José Agrino é eleito presidente nacional do DEM para conter crise - Noticias


José Agrino é eleito presidente nacional do DEM para conter crise

Na tentativa de conter a crise que ameaça rachar o Democratas, o partido elegeu como seu novo presidente, nesta terça-feira (15), o senador José Agripino Maia (RN), por aclamação. Os problemas internos no DEM vieram à tona com a possível desfiliação do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que não participou da reunião da Executiva […]

Por Roberta Tavares em Política

15 de março de 2011 às 20:40

Há 8 anos

Na tentativa de conter a crise que ameaça rachar o Democratas, o partido elegeu como seu novo presidente, nesta terça-feira (15), o senador José Agripino Maia (RN), por aclamação.

Os problemas internos no DEM vieram à tona com a possível desfiliação do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que não participou da reunião da Executiva Nacional. Para sair da sigla sem correr o risco de perder o mandato, Kassab pretende criar um novo partido para depois fundi-lo com o PSB, driblando assim a Justiça Eleitoral. O prefeito tem convidado outros filiados do DEM para seguir com ele.

Agripino foi escolhido por transitar entre o grupo de Kassab e do ex-senador Jorge Bornhausen (DEM-SC), bem como o do atual presidente da sigla, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Agripino disse que o DEM “está vivo e vai em frente”, com o objetivo de crescer “com a força das ideias e dos seus talentos e quadros”.

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que deixa o comando da sigla, disse que a eleição de Agripino reafirma a decisão da sigla de ser oposição no país.

O líder do DEM na Câmara, Antônio Carlos Magalhães Neto (BA), admitiu que os problemas internos da sigla continuam a existir, mas acredita que a unidade com a eleição de Agripino será capaz de resgatar a essência do DEM.

Nos bastidores, a cúpula do DEM se articula para questionar na Justiça os mandatos dos filiados que deixarem a sigla para se unirem a Kassab na nova legenda que o democrata pretende criar.

Publicidade

Dê sua opinião

José Agrino é eleito presidente nacional do DEM para conter crise

Na tentativa de conter a crise que ameaça rachar o Democratas, o partido elegeu como seu novo presidente, nesta terça-feira (15), o senador José Agripino Maia (RN), por aclamação. Os problemas internos no DEM vieram à tona com a possível desfiliação do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que não participou da reunião da Executiva […]

Por Roberta Tavares em Política

15 de março de 2011 às 20:40

Há 8 anos

Na tentativa de conter a crise que ameaça rachar o Democratas, o partido elegeu como seu novo presidente, nesta terça-feira (15), o senador José Agripino Maia (RN), por aclamação.

Os problemas internos no DEM vieram à tona com a possível desfiliação do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que não participou da reunião da Executiva Nacional. Para sair da sigla sem correr o risco de perder o mandato, Kassab pretende criar um novo partido para depois fundi-lo com o PSB, driblando assim a Justiça Eleitoral. O prefeito tem convidado outros filiados do DEM para seguir com ele.

Agripino foi escolhido por transitar entre o grupo de Kassab e do ex-senador Jorge Bornhausen (DEM-SC), bem como o do atual presidente da sigla, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Agripino disse que o DEM “está vivo e vai em frente”, com o objetivo de crescer “com a força das ideias e dos seus talentos e quadros”.

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que deixa o comando da sigla, disse que a eleição de Agripino reafirma a decisão da sigla de ser oposição no país.

O líder do DEM na Câmara, Antônio Carlos Magalhães Neto (BA), admitiu que os problemas internos da sigla continuam a existir, mas acredita que a unidade com a eleição de Agripino será capaz de resgatar a essência do DEM.

Nos bastidores, a cúpula do DEM se articula para questionar na Justiça os mandatos dos filiados que deixarem a sigla para se unirem a Kassab na nova legenda que o democrata pretende criar.