Chacina em mansão da praia do Porto das Dunas deixa seis mortos

CARNIFICINA EM FESTA

Chacina em mansão da praia do Porto das Dunas deixa seis mortos

Dez homens encapuzados invadiram a festa derrubando o portão com dois veículos e promoveram banho de sangue

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de junho de 2017 às 09:24

Há 2 anos
A Divisão de Homicídios acredita que a chacina teve relação com a disputa pelo tráfico (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

A Divisão de Homicídios acredita que a chacina teve relação com a disputa pelo tráfico (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Uma festa em mansão da praia do Porto das Dunas, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, terminou em banho de sangue, na noite deste sábado (3). Cerca de dez homens encapuzados derrubaram o portão da casa com dois veículos e executaram seis pessoas com tiros de pistola, deixando pelo menos três feridos.

Cerca de 15 pessoas estavam presentes na festa. Os corpos das vítimas, todos homens, ficaram espalhados no gramado do jardim. Segundo a Polícia Militar, as pessoas que se salvaram pularam o muro ou se esconderam pela residência. 

Uma das vítimas é Davi Saraiva Benigno, de 23 anos. Em 2015, ele havia sido preso em uma operação da Polícia Civil, suspeito de liderar uma quadrilha de tráfico de drogas sintéticas. Os nomes dos outros mortos não foram confirmados até a manhã deste domingo (4).

Segundo o Tribuna do Ceará apurou, eles seriam Nilo Barbosa de Souza Neto, Mateus de Matos Costa Monteiro, Fernando dos Anjos Rodrigues Júnior, Klisman Menezes Cavalcante e Edmilson Magalhães Neto (o Bola).

Festa para bandido

A casa, localizada na Rua Búzios, havia sido alugada por três dias. Segundo Leonardo Barreto, diretor da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, a festa marcava a comemoração pela libertação de um integrante de facção criminosa.

A Polícia Civil investiga a autoria do crime. Os investigadores acreditam que a chacina esteja relacionada a disputa pelo tráfico de drogas.

Colaborou Abraão Ramos, do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Banho de sangue
1/2

Banho de sangue

Os investigadores acreditam que a chacina esteja relacionada a disputa pelo tráfico de drogas (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Banho de sangue
2/2

Banho de sangue

Os investigadores acreditam que a chacina esteja relacionada a disputa pelo tráfico de drogas (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Publicidade

Dê sua opinião

CARNIFICINA EM FESTA

Chacina em mansão da praia do Porto das Dunas deixa seis mortos

Dez homens encapuzados invadiram a festa derrubando o portão com dois veículos e promoveram banho de sangue

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de junho de 2017 às 09:24

Há 2 anos
A Divisão de Homicídios acredita que a chacina teve relação com a disputa pelo tráfico (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

A Divisão de Homicídios acredita que a chacina teve relação com a disputa pelo tráfico (Foto: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Uma festa em mansão da praia do Porto das Dunas, em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, terminou em banho de sangue, na noite deste sábado (3). Cerca de dez homens encapuzados derrubaram o portão da casa com dois veículos e executaram seis pessoas com tiros de pistola, deixando pelo menos três feridos.

Cerca de 15 pessoas estavam presentes na festa. Os corpos das vítimas, todos homens, ficaram espalhados no gramado do jardim. Segundo a Polícia Militar, as pessoas que se salvaram pularam o muro ou se esconderam pela residência. 

Uma das vítimas é Davi Saraiva Benigno, de 23 anos. Em 2015, ele havia sido preso em uma operação da Polícia Civil, suspeito de liderar uma quadrilha de tráfico de drogas sintéticas. Os nomes dos outros mortos não foram confirmados até a manhã deste domingo (4).

Segundo o Tribuna do Ceará apurou, eles seriam Nilo Barbosa de Souza Neto, Mateus de Matos Costa Monteiro, Fernando dos Anjos Rodrigues Júnior, Klisman Menezes Cavalcante e Edmilson Magalhães Neto (o Bola).

Festa para bandido

A casa, localizada na Rua Búzios, havia sido alugada por três dias. Segundo Leonardo Barreto, diretor da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, a festa marcava a comemoração pela libertação de um integrante de facção criminosa.

A Polícia Civil investiga a autoria do crime. Os investigadores acreditam que a chacina esteja relacionada a disputa pelo tráfico de drogas.

Colaborou Abraão Ramos, do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Banho de sangue
1/2

Banho de sangue

Os investigadores acreditam que a chacina esteja relacionada a disputa pelo tráfico de drogas (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

Banho de sangue
2/2

Banho de sangue

Os investigadores acreditam que a chacina esteja relacionada a disputa pelo tráfico de drogas (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)