Governo quer alcançar 1,2 mi de matrículas em universidades federais até 2014 - Noticias


Governo quer alcançar 1,2 mi de matrículas em universidades federais até 2014

De acordo com a presidente Dilma Rousseff, o Governo Federal pretende alcançar 1,2 milhão de matrículas em universidade federais até 2014

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Política

22 de agosto de 2011 às 09:11

Há 8 anos

A presidente Dilma Rousseff afirmou, nesta segunda-feira (22), que o governo tem como meta alcançar 1,2 milhão de matrículas em universidade federais até 2014. Na semana passada, foi anunciada a criação de quatro unidades em estados do Norte e do Nordeste, entre eles o Ceará. Com a expansão, a rede federal passou a contar com 63 universidades.

No programa semanal de rádio Café com a Presidenta, a presidente avaliou o anúncio como um passo importante na terceira fase do Plano de Expansão da Rede Federal de Educação, formada por universidades federais e por Institutos Federais de Educação Profissional, Ciência e Tecnologia (Ifets).

Cidades priorizadas

Dilma lembrou que cidades com mais de 50 mil habitantes foram priorizadas na escolha dos locais para as universidades. Segundo ela, tratam-se de microrregiões onde não existiam unidades da rede federal, sobretudo no interior do país. Também foram considerados municípios com elevado percentual de pobreza e com mais de 80 mil habitantes, onde as prefeituras têm dificuldade de investir em educação.

Enfrentamento da crise

Para a presidente Dilma Rousseff, um salto na educação brasileira pode contribuir para o enfrentamento da crise econômica que atinge países como os Estados Unidos e os da União Europeia.

“Temos que ter consciência de que estamos vivendo uma situação mundial de muitas turbulências lá fora. Estamos preparados para atravessar esse momento de instabilidade econômica mundial, mas não podemos descuidar. Temos que enfrentar os desafios de hoje sem tirar os olhos do amanhã.”

Leia mais:
AL debate proposta de implantar universidade federal em Ubajara

Com informações da Agência Brasil

Publicidade

Dê sua opinião

Governo quer alcançar 1,2 mi de matrículas em universidades federais até 2014

De acordo com a presidente Dilma Rousseff, o Governo Federal pretende alcançar 1,2 milhão de matrículas em universidade federais até 2014

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Política

22 de agosto de 2011 às 09:11

Há 8 anos

A presidente Dilma Rousseff afirmou, nesta segunda-feira (22), que o governo tem como meta alcançar 1,2 milhão de matrículas em universidade federais até 2014. Na semana passada, foi anunciada a criação de quatro unidades em estados do Norte e do Nordeste, entre eles o Ceará. Com a expansão, a rede federal passou a contar com 63 universidades.

No programa semanal de rádio Café com a Presidenta, a presidente avaliou o anúncio como um passo importante na terceira fase do Plano de Expansão da Rede Federal de Educação, formada por universidades federais e por Institutos Federais de Educação Profissional, Ciência e Tecnologia (Ifets).

Cidades priorizadas

Dilma lembrou que cidades com mais de 50 mil habitantes foram priorizadas na escolha dos locais para as universidades. Segundo ela, tratam-se de microrregiões onde não existiam unidades da rede federal, sobretudo no interior do país. Também foram considerados municípios com elevado percentual de pobreza e com mais de 80 mil habitantes, onde as prefeituras têm dificuldade de investir em educação.

Enfrentamento da crise

Para a presidente Dilma Rousseff, um salto na educação brasileira pode contribuir para o enfrentamento da crise econômica que atinge países como os Estados Unidos e os da União Europeia.

“Temos que ter consciência de que estamos vivendo uma situação mundial de muitas turbulências lá fora. Estamos preparados para atravessar esse momento de instabilidade econômica mundial, mas não podemos descuidar. Temos que enfrentar os desafios de hoje sem tirar os olhos do amanhã.”

Leia mais:
AL debate proposta de implantar universidade federal em Ubajara

Com informações da Agência Brasil