Policiais da CPMA fecham rinha de galos em Fortaleza - Noticias


Policiais da CPMA fecham rinha de galos em Fortaleza

No local, foram detidas cerca de 40 pessoas e apreendidos 30 animais

Por Rosana Romão, Felipe Lima e Hayanne Narlla em Polícia

20 de junho de 2011 às 10:24

Há 8 anos

A Companhia de Polícia Militar Ambiental (CPMA) fechou, neste domingo (19), um local que funcionava como rinha de galos, no bairro Passaré. No local, foram detidas cerca de 40 pessoas e apreendidos 30 animais.

Uma denúncia anônima levou os policiais até um terreno, que fica às margens de um mangue, onde ocorria a rinha. No momento, cerca de 60 pessoas estavam no local, mas algumas acabaram fugindo pelo matagal. As outras foram levadas ao 30º DP, no bairro São Cristóvão, e devem responder por crime de maus tratos a animais, com pena de três meses a um ano de prisão.

Já os galos, foram encaminhados para o Centro de Triagem do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Messejana. Segundo a polícia, muitos animais estavam feridos e eram mantidos em locais sem ventilação.

A polícia não identificou o proprietário da rinha entre as pessoas detidas. Todos se apresentaram apenas como apostadores.

Redação Jangadeiro Online, com informações da CPMA

Publicidade

Dê sua opinião

Policiais da CPMA fecham rinha de galos em Fortaleza

No local, foram detidas cerca de 40 pessoas e apreendidos 30 animais

Por Rosana Romão, Felipe Lima e Hayanne Narlla em Polícia

20 de junho de 2011 às 10:24

Há 8 anos

A Companhia de Polícia Militar Ambiental (CPMA) fechou, neste domingo (19), um local que funcionava como rinha de galos, no bairro Passaré. No local, foram detidas cerca de 40 pessoas e apreendidos 30 animais.

Uma denúncia anônima levou os policiais até um terreno, que fica às margens de um mangue, onde ocorria a rinha. No momento, cerca de 60 pessoas estavam no local, mas algumas acabaram fugindo pelo matagal. As outras foram levadas ao 30º DP, no bairro São Cristóvão, e devem responder por crime de maus tratos a animais, com pena de três meses a um ano de prisão.

Já os galos, foram encaminhados para o Centro de Triagem do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), em Messejana. Segundo a polícia, muitos animais estavam feridos e eram mantidos em locais sem ventilação.

A polícia não identificou o proprietário da rinha entre as pessoas detidas. Todos se apresentaram apenas como apostadores.

Redação Jangadeiro Online, com informações da CPMA