminosa.

A Polícia Civil reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na elucidação do caso. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3449.1324, da Delegacia Regional de Senador Pompeu.