Em 8 anos, Cid Gomes acumula polêmicas envolvendo sua gestão; confira 25 delas


Em 8 anos, Cid Gomes acumula polêmicas envolvendo sua gestão; confira 25 delas

O Tribuna do Ceará resgata todas as 25 polêmicas envolvendo o governador de 2007 a 2014, confira a linha do tempo

Por Rosana Romão em Política

24 de setembro de 2014 às 08:00

Há 5 anos

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), já dirigiu moto sem capacete, colocou o filho no colo quando estava no volante de seu carro – sem cinto de segurança! -, caiu de um skate e atravessou a pista do aeroporto de Salvador correndo. Já nos primeiros meses de governo, em 2007, Cid foi criticado pelo uso de dinheiro público na compra de carros de luxo para a polícia. Outras excentricidades em licitações foram questionadas, como as torneiras “de ouro” do palácio, os buffets com iguarias finas e show de inauguração para hospital com cachê de mais de meio milhão.

O mais recente trata-se das investigações da Polícia Federal sobre seu envolvimento no esquema na Petrobras que abasteceu as campanhas de aliados do governo. Na ocasião, o nome do governador do Ceará apareceu entre os políticos citados pelo ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa.

O Tribuna do Ceará listou as 25 polêmicas envolvendo o governador de 2007 a 2014, confira a lista:

Setembro de 2014 – Cid Gomes X Istoé

Após ser citado em denúncia Cid pediu para a justiça suspender a circulação da edição da revista. (FOTO: Divulgação)

Após ser citado em denúncia Cid pediu para a justiça suspender a circulação da edição da revista. (FOTO: Divulgação)

Cid Gomes foi citado pela Revista Istoé sobre a delação premiada do ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. A notícia foi bastante repercutida e o governador do Ceará pediu para a Justiça suspender a circulação da edição da revista. Ainda enviou ofício ao Supremo Tribunal Federal (STF), à Polícia Federal e à Procuradoria da União pedindo que se pronunciem e neguem a vinculação de seu nome ao escândalo da Petrobrás, feita pela revista.

A suspensão da veiculação da revista acabou dando mais notoriedade ao caso e em resposta a Cid Gomes, a Istoé garantiu a capa deste fim de semana para dar uma descrição minuciosa sobre a relação entre Paulo Roberto Costa e o governador do Ceará, que teria se estreitado há seis anos, “a ponto de ultrapassar a fronteira do contato institucional”.

No Facebook, Cid afirmou ser injustiçado e definiu a denúncia como uma armação covarde encomendada para confundir a opinião pública com a finalidade de enfraquecê-lo na disputa eleitoral. O governador apoia Camilo Santana (PT) para a sucessão no cargo de governador.

Setembro de 2014 – Maconha liberada?

Durante adesivaço a favor de seu candidato ao governo, Camilo Santana (PT), o governador do Ceará interagiu com motoristas e pedestres, rendendo diálogos curiosos. Um deles veio de um rapaz que agitava bandeira do PT: “O senhor é a favor da legalização da maconha?”. Sorrindo, Cid respondeu: “Rapaz, eu não tenho nada contra não”.

Dezembro de 2013 – Quem dera ser um peixe…

Durante obras de adutora que levaria água a Itapipoca, os canos de PVC rompem em vários trechos, deixando a população sem água. Cid Gomes acompanha os trabalhos durante cinco dias, e chega a mergulhar num tanque para tentar ajudar a fechar a válvula.

Cid Gomes em mergulho em tanque d´agua de adutora em Itapipoca. (FOTO: Éldem Martins)

Cid Gomes em mergulho em tanque d´agua de adutora em Itapipoca. (FOTO: Éldem Martins)

Cid Gomes em mergulho em tanque d´agua de adutora em Itapipoca (FOTO: Éldem)

Novembro de 2013 – Energia é preciso

Governo contrata nova usina termelétrica só para fornecer energia para Acquário Ceará, em construção. O investimento é de R$ 16 milhões.

Setembro de 2013 – Farra dos shows

Ministério Público de Contas detecta preços até oito vezes maiores em show contratados em 2011 pelo governo. Os gastos com artistas como Gilberto Gil, Vanessa da Mata, Nando Reis, Roberta Sá e Seu Jorge somaram R$ 10 milhões – e os preços estavam acima da média em 15 dos 45 contratados no “Férias do Ceará”.

Agosto de 2013 – Licitação pra quê?

Governo usa uma brecha legal para comprar quatro helicópteros para a segurança pública, sem licitação
, no valor de R$ 78 milhões, por meio de programa da Secretaria de Ciência e Tecnologia. Em seu Facebook, Cid Gomes classifica a repercussão de “polêmica artificial”.

Cid Gomes divulga foto de uma dos helicópteros comprados. (Foto: Reprodução Facebook)

Cid Gomes divulga foto de uma dos helicópteros comprados. (Foto: Reprodução Facebook)



Agosto de 2013 – Show da Diva

Para ganhar mais seguidores em sua página, Cid Gomes anuncia o sorteio de 10 ingressos para show da cantora Beyoncé, no Castelão. O ingresso mais barato custava R$ 80 e o mais caro, R$ 600.

 Agosto de 2013 – Sem licença para dirigir?

Cid Gomes publica em sua conta no Facebook foto dirigindo na areia da praia, sem cinto de segurança e com o filho no colo. Diante da polêmica, ele retira a foto e publica uma nova, dessa vez, de acordo com o código de trânsito.

Cid Gomes dirige com criança no colo. (Foto: Reprodução Facebook

Cid Gomes dirige com criança no colo. (Foto: Reprodução Facebook

Agosto de 2013 – Buchada que nada!

Governo assina contrato de R$ 3,44 milhões para buffet em festas do gabinete e da residência oficial. No cardápio, estavam lagosta, escargot, caviar e outras iguarias. Após polêmica, ele promete retirar itens exóticos do cardápio.

Julho de 2013 – Viagem a trabalho ou descanso?

Logo após os protestos que tomaram conta do país, Cid Gomes embarcou em viagem oficial de 14 dias a Coreia do Sul, com escala na Europa para descanso. Cid acabou não indo à Coreia e a passagem pela Europa, de 11 dias, teve somente dois compromissos oficiais. Na volta, ele se justificou em seu Twitter: “Eu sou de carne e osso e fisicamente preciso, vez por outra, de um descanso”.

Declaração de Cid Gomes em seu microblog. (Foto: Reprodução Twitter)

Declaração de Cid Gomes em seu microblog. (Foto: Reprodução Twitter)

Março de 2013 – Vidros pelos ares

Pouso de helicóptero que transportava Cid Gomes quebra vidraças de loja durante pouso nos jardins do Palácio da Abolição. O Governo assume os custos do prejuízo.

Fevereiro de 2013 – Sai de baixo!

A marquise do hospital de Sobral desaba um mês depois da inauguração, deixando um operário ferido. O caso acende ainda mais as críticas ao valor gasto com o show de inauguração. O hospital foi investimento de R$ 227 milhões.

Janeiro de 2013 – Esclarecer o quê?

Inauguração de hospital em Sobral recebe show de Ivete Sangalo que custou R$ 650 mil. Após investigação ser arquivada no Tribunal de Contas do Ceará, o Ministério Público de Contas insistiu na questão, mas Cid Gomes fez pouco caso. “O que é o Ministério Público de Contas? É um garoto que deseja aparecer”.

Novembro de 2012 – Ô abre alas, eu quero passar!

Cid Gomes provoca a interdição da pista do aeroporto de Salvador, ao ferir as normas de segurança e descer de seu jato em direção ao avião onde estava a presidente Dilma Rousseff. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) abre processo, mas cinco meses depois decide por não punir o governador.

Outubro de 2012- Sem capacete

Governador pilota triciclo para reforçar a campanha do candidato à prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio. Cid Gomes, porém, esqueceu-se de um detalhe: o capacete. A conduta do governador foi bastante criticada por desrespeitar a lei do Código de Trânsito Brasileiro que obriga o uso do capacete. Veja o vídeo: Governador Cid Gomes pilota triciclo sem capacete.

Agosto de 2012 – Cachê global

Governo gasta R$ 3,3 milhões em show de Plácido Domingo na inauguração do Centro de Eventos do Ceará, para uma plateia de 3 mil convidados. O Ministério Público de Contas pede esclarecimentos sobre o valor pago, sendo R$ 3 milhões só de cachê para o tenor espanhol.

Janeiro de 2012 – Corra que a polícia NÃO vem aí

Agora é o irmão Ciro Gomes quem resolve falar, provocando a ira de uma categoria – no caso, policiais e bombeiros. Durante greve geral de seis dias, uma onda de boatos de saques e arrastões fecha lojas e leva pânico à população. Ciro chama os manifestantes de “marginais fardados e covardes”. O período total de greve bateu mais de 30 dias.

Setembro de 2011 – Trabalho por amor?

Irritado com protesto de professores contra o baixo piso salarial (R$ 1.187), Cid Gomes resolve dar lição de moral nos profissionais: “Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado. Quem entra em atividade pública deve entrar por amor, não por dinheiro”. A declaração atribuída ao governador repercute negativamente, sobretudo entre professores, apesar de o Governo negar a frase.

Outdoors de Fortaleza satirizaram a declaração de Cid Gomes, parodiando a campanha publicitária de um colégio da rede particular que também gerou polêmica. (Foto: Reprodução Facebook)

Outdoors de Fortaleza satirizaram a declaração de Cid Gomes, parodiando a campanha publicitária de um colégio da rede particular que também gerou polêmica. (Foto: Reprodução Facebook)

Janeiro de 2011 – Relações questionáveis

Cid Gomes viaja de férias em jato de Alexandre Grendene, proprietário de empresa que recebe incentivos fiscais no Estado e doou R$ 1,2 milhão à campanha de reeleição do governador.

Setembro de 2010 – Denúncia nacional

Revistas Veja e Época denunciam que Cid Gomes teria desviado R$ 300 milhões de prefeituras cearenses de 2003 a 2009 para financiar sua candidatura ao governo e do irmão Ciro Gomes a deputado federal, em 2006. Na época, Ciro era ministro da Integração Nacional.

Novembro de 2009 – Torneiras de ouro

Projeto de reforma do Palácio da Abolição, em Fortaleza, incluía torneiras orçadas em R$ 41 mil, vidros espelhados na fachada, elevador panorâmico e heliponto. Atacada por críticos, a licitação teve redução de R$ 37 milhões para R$ 19 milhões. Veja o vídeo: Reforma milionária no Palácio da Abolição.

Julho de 2009 – Engoliu no seco

Na reinauguração da biblioteca da Uece, Cid Gomes enfrenta a ira de manifestantes cobrando melhor estrutura. Convidado por estudantes, ele vai almoçar no Restaurante Universitário. Suando por conta do calor, foi obrigado a comer a seco, pois o restaurante não oferece suco nem refrigerante. Veja o vídeo: Cid Gomes enfrenta protesto na UECE.

Abril de 2009 – Pancada na pleura

Na inauguração de uma pista de skate em Juazeiro do Norte, Cid Gomes se aventura a fazer algumas manobras e acaba levando um tombo.

Cid Gomes cai após fazer manobras de skate. (Foto: Reprodução Facebook)

Cid Gomes cai após fazer manobras de skate. (Foto: Reprodução Facebook)

Janeiro de 2008 – O voo da sogra

Durante o Carnaval, Cid Gomes embarca em jatinho com outras seis pessoas em viagem de negócios pela Europa, com duração de 10 dias. Entre os acompanhantes estavam, além da esposa, sua sogra – presença bastante explorada pelos críticos. O aluguel do jatinho custou R$ 388 mil. No total, os gastos foram de R$ 423 mil. Na volta, o governador pediu desculpas por ter levado a sogra.

Maio de 2007 – Polícia de luxo

No recém-lançado programa de policiamento Ronda do Quarteirão, a segurança pública do Ceará recebe 200 carros de luxo, num valor de R$ 156 mil cada. Único opositor de Cid Gomes na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Heitor Ferrer (PDT) insinua que a licitação tem indícios de direcionamento, já que as exigências só são atendidas pela empresa Toyota, que fabrica a Hilux.

Publicidade

Dê sua opinião

Em 8 anos, Cid Gomes acumula polêmicas envolvendo sua gestão; confira 25 delas

O Tribuna do Ceará resgata todas as 25 polêmicas envolvendo o governador de 2007 a 2014, confira a linha do tempo

Por Rosana Romão em Política

24 de setembro de 2014 às 08:00

Há 5 anos

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), já dirigiu moto sem capacete, colocou o filho no colo quando estava no volante de seu carro – sem cinto de segurança! -, caiu de um skate e atravessou a pista do aeroporto de Salvador correndo. Já nos primeiros meses de governo, em 2007, Cid foi criticado pelo uso de dinheiro público na compra de carros de luxo para a polícia. Outras excentricidades em licitações foram questionadas, como as torneiras “de ouro” do palácio, os buffets com iguarias finas e show de inauguração para hospital com cachê de mais de meio milhão.

O mais recente trata-se das investigações da Polícia Federal sobre seu envolvimento no esquema na Petrobras que abasteceu as campanhas de aliados do governo. Na ocasião, o nome do governador do Ceará apareceu entre os políticos citados pelo ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa.

O Tribuna do Ceará listou as 25 polêmicas envolvendo o governador de 2007 a 2014, confira a lista:

Setembro de 2014 – Cid Gomes X Istoé

Após ser citado em denúncia Cid pediu para a justiça suspender a circulação da edição da revista. (FOTO: Divulgação)

Após ser citado em denúncia Cid pediu para a justiça suspender a circulação da edição da revista. (FOTO: Divulgação)

Cid Gomes foi citado pela Revista Istoé sobre a delação premiada do ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. A notícia foi bastante repercutida e o governador do Ceará pediu para a Justiça suspender a circulação da edição da revista. Ainda enviou ofício ao Supremo Tribunal Federal (STF), à Polícia Federal e à Procuradoria da União pedindo que se pronunciem e neguem a vinculação de seu nome ao escândalo da Petrobrás, feita pela revista.

A suspensão da veiculação da revista acabou dando mais notoriedade ao caso e em resposta a Cid Gomes, a Istoé garantiu a capa deste fim de semana para dar uma descrição minuciosa sobre a relação entre Paulo Roberto Costa e o governador do Ceará, que teria se estreitado há seis anos, “a ponto de ultrapassar a fronteira do contato institucional”.

No Facebook, Cid afirmou ser injustiçado e definiu a denúncia como uma armação covarde encomendada para confundir a opinião pública com a finalidade de enfraquecê-lo na disputa eleitoral. O governador apoia Camilo Santana (PT) para a sucessão no cargo de governador.

Setembro de 2014 – Maconha liberada?

Durante adesivaço a favor de seu candidato ao governo, Camilo Santana (PT), o governador do Ceará interagiu com motoristas e pedestres, rendendo diálogos curiosos. Um deles veio de um rapaz que agitava bandeira do PT: “O senhor é a favor da legalização da maconha?”. Sorrindo, Cid respondeu: “Rapaz, eu não tenho nada contra não”.

Dezembro de 2013 – Quem dera ser um peixe…

Durante obras de adutora que levaria água a Itapipoca, os canos de PVC rompem em vários trechos, deixando a população sem água. Cid Gomes acompanha os trabalhos durante cinco dias, e chega a mergulhar num tanque para tentar ajudar a fechar a válvula.

Cid Gomes em mergulho em tanque d´agua de adutora em Itapipoca. (FOTO: Éldem Martins)

Cid Gomes em mergulho em tanque d´agua de adutora em Itapipoca. (FOTO: Éldem Martins)

Cid Gomes em mergulho em tanque d´agua de adutora em Itapipoca (FOTO: Éldem)

Novembro de 2013 – Energia é preciso

Governo contrata nova usina termelétrica só para fornecer energia para Acquário Ceará, em construção. O investimento é de R$ 16 milhões.

Setembro de 2013 – Farra dos shows

Ministério Público de Contas detecta preços até oito vezes maiores em show contratados em 2011 pelo governo. Os gastos com artistas como Gilberto Gil, Vanessa da Mata, Nando Reis, Roberta Sá e Seu Jorge somaram R$ 10 milhões – e os preços estavam acima da média em 15 dos 45 contratados no “Férias do Ceará”.

Agosto de 2013 – Licitação pra quê?

Governo usa uma brecha legal para comprar quatro helicópteros para a segurança pública, sem licitação
, no valor de R$ 78 milhões, por meio de programa da Secretaria de Ciência e Tecnologia. Em seu Facebook, Cid Gomes classifica a repercussão de “polêmica artificial”.

Cid Gomes divulga foto de uma dos helicópteros comprados. (Foto: Reprodução Facebook)

Cid Gomes divulga foto de uma dos helicópteros comprados. (Foto: Reprodução Facebook)



Agosto de 2013 – Show da Diva

Para ganhar mais seguidores em sua página, Cid Gomes anuncia o sorteio de 10 ingressos para show da cantora Beyoncé, no Castelão. O ingresso mais barato custava R$ 80 e o mais caro, R$ 600.

 Agosto de 2013 – Sem licença para dirigir?

Cid Gomes publica em sua conta no Facebook foto dirigindo na areia da praia, sem cinto de segurança e com o filho no colo. Diante da polêmica, ele retira a foto e publica uma nova, dessa vez, de acordo com o código de trânsito.

Cid Gomes dirige com criança no colo. (Foto: Reprodução Facebook

Cid Gomes dirige com criança no colo. (Foto: Reprodução Facebook

Agosto de 2013 – Buchada que nada!

Governo assina contrato de R$ 3,44 milhões para buffet em festas do gabinete e da residência oficial. No cardápio, estavam lagosta, escargot, caviar e outras iguarias. Após polêmica, ele promete retirar itens exóticos do cardápio.

Julho de 2013 – Viagem a trabalho ou descanso?

Logo após os protestos que tomaram conta do país, Cid Gomes embarcou em viagem oficial de 14 dias a Coreia do Sul, com escala na Europa para descanso. Cid acabou não indo à Coreia e a passagem pela Europa, de 11 dias, teve somente dois compromissos oficiais. Na volta, ele se justificou em seu Twitter: “Eu sou de carne e osso e fisicamente preciso, vez por outra, de um descanso”.

Declaração de Cid Gomes em seu microblog. (Foto: Reprodução Twitter)

Declaração de Cid Gomes em seu microblog. (Foto: Reprodução Twitter)

Março de 2013 – Vidros pelos ares

Pouso de helicóptero que transportava Cid Gomes quebra vidraças de loja durante pouso nos jardins do Palácio da Abolição. O Governo assume os custos do prejuízo.

Fevereiro de 2013 – Sai de baixo!

A marquise do hospital de Sobral desaba um mês depois da inauguração, deixando um operário ferido. O caso acende ainda mais as críticas ao valor gasto com o show de inauguração. O hospital foi investimento de R$ 227 milhões.

Janeiro de 2013 – Esclarecer o quê?

Inauguração de hospital em Sobral recebe show de Ivete Sangalo que custou R$ 650 mil. Após investigação ser arquivada no Tribunal de Contas do Ceará, o Ministério Público de Contas insistiu na questão, mas Cid Gomes fez pouco caso. “O que é o Ministério Público de Contas? É um garoto que deseja aparecer”.

Novembro de 2012 – Ô abre alas, eu quero passar!

Cid Gomes provoca a interdição da pista do aeroporto de Salvador, ao ferir as normas de segurança e descer de seu jato em direção ao avião onde estava a presidente Dilma Rousseff. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) abre processo, mas cinco meses depois decide por não punir o governador.

Outubro de 2012- Sem capacete

Governador pilota triciclo para reforçar a campanha do candidato à prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio. Cid Gomes, porém, esqueceu-se de um detalhe: o capacete. A conduta do governador foi bastante criticada por desrespeitar a lei do Código de Trânsito Brasileiro que obriga o uso do capacete. Veja o vídeo: Governador Cid Gomes pilota triciclo sem capacete.

Agosto de 2012 – Cachê global

Governo gasta R$ 3,3 milhões em show de Plácido Domingo na inauguração do Centro de Eventos do Ceará, para uma plateia de 3 mil convidados. O Ministério Público de Contas pede esclarecimentos sobre o valor pago, sendo R$ 3 milhões só de cachê para o tenor espanhol.

Janeiro de 2012 – Corra que a polícia NÃO vem aí

Agora é o irmão Ciro Gomes quem resolve falar, provocando a ira de uma categoria – no caso, policiais e bombeiros. Durante greve geral de seis dias, uma onda de boatos de saques e arrastões fecha lojas e leva pânico à população. Ciro chama os manifestantes de “marginais fardados e covardes”. O período total de greve bateu mais de 30 dias.

Setembro de 2011 – Trabalho por amor?

Irritado com protesto de professores contra o baixo piso salarial (R$ 1.187), Cid Gomes resolve dar lição de moral nos profissionais: “Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado. Quem entra em atividade pública deve entrar por amor, não por dinheiro”. A declaração atribuída ao governador repercute negativamente, sobretudo entre professores, apesar de o Governo negar a frase.

Outdoors de Fortaleza satirizaram a declaração de Cid Gomes, parodiando a campanha publicitária de um colégio da rede particular que também gerou polêmica. (Foto: Reprodução Facebook)

Outdoors de Fortaleza satirizaram a declaração de Cid Gomes, parodiando a campanha publicitária de um colégio da rede particular que também gerou polêmica. (Foto: Reprodução Facebook)

Janeiro de 2011 – Relações questionáveis

Cid Gomes viaja de férias em jato de Alexandre Grendene, proprietário de empresa que recebe incentivos fiscais no Estado e doou R$ 1,2 milhão à campanha de reeleição do governador.

Setembro de 2010 – Denúncia nacional

Revistas Veja e Época denunciam que Cid Gomes teria desviado R$ 300 milhões de prefeituras cearenses de 2003 a 2009 para financiar sua candidatura ao governo e do irmão Ciro Gomes a deputado federal, em 2006. Na época, Ciro era ministro da Integração Nacional.

Novembro de 2009 – Torneiras de ouro

Projeto de reforma do Palácio da Abolição, em Fortaleza, incluía torneiras orçadas em R$ 41 mil, vidros espelhados na fachada, elevador panorâmico e heliponto. Atacada por críticos, a licitação teve redução de R$ 37 milhões para R$ 19 milhões. Veja o vídeo: Reforma milionária no Palácio da Abolição.

Julho de 2009 – Engoliu no seco

Na reinauguração da biblioteca da Uece, Cid Gomes enfrenta a ira de manifestantes cobrando melhor estrutura. Convidado por estudantes, ele vai almoçar no Restaurante Universitário. Suando por conta do calor, foi obrigado a comer a seco, pois o restaurante não oferece suco nem refrigerante. Veja o vídeo: Cid Gomes enfrenta protesto na UECE.

Abril de 2009 – Pancada na pleura

Na inauguração de uma pista de skate em Juazeiro do Norte, Cid Gomes se aventura a fazer algumas manobras e acaba levando um tombo.

Cid Gomes cai após fazer manobras de skate. (Foto: Reprodução Facebook)

Cid Gomes cai após fazer manobras de skate. (Foto: Reprodução Facebook)

Janeiro de 2008 – O voo da sogra

Durante o Carnaval, Cid Gomes embarca em jatinho com outras seis pessoas em viagem de negócios pela Europa, com duração de 10 dias. Entre os acompanhantes estavam, além da esposa, sua sogra – presença bastante explorada pelos críticos. O aluguel do jatinho custou R$ 388 mil. No total, os gastos foram de R$ 423 mil. Na volta, o governador pediu desculpas por ter levado a sogra.

Maio de 2007 – Polícia de luxo

No recém-lançado programa de policiamento Ronda do Quarteirão, a segurança pública do Ceará recebe 200 carros de luxo, num valor de R$ 156 mil cada. Único opositor de Cid Gomes na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Heitor Ferrer (PDT) insinua que a licitação tem indícios de direcionamento, já que as exigências só são atendidas pela empresa Toyota, que fabrica a Hilux.