Camilo validará plano de governo com projetos não apresentados na campanha eleitoral


Camilo validará plano de governo com projetos não apresentados na campanha eleitoral

Seminário em dezembro servirá para debater e “validar” sugestões de eleitores colhidas durante a campanha de Camilo Santana

Por Pedro Alves em Política

21 de novembro de 2014 às 10:44

Há 5 anos
Camilo "validará" promessas de campanha em seminário (foto: Divulgação)

Camilo “validará” promessas de campanha (foto: Divulgação)

O plano de gestão do governador eleito Camilo Santana (PT), com previsão de lançamento em dezembro, conterá ações e projetos que não foram apresentados ao eleitor durante a campanha eleitoral. Segundo o próprio governador eleito, em declarações à imprensa nesta quinta-feira (21), seminários realizados em dezembro servirão para “validar” e “legitimar” promessas apresentadas durante a campanha eleitoral e ainda incluir outras medidas ainda não apresentadas.

Questionado, Camilo chegou afirmar que “o programa de televisão é muito curto, muito pequeno” e que por isso não deu tempo apresentar tudo. Como candidato, o petista teve disponível mais de 8 minutos na propaganda eleitoral de televisão, duas vezes por dia, sendo o postulante com maior tempo. No segundo turno, ele teve 10 minutos na TV, duas vezes por dia – mesmo tempo do adversário Eunício Oliveira (PMDB).

Durante a entrevista, Camilo não chegou citar exemplo de medidas que não foram discutidas na campanha eleitoral e que estarão no plano de gestão. Mas defendeu o documento como ferramenta fundamental para acompanhamento do governo e cobrança.

Para se ter um exemplo da dimensão da surpresa que o eleitor pode ter diante de projetos não discutidos em campanha eleitoral, basta lembrar que a intervenção da Praça Portugal e a construção dos viadutos na região do Cocó são ações de grande impacto urbano realizadas pelo prefeito Roberto Cláudio e que não foram mencionadas em seu plano de governo. Genericamente, o documento afirma que uma das ações imediatas em Fortaleza é “implantar sistema integrado de mobilidade urbana sustentável”.

Promessas de campanha serão validadas

Será realizada neste sábado (22), no Centro de Eventos do Ceará, a conferência de abertura do Seminário de Consolidação e Validação das Propostas do Plano de Governo. São convidados para o evento o economista Ladislau Dowbor, doutor em Ciências Econômicas pela Escola Central de Planejamento e Estatística de Varsóvia, na Polônia e o ex-presidente do Ipea, economista Márcio Pochmann.

“O objetivo desta conferência é entregar o Documento Síntese do Processo de Planejamento Participativo, que reúne a contribuição das pessoas ouvidas durante a campanha”, afirma Élcio Batista, da equipe do Plano de Governo, por meio da assessoria de imprensa. O Seminário de Consolidação e Validação das Propostas do Plano de Governo de Camilo Santana será realizado nos dias 2, 3 e 4 de dezembro.

Publicidade

Dê sua opinião

Camilo validará plano de governo com projetos não apresentados na campanha eleitoral

Seminário em dezembro servirá para debater e “validar” sugestões de eleitores colhidas durante a campanha de Camilo Santana

Por Pedro Alves em Política

21 de novembro de 2014 às 10:44

Há 5 anos
Camilo "validará" promessas de campanha em seminário (foto: Divulgação)

Camilo “validará” promessas de campanha (foto: Divulgação)

O plano de gestão do governador eleito Camilo Santana (PT), com previsão de lançamento em dezembro, conterá ações e projetos que não foram apresentados ao eleitor durante a campanha eleitoral. Segundo o próprio governador eleito, em declarações à imprensa nesta quinta-feira (21), seminários realizados em dezembro servirão para “validar” e “legitimar” promessas apresentadas durante a campanha eleitoral e ainda incluir outras medidas ainda não apresentadas.

Questionado, Camilo chegou afirmar que “o programa de televisão é muito curto, muito pequeno” e que por isso não deu tempo apresentar tudo. Como candidato, o petista teve disponível mais de 8 minutos na propaganda eleitoral de televisão, duas vezes por dia, sendo o postulante com maior tempo. No segundo turno, ele teve 10 minutos na TV, duas vezes por dia – mesmo tempo do adversário Eunício Oliveira (PMDB).

Durante a entrevista, Camilo não chegou citar exemplo de medidas que não foram discutidas na campanha eleitoral e que estarão no plano de gestão. Mas defendeu o documento como ferramenta fundamental para acompanhamento do governo e cobrança.

Para se ter um exemplo da dimensão da surpresa que o eleitor pode ter diante de projetos não discutidos em campanha eleitoral, basta lembrar que a intervenção da Praça Portugal e a construção dos viadutos na região do Cocó são ações de grande impacto urbano realizadas pelo prefeito Roberto Cláudio e que não foram mencionadas em seu plano de governo. Genericamente, o documento afirma que uma das ações imediatas em Fortaleza é “implantar sistema integrado de mobilidade urbana sustentável”.

Promessas de campanha serão validadas

Será realizada neste sábado (22), no Centro de Eventos do Ceará, a conferência de abertura do Seminário de Consolidação e Validação das Propostas do Plano de Governo. São convidados para o evento o economista Ladislau Dowbor, doutor em Ciências Econômicas pela Escola Central de Planejamento e Estatística de Varsóvia, na Polônia e o ex-presidente do Ipea, economista Márcio Pochmann.

“O objetivo desta conferência é entregar o Documento Síntese do Processo de Planejamento Participativo, que reúne a contribuição das pessoas ouvidas durante a campanha”, afirma Élcio Batista, da equipe do Plano de Governo, por meio da assessoria de imprensa. O Seminário de Consolidação e Validação das Propostas do Plano de Governo de Camilo Santana será realizado nos dias 2, 3 e 4 de dezembro.