Camilo Santana vai pedir folga à Assembleia Legislativa para tratar da transição de governo


Camilo Santana vai pedir folga à Assembleia Legislativa para tratar da transição de governo

Será difícil para o futuro governador comparecer às sessões, já que ainda continua como deputado estadual. Mesmo assim, Camilo Santana negou uma possível licença

Por Hayanne Narlla em Política

6 de novembro de 2014 às 18:40

Há 5 anos
Camilo Santana enfatizou que continuará ausente na Casa (FOTO: Reprodução Facebook)

Camilo Santana enfatizou que continuará ausente na Casa (FOTO: Reprodução Facebook)

Após ter o salário descontado pela Assembleia Legislativa do Ceará, o governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), se pronunciou pela primeira vez a respeito da medida, nesta quinta-feira (6). “Eu autorizei [o corte do salário] quando era na campanha eleitoral. O salário não foi cortado hoje, foi na campanha. Eu pedi para que a Assembleia cumprisse o regimento interno da Casa e foi o que foi feito”, comentou.

Será difícil para o futuro governador comparecer às sessões da Casa, já que ainda continua como deputado estadual. Mesmo assim, ele negou uma possível licença. “Vai ser complicado eu estar na Assembleia, porque tenho que ir para Brasília correndo, porque a presidenta Dilma (Rousseff) convocou. Preciso discutir as ações do governo. Vou pedir permissão para minha ausência”.

Segundo ele, há uma dedicação exclusiva a estudos relacionado ao governo com o objetivo de agilizar projetos e programas para 2015, quando assumir de fato. “Não parei um minuto pós campanha. Nos próximos dois meses, aproveitando esses dias de novembro e dezembro, vou fazer planejamento e disfunção de algumas áreas”, explicou.

Camilo reforçou que, a partir da próxima semana, começará a transição de governo. Além disso, assegurou que os nomes dos futuros secretários também serão anunciados a partir da fase de transição.

Publicidade

Dê sua opinião

Camilo Santana vai pedir folga à Assembleia Legislativa para tratar da transição de governo

Será difícil para o futuro governador comparecer às sessões, já que ainda continua como deputado estadual. Mesmo assim, Camilo Santana negou uma possível licença

Por Hayanne Narlla em Política

6 de novembro de 2014 às 18:40

Há 5 anos
Camilo Santana enfatizou que continuará ausente na Casa (FOTO: Reprodução Facebook)

Camilo Santana enfatizou que continuará ausente na Casa (FOTO: Reprodução Facebook)

Após ter o salário descontado pela Assembleia Legislativa do Ceará, o governador eleito do Ceará, Camilo Santana (PT), se pronunciou pela primeira vez a respeito da medida, nesta quinta-feira (6). “Eu autorizei [o corte do salário] quando era na campanha eleitoral. O salário não foi cortado hoje, foi na campanha. Eu pedi para que a Assembleia cumprisse o regimento interno da Casa e foi o que foi feito”, comentou.

Será difícil para o futuro governador comparecer às sessões da Casa, já que ainda continua como deputado estadual. Mesmo assim, ele negou uma possível licença. “Vai ser complicado eu estar na Assembleia, porque tenho que ir para Brasília correndo, porque a presidenta Dilma (Rousseff) convocou. Preciso discutir as ações do governo. Vou pedir permissão para minha ausência”.

Segundo ele, há uma dedicação exclusiva a estudos relacionado ao governo com o objetivo de agilizar projetos e programas para 2015, quando assumir de fato. “Não parei um minuto pós campanha. Nos próximos dois meses, aproveitando esses dias de novembro e dezembro, vou fazer planejamento e disfunção de algumas áreas”, explicou.

Camilo reforçou que, a partir da próxima semana, começará a transição de governo. Além disso, assegurou que os nomes dos futuros secretários também serão anunciados a partir da fase de transição.