Após divulgar vídeo ameaçando policiais com faca, jovem é preso e diz ser “um pirangueiro safado”


Após divulgar vídeo ameaçando policiais com faca, jovem é preso e diz ser “um pirangueiro safado”

Carlos Alberto da Silva gravou vídeo desafiando os policiais do interior do Ceará; horas depois, foi preso e fez imagens se desculpando com as autoridades do local

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

13 de abril de 2015 às 12:35

Há 4 anos
Jovem publicou vídeo na internet ameaçando policiais e foi preso menos de 24 horas depois (FOTO: Ipu Notícias)

Jovem publicou vídeo na internet ameaçando policiais e foi preso menos de 24 horas depois (FOTO: Ipu Notícias)

Um jovem de 19 anos foi preso menos de 24 horas depois de publicar vídeo na internet ameaçando policiais de Ipueiras, município distante 304 quilômetros de Fortaleza. Nas imagens divulgadas, Carlos Alberto da Silva Alves aparece com uma faca e afirma ter matado dois agentes.

“Puxei cadeia. Sou sujeito homem. Pode escrever: ‘Capetinha tá matando polícia’. O circo vai pegar fogo. Tá vendo essa faca aqui? Pra nós é a nossa espada. Ela [polícia] não se garante com o 38 [revólver]? Eu vou é com a faca”, desafia.

Horas depois, na manhã de sábado (11), Carlos Alberto foi preso. Segundo a polícia, ele tentou fugir pelo quintal da casa onde morava, no Bairro Vila Saboia, e se escondeu no cemitério da cidade de Ipueiras. Uma equipe de policiais militares fez o cerco e capturou o jovem, também conhecido como Carlinhos. Ele apresentou aos policiais a faca usada no vídeo. Também foi apreendida uma adolescente de 14 anos, apontada como a pessoa que filmou Carlos Alberto fazendo as ameaças aos policiais.

Os dois foram encaminhados à Delegacia Regional de Crateús. De acordo com a polícia, eles devem ser autuados com base no artigo 287 do Código Penal, referente à apologia ao crime. Na delegacia, o jovem revelou que – quando fez o vídeo – estava sob efeito de cocaína. Disse ainda estar arrependido das imagens e que nunca matou ninguém.

A polícia gravou um vídeo em resposta às ameaças de Carlos e publicou na página Polícia Civil do Ceará em ação, no Facebook. As imagens tiveram ampla repercussão, com mais de 4,8 mil compartilhamentos e legenda “Um dia é da caça e o outro é do caçador”.

Assista ao vídeo do antes e depois da prisão:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15439269″]

Nas imagens, o jovem diz ser “um pirangueiro safado, um pilantra, um Zé Ninguém que nunca matou ninguém, um burro, um moleque”. Carlos pede desculpa às autoridades e afirma não querer se envolver em problema com o Comando Tático Motorizado (Cotam), Raio e nem com os policiais de Ipueiras, município onde foi preso. O jovem tem passagem pela polícia por furto e não há registros criminais de homicídio.

Tou arrependido do que fiz. Estava bastante drogado (…) Vou fazer de novo não. Fico falando coisa que não fiz. Já fui preso por um roubo maior paia também… por um roubo de bujão [botijão de gás]. Se eu sou um matador de policial, o que eu tô fazendo roubando bujão? Eu sou muito é um pirangueiro safado, que mereço pagar pelo que fiz”, diz.

Segundo um policial – cuja identificação não foi divulgada – os “matadores de polícia que postam vídeo na internet não intimidam. Ele está preso, humilde, com outro semblante que não foi aquele apresentado no vídeo”, finaliza.

Publicidade

Dê sua opinião

Após divulgar vídeo ameaçando policiais com faca, jovem é preso e diz ser “um pirangueiro safado”

Carlos Alberto da Silva gravou vídeo desafiando os policiais do interior do Ceará; horas depois, foi preso e fez imagens se desculpando com as autoridades do local

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

13 de abril de 2015 às 12:35

Há 4 anos
Jovem publicou vídeo na internet ameaçando policiais e foi preso menos de 24 horas depois (FOTO: Ipu Notícias)

Jovem publicou vídeo na internet ameaçando policiais e foi preso menos de 24 horas depois (FOTO: Ipu Notícias)

Um jovem de 19 anos foi preso menos de 24 horas depois de publicar vídeo na internet ameaçando policiais de Ipueiras, município distante 304 quilômetros de Fortaleza. Nas imagens divulgadas, Carlos Alberto da Silva Alves aparece com uma faca e afirma ter matado dois agentes.

“Puxei cadeia. Sou sujeito homem. Pode escrever: ‘Capetinha tá matando polícia’. O circo vai pegar fogo. Tá vendo essa faca aqui? Pra nós é a nossa espada. Ela [polícia] não se garante com o 38 [revólver]? Eu vou é com a faca”, desafia.

Horas depois, na manhã de sábado (11), Carlos Alberto foi preso. Segundo a polícia, ele tentou fugir pelo quintal da casa onde morava, no Bairro Vila Saboia, e se escondeu no cemitério da cidade de Ipueiras. Uma equipe de policiais militares fez o cerco e capturou o jovem, também conhecido como Carlinhos. Ele apresentou aos policiais a faca usada no vídeo. Também foi apreendida uma adolescente de 14 anos, apontada como a pessoa que filmou Carlos Alberto fazendo as ameaças aos policiais.

Os dois foram encaminhados à Delegacia Regional de Crateús. De acordo com a polícia, eles devem ser autuados com base no artigo 287 do Código Penal, referente à apologia ao crime. Na delegacia, o jovem revelou que – quando fez o vídeo – estava sob efeito de cocaína. Disse ainda estar arrependido das imagens e que nunca matou ninguém.

A polícia gravou um vídeo em resposta às ameaças de Carlos e publicou na página Polícia Civil do Ceará em ação, no Facebook. As imagens tiveram ampla repercussão, com mais de 4,8 mil compartilhamentos e legenda “Um dia é da caça e o outro é do caçador”.

Assista ao vídeo do antes e depois da prisão:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15439269″]

Nas imagens, o jovem diz ser “um pirangueiro safado, um pilantra, um Zé Ninguém que nunca matou ninguém, um burro, um moleque”. Carlos pede desculpa às autoridades e afirma não querer se envolver em problema com o Comando Tático Motorizado (Cotam), Raio e nem com os policiais de Ipueiras, município onde foi preso. O jovem tem passagem pela polícia por furto e não há registros criminais de homicídio.

Tou arrependido do que fiz. Estava bastante drogado (…) Vou fazer de novo não. Fico falando coisa que não fiz. Já fui preso por um roubo maior paia também… por um roubo de bujão [botijão de gás]. Se eu sou um matador de policial, o que eu tô fazendo roubando bujão? Eu sou muito é um pirangueiro safado, que mereço pagar pelo que fiz”, diz.

Segundo um policial – cuja identificação não foi divulgada – os “matadores de polícia que postam vídeo na internet não intimidam. Ele está preso, humilde, com outro semblante que não foi aquele apresentado no vídeo”, finaliza.