Comissão aprova urgência em empréstimo de US$ 73 milhões para Fortaleza

FORTALEZA CIDADE SUSTENTÁVEL

Comissão aprova urgência em empréstimo de US$ 73 milhões para Fortaleza

Intenção é melhorar condições sanitárias da cidade e da balneabilidade das praias, incrementar a oferta de lazer e ampliar a coleta seletiva de lixo; urgência foi solicitada pelo senador Tasso Jereissati

Por Tribuna do Ceará em Política

26 de fevereiro de 2019 às 16:28

Há 2 meses
O pedido de urgência foi solicitado pelo senador Tasso Jereissati (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

O pedido de urgência foi solicitado pelo senador Tasso Jereissati (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (26) a urgência no empréstimo de até US$ 73,3 milhões, junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), para o município de Fortaleza, destinado ao financiamento parcial do Programa Fortaleza Cidade Sustentável.

A urgência foi requerida pelo senador Tasso Jereissati (PSDB). Durante a sessão, ele agradeceu ao presidente da CAE, senador Omar Aziz (PSDB) pela celeridade do encaminhamento do projeto. “Apesar das dificuldades e dos prazos que nós estávamos enfrentando. Fortaleza agradece sua presteza e eficiência em colocar esse projeto em votação”, afirmou Tasso.

O presidente destacou que os pedidos de empréstimos vencem no final de março e, por isso, era importante aprovar nesta semana para garantir que haja tempo para assinatura por parte da União.

O relator da matéria, senador Plínio Valério (PSDB), destacou que o objetivo geral do Programa é promover a integração entre os ambientes natural e construído no Município de Fortaleza, de modo a impactar positivamente na saúde ambiental e na segurança da população. Em seu parecer foi constatado que a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) não apresentaram obstáculos para o negócio.

Para o programa, estão previstas a execução de despesas ao longo de seis anos em áreas como “Recuperação do Ambiente Social, Urbano e Ambiental” e “Governança, Planejamento e Gestão Urbana e Ambiental”.

Com informações da Agência Senado. 

Publicidade

Dê sua opinião

FORTALEZA CIDADE SUSTENTÁVEL

Comissão aprova urgência em empréstimo de US$ 73 milhões para Fortaleza

Intenção é melhorar condições sanitárias da cidade e da balneabilidade das praias, incrementar a oferta de lazer e ampliar a coleta seletiva de lixo; urgência foi solicitada pelo senador Tasso Jereissati

Por Tribuna do Ceará em Política

26 de fevereiro de 2019 às 16:28

Há 2 meses
O pedido de urgência foi solicitado pelo senador Tasso Jereissati (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

O pedido de urgência foi solicitado pelo senador Tasso Jereissati (FOTO: Fernanda Moura/ Tribuna do Ceará)

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou nesta terça-feira (26) a urgência no empréstimo de até US$ 73,3 milhões, junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), para o município de Fortaleza, destinado ao financiamento parcial do Programa Fortaleza Cidade Sustentável.

A urgência foi requerida pelo senador Tasso Jereissati (PSDB). Durante a sessão, ele agradeceu ao presidente da CAE, senador Omar Aziz (PSDB) pela celeridade do encaminhamento do projeto. “Apesar das dificuldades e dos prazos que nós estávamos enfrentando. Fortaleza agradece sua presteza e eficiência em colocar esse projeto em votação”, afirmou Tasso.

O presidente destacou que os pedidos de empréstimos vencem no final de março e, por isso, era importante aprovar nesta semana para garantir que haja tempo para assinatura por parte da União.

O relator da matéria, senador Plínio Valério (PSDB), destacou que o objetivo geral do Programa é promover a integração entre os ambientes natural e construído no Município de Fortaleza, de modo a impactar positivamente na saúde ambiental e na segurança da população. Em seu parecer foi constatado que a Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) não apresentaram obstáculos para o negócio.

Para o programa, estão previstas a execução de despesas ao longo de seis anos em áreas como “Recuperação do Ambiente Social, Urbano e Ambiental” e “Governança, Planejamento e Gestão Urbana e Ambiental”.

Com informações da Agência Senado.