Ex-policiais acusados de homicídios durante pré-carnaval são absolvidos

JULGAMENTO

Ex-policiais acusados de homicídios durante pré-carnaval são absolvidos

Os crimes aconteceram em 26 de janeiro de 2013, no Bairro Ellery. De acordo com a denúncia, os acusados sacaram as armas e efetuaram disparos em direção à multidão

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

15 de novembro de 2017 às 10:29

Há 2 anos
Duas pessoas foram vítimas do crime (FOTO: Ilustrativa/Tribuna do Ceará)

Duas pessoas foram vítimas do crime (FOTO: Ilustrativa/Tribuna do Ceará)

Os ex-policiais militares acusados de homicídio qualificado no pré-carnaval em Fortaleza foram absolvidos após julgamento iniciado na terça-feira e concluído na madrugada desta quarta-feira (15).

Raimundo Vieira da Costa e José Raphael Olegário França foram acusados de homicídio qualificado (uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima) contra Ingrid Mayara Oliveira Lima e Igor de Andrade Lima, além de tentativa de homicídio com relação às vítimas Alisson da Silva Gomes e Rogério Silva Lima. O caso foi registrado em 2013.

O júri foi presidido pelo juiz auxiliar da 2ª Vara do Júri de Fortaleza José Ronald Cavalcante Soares Junior. A acusação foi patrocinada pela promotora de Justiça Alice Iracema Melo Aragão, e a defesa, representada pelos advogados Francisco Nazareno Avelino de Lima, José Vidal Pessoa, Delano Cruz e José Maria Rodrigues Bezerra.

O crime

Segundo os autos (nº 0037848-25.2013.8.06.0001), os crimes aconteceram em 26 de janeiro de 2013, por volta da meia-noite, na Praça Manuel Dias Macedo, bairro Ellery, em Fortaleza. A polícia foi acionada para atender ocorrência de perturbação do sossego público, em razão de alto-falantes de veículos utilizados durante festa de pré-carnaval.

Com a chegada da viatura, houve tumulto em decorrência de uma prisão. Um grupo de pessoas chegou a arremessar objetos contra a viatura.

De acordo com a denúncia, nesse momento os acusados sacaram as armas e efetuaram disparos em direção à multidão. A ação matou Ingrid Mayara Oliveira Lima e Igor de Andrade Lima, e feriu Alisson da Silva Gomes e Rogério Silva Lima. Os acusados negam a prática dos crimes.

Com informações do TJCE

Publicidade

Dê sua opinião

JULGAMENTO

Ex-policiais acusados de homicídios durante pré-carnaval são absolvidos

Os crimes aconteceram em 26 de janeiro de 2013, no Bairro Ellery. De acordo com a denúncia, os acusados sacaram as armas e efetuaram disparos em direção à multidão

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

15 de novembro de 2017 às 10:29

Há 2 anos
Duas pessoas foram vítimas do crime (FOTO: Ilustrativa/Tribuna do Ceará)

Duas pessoas foram vítimas do crime (FOTO: Ilustrativa/Tribuna do Ceará)

Os ex-policiais militares acusados de homicídio qualificado no pré-carnaval em Fortaleza foram absolvidos após julgamento iniciado na terça-feira e concluído na madrugada desta quarta-feira (15).

Raimundo Vieira da Costa e José Raphael Olegário França foram acusados de homicídio qualificado (uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima) contra Ingrid Mayara Oliveira Lima e Igor de Andrade Lima, além de tentativa de homicídio com relação às vítimas Alisson da Silva Gomes e Rogério Silva Lima. O caso foi registrado em 2013.

O júri foi presidido pelo juiz auxiliar da 2ª Vara do Júri de Fortaleza José Ronald Cavalcante Soares Junior. A acusação foi patrocinada pela promotora de Justiça Alice Iracema Melo Aragão, e a defesa, representada pelos advogados Francisco Nazareno Avelino de Lima, José Vidal Pessoa, Delano Cruz e José Maria Rodrigues Bezerra.

O crime

Segundo os autos (nº 0037848-25.2013.8.06.0001), os crimes aconteceram em 26 de janeiro de 2013, por volta da meia-noite, na Praça Manuel Dias Macedo, bairro Ellery, em Fortaleza. A polícia foi acionada para atender ocorrência de perturbação do sossego público, em razão de alto-falantes de veículos utilizados durante festa de pré-carnaval.

Com a chegada da viatura, houve tumulto em decorrência de uma prisão. Um grupo de pessoas chegou a arremessar objetos contra a viatura.

De acordo com a denúncia, nesse momento os acusados sacaram as armas e efetuaram disparos em direção à multidão. A ação matou Ingrid Mayara Oliveira Lima e Igor de Andrade Lima, e feriu Alisson da Silva Gomes e Rogério Silva Lima. Os acusados negam a prática dos crimes.

Com informações do TJCE