Cid Gomes aceita proposta para assumir Ministério da Educação, informa jornal de Brasília


Cid Gomes aceita proposta para assumir Ministério da Educação, informa jornal de Brasília

Segundo reportagem do Correio Brasiliense, Cid Gomes teria desistido de cargo no BID, em Washington, para aceitar convite de Dilma Rousseff para assumir o MEC

Por Hayanne Narlla em Política

17 de dezembro de 2014 às 17:00

Há 4 anos
Cid Gomes teria aceitado proposta de ser novo ministro da Educação (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

Cid Gomes teria aceitado proposta de ser novo ministro da Educação (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), teria aceitado a proposta de ser ministro da Educação a partir de 2015. Quem crava a informação é o jornal Correio Brasiliense, de Brasília, que afirma a partir de fontes que Cid esteve no Palácio do Planalto nesta semana para conversar com a presidente Dilma Rousseff, mas o encontro acabou não acontecendo porque ela tinha viajado à Argentina.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a assessoria da presidente, que informou que não sabia nada sobre a novidade. Além disso, ressaltou que na agenda de Dilma não constava reunião com Cid na semana.

A reportagem ligou para a assessoria de imprensa da Casa Civil do Ceará, que responde pelo governador. Sem confirmar nem desconfirmar a informação, solicitou para que o contato fosse feito com um assessor específico, Marco Aurélio Cabral, pois ele estaria junto de Cid Gomes no interior do estado. O Tribuna do Ceará tentou entrar em contato com o assessor por meio de ligações telefônicas, mas ele não atendeu as chamadas durante toda a tarde desta quarta-feira (17).

Decisões

Ainda segundo o Correio Brasiliense, Cid desistiu de assumir um posto de consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Washington, nos Estados Unidos. Com o cargo preenchido no MEC, o petista Henrique Paim voltará a ser secretário executivo do ministério em questão.

Dilma teria o desejo antigo de levar o governador do Ceará para a Esplanada. O Programa Alfabetização na Idade Certa, do governo federal, foi inspirado em projeto semelhante implantado pelo Governo do Ceará durante a gestão de Cid.

Cotado

No dia 28 de outubro, o Tribuna do Ceará já havia noticiado que o governador do Ceará seria cotado para o MEC. Elementos tornaram factível essa especulação nos bastidores da política. Cid construiu um bom relacionamento com a presidente. A fidelidade ficou expressada há um ano, quando ele trocou de partido para viabilizar seu apoio à reeleição de Dilma. Junto com Cid, migraram do PSB para o Pros seus irmãos Ciro Gomes – ex-ministro de Lula – e Ivo Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, além de dezenas de aliados do poder no Ceará.

Publicidade

Dê sua opinião

Cid Gomes aceita proposta para assumir Ministério da Educação, informa jornal de Brasília

Segundo reportagem do Correio Brasiliense, Cid Gomes teria desistido de cargo no BID, em Washington, para aceitar convite de Dilma Rousseff para assumir o MEC

Por Hayanne Narlla em Política

17 de dezembro de 2014 às 17:00

Há 4 anos
Cid Gomes teria aceitado proposta de ser novo ministro da Educação (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

Cid Gomes teria aceitado proposta de ser novo ministro da Educação (FOTO: Agência Brasil/ Divulgação)

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros), teria aceitado a proposta de ser ministro da Educação a partir de 2015. Quem crava a informação é o jornal Correio Brasiliense, de Brasília, que afirma a partir de fontes que Cid esteve no Palácio do Planalto nesta semana para conversar com a presidente Dilma Rousseff, mas o encontro acabou não acontecendo porque ela tinha viajado à Argentina.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a assessoria da presidente, que informou que não sabia nada sobre a novidade. Além disso, ressaltou que na agenda de Dilma não constava reunião com Cid na semana.

A reportagem ligou para a assessoria de imprensa da Casa Civil do Ceará, que responde pelo governador. Sem confirmar nem desconfirmar a informação, solicitou para que o contato fosse feito com um assessor específico, Marco Aurélio Cabral, pois ele estaria junto de Cid Gomes no interior do estado. O Tribuna do Ceará tentou entrar em contato com o assessor por meio de ligações telefônicas, mas ele não atendeu as chamadas durante toda a tarde desta quarta-feira (17).

Decisões

Ainda segundo o Correio Brasiliense, Cid desistiu de assumir um posto de consultor do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em Washington, nos Estados Unidos. Com o cargo preenchido no MEC, o petista Henrique Paim voltará a ser secretário executivo do ministério em questão.

Dilma teria o desejo antigo de levar o governador do Ceará para a Esplanada. O Programa Alfabetização na Idade Certa, do governo federal, foi inspirado em projeto semelhante implantado pelo Governo do Ceará durante a gestão de Cid.

Cotado

No dia 28 de outubro, o Tribuna do Ceará já havia noticiado que o governador do Ceará seria cotado para o MEC. Elementos tornaram factível essa especulação nos bastidores da política. Cid construiu um bom relacionamento com a presidente. A fidelidade ficou expressada há um ano, quando ele trocou de partido para viabilizar seu apoio à reeleição de Dilma. Junto com Cid, migraram do PSB para o Pros seus irmãos Ciro Gomes – ex-ministro de Lula – e Ivo Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, além de dezenas de aliados do poder no Ceará.