Deputados promovem seminário sobre combate à homofobia no Ceará


Deputados promovem seminário sobre combate à homofobia no Ceará

A Comissão de Defesa Social da Assembleia Legislativa do Ceará realiza, na tarde desta quinta-feira (17), o seminário “As políticas de defesa e de segurança pública no combate à homofobia no Ceará: articulando um trabalho em rede”. O evento acontece, às 15h, no Complexo de Comissões da AL.

Por Rosana Romão, Felipe Lima e Hayanne Narlla em Política

17 de maio de 2012 às 10:02

Há 7 anos
Deputados realizam seminário sobre combate à homofobia no Ceará

O Dia Internacional de Combate à Homofobia é celebrado nesta quinta-feira (17) (Foto: douglasdrumond.virgula.uol.com.br)

O Dia Internacional de Combate à Homofobia é celebrado no dia 17 de maio. Por isso, nesta quinta-feira (17), a Comissão de Defesa Social da Assembleia Legislativa do Ceará vai realizar, às 15h, o seminário “As políticas de defesa e de segurança pública no combate à homofobia no Ceará: articulando um trabalho em rede”. O evento acontece no Complexo de Comissões da AL.

A palestra foi solicitada pelo deputado Antonio Carlos (PT). De acordo com ele, a importância no debate está no fato de que, apesar do reconhecimento da homossexualidade como mais uma manifestação da diversidade sexual, os homossexuais ainda sofrem cotidianamente as consequências do preconceito.

Dia Internacional de Combate à Homofobia

A data, 17 de maio, foi escolhida para lembrar do dia em que a Homossexualidade foi excluída da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID) da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 17 de maio de 1990. O fato foi oficialmente declarado em 1992.

Devem participar do seminário, desta quinta-feira (17), os representantes da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará, da Procuradoria Geral da Justiça, da Defensoria Pública do Estado do Ceará, da Secretaria dos Direitos Humanos de Fortaleza, da Coordenadoria da Diversidade Sexual de Fortaleza, entre outros.

Publicidade

Dê sua opinião

Deputados promovem seminário sobre combate à homofobia no Ceará

A Comissão de Defesa Social da Assembleia Legislativa do Ceará realiza, na tarde desta quinta-feira (17), o seminário “As políticas de defesa e de segurança pública no combate à homofobia no Ceará: articulando um trabalho em rede”. O evento acontece, às 15h, no Complexo de Comissões da AL.

Por Rosana Romão, Felipe Lima e Hayanne Narlla em Política

17 de maio de 2012 às 10:02

Há 7 anos
Deputados realizam seminário sobre combate à homofobia no Ceará

O Dia Internacional de Combate à Homofobia é celebrado nesta quinta-feira (17) (Foto: douglasdrumond.virgula.uol.com.br)

O Dia Internacional de Combate à Homofobia é celebrado no dia 17 de maio. Por isso, nesta quinta-feira (17), a Comissão de Defesa Social da Assembleia Legislativa do Ceará vai realizar, às 15h, o seminário “As políticas de defesa e de segurança pública no combate à homofobia no Ceará: articulando um trabalho em rede”. O evento acontece no Complexo de Comissões da AL.

A palestra foi solicitada pelo deputado Antonio Carlos (PT). De acordo com ele, a importância no debate está no fato de que, apesar do reconhecimento da homossexualidade como mais uma manifestação da diversidade sexual, os homossexuais ainda sofrem cotidianamente as consequências do preconceito.

Dia Internacional de Combate à Homofobia

A data, 17 de maio, foi escolhida para lembrar do dia em que a Homossexualidade foi excluída da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID) da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 17 de maio de 1990. O fato foi oficialmente declarado em 1992.

Devem participar do seminário, desta quinta-feira (17), os representantes da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, da Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará, da Procuradoria Geral da Justiça, da Defensoria Pública do Estado do Ceará, da Secretaria dos Direitos Humanos de Fortaleza, da Coordenadoria da Diversidade Sexual de Fortaleza, entre outros.