Bolsonaro grava vídeo em solidariedade a estudante hostilizado na UFC

CAMISA POLÊMICA

Bolsonaro grava vídeo em solidariedade a estudante hostilizado

Deputado parabeniza aluno e diz que fará evento em Fortaleza para ‘comemorar a saída do comunismo do poder’

Por Roberta Tavares em Política

14 de maio de 2016 às 12:21

Há 3 anos
Deputado federal garantiu visita a Fortaleza (FOTO: Divulgação)

Deputado federal garantiu visita a Fortaleza (FOTO: Divulgação)

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) gravou vídeo em solidariedade ao estudante Jorge Allan Fontenele, da Universidade Federal do Ceará (UFC). O aluno do curso de Letras e também inspetor da Polícia Civil foi hostilizado por outros estudantes da instituição, no campus Benfica, por vestir uma blusa com a imagem do parlamentar.

No vídeo gravado em Israel, Bolsonaro chama o estudante de “Cláudio Fontenele” e diz ter se chateado com a situação ocorrida com ele. “Fiquei chateado com o que aconteceu, com a intolerância por parte dessas pessoas que pregam o ódio de verdade. Até pelo que estudam, deveriam buscar o diálogo contigo”, afirma.

O caso aconteceu em 9 de maio. Jorge registrou um boletim de ocorrência no dia. “Eu gosto do Bolsonaro. As pessoas falam muitas coisas dele, mas eu concordo com muita coisa dele. Fui agredido por um professor e por uma aluna”, relatou, acrescentando que a agressão teria ocorrido após se recusar a tirar a camisa.

Era para resolver no diálogo, e não na agressão, na cusparada, que parece que virou moda para essa esquerda derrotada do nosso país”, diz o deputado federal em um dos trechos do vídeo.

Bolsonaro conclui a mensagem mandando um abraço ao estudante e informando que pretende viajar a Fortaleza para realizar evento em comemoração “ao afastamento do comunismo no nosso poder, bem como para comentar os novos ares para 2018”. Ele ainda parabeniza Jorge pela iniciativa e pelos “nervos de aço”.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, Jorge se disse extremamente emocionado com as palavras do parlamentar. “Veio para me dar mais força ainda. Eu não vou largar a luta, porque eu não esperava que fosse tratado com tamanha hostilidade na UFC. Ainda sofro assédio moral diariamente”.

Assista ao vídeo:

http://mais.uol.com.br/view/15861809

Provocações

Após a repercussão do caso, estudantes apontaram que Jorge estaria provocando pessoas com comentários homofóbicos e racistas, o que causou a discussão.

Em nota, a UFC informou que “o fato está sendo devidamente apurado, tendo em vista que o ambiente é um espaço plural e democrático que respeita a diversidade de ideais e opiniões”. Além disso, a instituição afirmou que incentiva a convivência respeitosa entre todos os integrantes de sua comunidade, sejam alunos, docentes ou servidores técnico-administrativos.

Publicidade

Dê sua opinião

CAMISA POLÊMICA

Bolsonaro grava vídeo em solidariedade a estudante hostilizado

Deputado parabeniza aluno e diz que fará evento em Fortaleza para ‘comemorar a saída do comunismo do poder’

Por Roberta Tavares em Política

14 de maio de 2016 às 12:21

Há 3 anos
Deputado federal garantiu visita a Fortaleza (FOTO: Divulgação)

Deputado federal garantiu visita a Fortaleza (FOTO: Divulgação)

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) gravou vídeo em solidariedade ao estudante Jorge Allan Fontenele, da Universidade Federal do Ceará (UFC). O aluno do curso de Letras e também inspetor da Polícia Civil foi hostilizado por outros estudantes da instituição, no campus Benfica, por vestir uma blusa com a imagem do parlamentar.

No vídeo gravado em Israel, Bolsonaro chama o estudante de “Cláudio Fontenele” e diz ter se chateado com a situação ocorrida com ele. “Fiquei chateado com o que aconteceu, com a intolerância por parte dessas pessoas que pregam o ódio de verdade. Até pelo que estudam, deveriam buscar o diálogo contigo”, afirma.

O caso aconteceu em 9 de maio. Jorge registrou um boletim de ocorrência no dia. “Eu gosto do Bolsonaro. As pessoas falam muitas coisas dele, mas eu concordo com muita coisa dele. Fui agredido por um professor e por uma aluna”, relatou, acrescentando que a agressão teria ocorrido após se recusar a tirar a camisa.

Era para resolver no diálogo, e não na agressão, na cusparada, que parece que virou moda para essa esquerda derrotada do nosso país”, diz o deputado federal em um dos trechos do vídeo.

Bolsonaro conclui a mensagem mandando um abraço ao estudante e informando que pretende viajar a Fortaleza para realizar evento em comemoração “ao afastamento do comunismo no nosso poder, bem como para comentar os novos ares para 2018”. Ele ainda parabeniza Jorge pela iniciativa e pelos “nervos de aço”.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, Jorge se disse extremamente emocionado com as palavras do parlamentar. “Veio para me dar mais força ainda. Eu não vou largar a luta, porque eu não esperava que fosse tratado com tamanha hostilidade na UFC. Ainda sofro assédio moral diariamente”.

Assista ao vídeo:

http://mais.uol.com.br/view/15861809

Provocações

Após a repercussão do caso, estudantes apontaram que Jorge estaria provocando pessoas com comentários homofóbicos e racistas, o que causou a discussão.

Em nota, a UFC informou que “o fato está sendo devidamente apurado, tendo em vista que o ambiente é um espaço plural e democrático que respeita a diversidade de ideais e opiniões”. Além disso, a instituição afirmou que incentiva a convivência respeitosa entre todos os integrantes de sua comunidade, sejam alunos, docentes ou servidores técnico-administrativos.