Camilo Santana cobra conclusão de obras da Transnordestina durante reunião com Bolsonaro

AGENDA NO NORDESTE

Camilo Santana cobra conclusão de obras da Transnordestina durante reunião com Bolsonaro

Essa foi a primeira visita do presidente Jair Bolsonaro ao Nordeste, quase seis meses após sua posse. Estavam presentes na reunião oito dos nove governadores do Nordeste

Por Tribuna do Ceará em Política

24 de maio de 2019 às 19:49

Há 3 semanas
Encontro de lideranças nordestinas com Jair Bolsonaro aconteceu em Pernambuco. (Foto: Divulgação)

Encontro de lideranças nordestinas com Jair Bolsonaro aconteceu em Pernambuco. (Foto: Divulgação)

A primeira visita do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), ao Nordeste aconteceu nesta sexta-feira (24), em Recife (PE), quase seis meses após sua posse. Durante a reunião, que contou com oito dos nove governadores da região,  o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), cobrou a conclusão das obras da ferrovia Transnordestina.

“Eu sou governador de segundo mandato passamos quatro anos tentando lutar para que essa ferrovia pudesse ser concluída e tivemos dificuldades. Acho que a gente podia acelerar, um processo que fosse menos burocrático, para que os investidores internacionais pudessem ter as concessões para duplicar nossas BRs, que passam por todos os estados e ferrovias”, disse Camilo.

Na ocasião, também foram anunciados 4 bilhões de reais para o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). “Tenho certeza que os governadores e os prefeitos de todo o Brasil torcem para aprovação da reforma da Previdência, o que não pode acontecer é essas pessoas torcerem pela aprovação, mas não fazerem com que o parlamentar que tem acesso vote favorável a mesma”, afirmou Bolsonaro.

O encontro aconteceu na mesma semana em que os governadores nordestinos assinaram uma carta, pedindo a revogação do decreto que facilitou o acesso ao porte de arma de fogo no Brasil.  O presidente se mostrou irritado ao ser questionado pela imprensa sobre a rejeição de quase 40% entre os nordestinos no mês de abril, segundo o Datafolha. Diante do questionamento, o presidente pediu ao repórter que fizesse uma “pergunta inteligente”.

Publicidade

Dê sua opinião

AGENDA NO NORDESTE

Camilo Santana cobra conclusão de obras da Transnordestina durante reunião com Bolsonaro

Essa foi a primeira visita do presidente Jair Bolsonaro ao Nordeste, quase seis meses após sua posse. Estavam presentes na reunião oito dos nove governadores do Nordeste

Por Tribuna do Ceará em Política

24 de maio de 2019 às 19:49

Há 3 semanas
Encontro de lideranças nordestinas com Jair Bolsonaro aconteceu em Pernambuco. (Foto: Divulgação)

Encontro de lideranças nordestinas com Jair Bolsonaro aconteceu em Pernambuco. (Foto: Divulgação)

A primeira visita do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), ao Nordeste aconteceu nesta sexta-feira (24), em Recife (PE), quase seis meses após sua posse. Durante a reunião, que contou com oito dos nove governadores da região,  o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), cobrou a conclusão das obras da ferrovia Transnordestina.

“Eu sou governador de segundo mandato passamos quatro anos tentando lutar para que essa ferrovia pudesse ser concluída e tivemos dificuldades. Acho que a gente podia acelerar, um processo que fosse menos burocrático, para que os investidores internacionais pudessem ter as concessões para duplicar nossas BRs, que passam por todos os estados e ferrovias”, disse Camilo.

Na ocasião, também foram anunciados 4 bilhões de reais para o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). “Tenho certeza que os governadores e os prefeitos de todo o Brasil torcem para aprovação da reforma da Previdência, o que não pode acontecer é essas pessoas torcerem pela aprovação, mas não fazerem com que o parlamentar que tem acesso vote favorável a mesma”, afirmou Bolsonaro.

O encontro aconteceu na mesma semana em que os governadores nordestinos assinaram uma carta, pedindo a revogação do decreto que facilitou o acesso ao porte de arma de fogo no Brasil.  O presidente se mostrou irritado ao ser questionado pela imprensa sobre a rejeição de quase 40% entre os nordestinos no mês de abril, segundo o Datafolha. Diante do questionamento, o presidente pediu ao repórter que fizesse uma “pergunta inteligente”.