Cid Gomes será anunciado como ministro da Educação por Dilma Rousseff, informa a Folha de S. Paulo


Cid Gomes será anunciado como ministro da Educação por Dilma, informa a Folha de S. Paulo

O governador cearense estará às 16h desta terça-feira na Assembleia Legislativa do Ceará, fazendo um balanço de seu mandato, de 2007 a 2014

Por Rosana Romão em Política

23 de dezembro de 2014 às 15:00

Há 4 anos
Cid Gomes esteve em Brasília e retorna à Fortaleza nesta terça-feira, 23. (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

Cid Gomes esteve em Brasília e retorna à Fortaleza nesta terça-feira, 23. (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), será anunciado nesta terça-feira (23) pela presidente Dilma Rousseff como ministro da Educação a partir de 2015. A informação é do jornal Folha de São Paulo. Segundo a publicação, o anúncio de Cid e de outros futuros ministros será feito às 17h desta terça-feira (23).

A assessoria de comunicação da presidente Dilma Rousseff não confirmou o anúncio, mas informou que ele poderá ser feito até o dia 29 de dezembro. Já a assessoria de Cid Gomes informou que o governador cearense estará às 16h na Assembleia Legislativa do Ceará, fazendo um balanço de seu mandato, que compreende o período de janeiro de 2007 até o dia 31 de dezembro de 2014.

Cotado

No dia 28 de outubro, o Tribuna do Ceará já havia noticiado que o governador do Ceará seria cotado para o MEC. Elementos tornaram factível essa especulação nos bastidores da política. Cid construiu um bom relacionamento com a presidente. A fidelidade ficou expressada há um ano, quando ele trocou de partido para viabilizar seu apoio à reeleição de Dilma. Junto com Cid, migraram do PSB para o Pros seus irmãos Ciro Gomes – ex-ministro de Lula – e Ivo Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, além de dezenas de aliados do poder no Ceará.

Dilma teria o desejo antigo de levar o governador do Ceará para a Esplanada. O Programa Alfabetização na Idade Certa, do governo federal, foi inspirado em projeto semelhante implantado pelo Governo do Ceará durante a gestão de Cid.

Publicidade

Dê sua opinião

Cid Gomes será anunciado como ministro da Educação por Dilma, informa a Folha de S. Paulo

O governador cearense estará às 16h desta terça-feira na Assembleia Legislativa do Ceará, fazendo um balanço de seu mandato, de 2007 a 2014

Por Rosana Romão em Política

23 de dezembro de 2014 às 15:00

Há 4 anos
Cid Gomes esteve em Brasília e retorna à Fortaleza nesta terça-feira, 23. (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

Cid Gomes esteve em Brasília e retorna à Fortaleza nesta terça-feira, 23. (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), será anunciado nesta terça-feira (23) pela presidente Dilma Rousseff como ministro da Educação a partir de 2015. A informação é do jornal Folha de São Paulo. Segundo a publicação, o anúncio de Cid e de outros futuros ministros será feito às 17h desta terça-feira (23).

A assessoria de comunicação da presidente Dilma Rousseff não confirmou o anúncio, mas informou que ele poderá ser feito até o dia 29 de dezembro. Já a assessoria de Cid Gomes informou que o governador cearense estará às 16h na Assembleia Legislativa do Ceará, fazendo um balanço de seu mandato, que compreende o período de janeiro de 2007 até o dia 31 de dezembro de 2014.

Cotado

No dia 28 de outubro, o Tribuna do Ceará já havia noticiado que o governador do Ceará seria cotado para o MEC. Elementos tornaram factível essa especulação nos bastidores da política. Cid construiu um bom relacionamento com a presidente. A fidelidade ficou expressada há um ano, quando ele trocou de partido para viabilizar seu apoio à reeleição de Dilma. Junto com Cid, migraram do PSB para o Pros seus irmãos Ciro Gomes – ex-ministro de Lula – e Ivo Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, além de dezenas de aliados do poder no Ceará.

Dilma teria o desejo antigo de levar o governador do Ceará para a Esplanada. O Programa Alfabetização na Idade Certa, do governo federal, foi inspirado em projeto semelhante implantado pelo Governo do Ceará durante a gestão de Cid.