Presos de Quixadá incendeiam colchões durante rebelião - Noticias


Presos de Quixadá incendeiam colchões durante rebelião

Detentos da Cadeia Pública de Quixadá, no Sertão Central cearense, realizam uma rebelião desde a manhã desta quarta-feira (2). Segundo a polícia, os presos atearam fogo em colchões e quebraram equipamentos e portões da unidade.

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Polícia

2 de maio de 2012 às 12:30

Há 7 anos

Cadeia Pública de Quixadá

Detentos da Cadeia Pública de Quixadá, no Sertão Central cearense, realizam uma rebelião desde a manhã desta quarta-feira (2). Segundo a polícia, os presos atearam fogo em colchões e quebraram equipamentos e portões da unidade. Até o momento, não há reféns.

Policiais militares de Quixadá isolaram o entorno da Cadeia, que fica em uma área residencial no Centro da cidade e aguardam a chegada de reforço de Fortaleza e de outros municípios da região. O Corpo de Bombeiros também já esteve no local para controlar as chamas.

Segundo a Polícia Civil, os detentos fizeram a rebelião  contra a superlotação da unidade, onde estão presos 178 homens, sendo que a capacidade é de apenas 88. Eles protestam também contra as grades de segurança que foram instaladas no muro para evitar a entrada de drogas.

Transferência

Em nota, a Secretaria da Justiça do Estado (Sejus) informou que a rebelião já foi controlada e que os detentos serão transferidos ainda nesta quarta-feira para as casas de custódia da Região Metropolitana de Fortaleza. Foi informado ainda que já está em tramitação na pasta um projeto para a construção de uma nova unidade penitenciária em Quixadá com 270 vagas.

Publicidade

Dê sua opinião

Presos de Quixadá incendeiam colchões durante rebelião

Detentos da Cadeia Pública de Quixadá, no Sertão Central cearense, realizam uma rebelião desde a manhã desta quarta-feira (2). Segundo a polícia, os presos atearam fogo em colchões e quebraram equipamentos e portões da unidade.

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Polícia

2 de maio de 2012 às 12:30

Há 7 anos

Cadeia Pública de Quixadá

Detentos da Cadeia Pública de Quixadá, no Sertão Central cearense, realizam uma rebelião desde a manhã desta quarta-feira (2). Segundo a polícia, os presos atearam fogo em colchões e quebraram equipamentos e portões da unidade. Até o momento, não há reféns.

Policiais militares de Quixadá isolaram o entorno da Cadeia, que fica em uma área residencial no Centro da cidade e aguardam a chegada de reforço de Fortaleza e de outros municípios da região. O Corpo de Bombeiros também já esteve no local para controlar as chamas.

Segundo a Polícia Civil, os detentos fizeram a rebelião  contra a superlotação da unidade, onde estão presos 178 homens, sendo que a capacidade é de apenas 88. Eles protestam também contra as grades de segurança que foram instaladas no muro para evitar a entrada de drogas.

Transferência

Em nota, a Secretaria da Justiça do Estado (Sejus) informou que a rebelião já foi controlada e que os detentos serão transferidos ainda nesta quarta-feira para as casas de custódia da Região Metropolitana de Fortaleza. Foi informado ainda que já está em tramitação na pasta um projeto para a construção de uma nova unidade penitenciária em Quixadá com 270 vagas.