Mulher é presa com tabletes de maconha 'gourmet' semelhantes a chocolate em Fortaleza - Noticias

AEROPORTO

Mulher é presa com tabletes de maconha ‘gourmet’ semelhantes a chocolate em Fortaleza

Droga foi detectada pela fiscalização de rotina com aparelhos de raio-x

Por Jéssica Welma em Polícia

7 de maio de 2016 às 16:52

Há 3 anos
maconha-gourmet

Foram apreendidos 11 quilos de maconha. (Foto: Divulgação/PFCE)

Uma mulher de 21 anos, natural de São Paulo, foi presa na noite de sexta-feira (6), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, tentando desembarcar de um voo oriundo de Barcelona (Espanha), portando mais de 40 tabletes de maconha na bagagem.

A jovem traficava 11 quilos da chamada maconha “gourmet”, conhecida por ser mais forte do que a variedade comum. Segundo a Polícia Federal, a droga estava acondicionada em mais de 40 tabletes prensados semelhantemente a chocolates, escondidos no fundo falso da mala.

A prisão foi feita durante fiscalização de rotina com a utilização do aparelho de raio-x. Após ser identificado material suspeito, os policiais federais levaram a paulista para prestar depoimento.

Ela disse ter sido contratada na Espanha por um homem que falava português. O voo em que desembarcou saiu da Espanha com escala em Lisboa (Portugal). A jovem foi conduzida à sede da PF no Ceará e responderá por tráfico internacional de drogas na Justiça Federal do Ceará.

Publicidade

Dê sua opinião

AEROPORTO

Mulher é presa com tabletes de maconha ‘gourmet’ semelhantes a chocolate em Fortaleza

Droga foi detectada pela fiscalização de rotina com aparelhos de raio-x

Por Jéssica Welma em Polícia

7 de maio de 2016 às 16:52

Há 3 anos
maconha-gourmet

Foram apreendidos 11 quilos de maconha. (Foto: Divulgação/PFCE)

Uma mulher de 21 anos, natural de São Paulo, foi presa na noite de sexta-feira (6), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, tentando desembarcar de um voo oriundo de Barcelona (Espanha), portando mais de 40 tabletes de maconha na bagagem.

A jovem traficava 11 quilos da chamada maconha “gourmet”, conhecida por ser mais forte do que a variedade comum. Segundo a Polícia Federal, a droga estava acondicionada em mais de 40 tabletes prensados semelhantemente a chocolates, escondidos no fundo falso da mala.

A prisão foi feita durante fiscalização de rotina com a utilização do aparelho de raio-x. Após ser identificado material suspeito, os policiais federais levaram a paulista para prestar depoimento.

Ela disse ter sido contratada na Espanha por um homem que falava português. O voo em que desembarcou saiu da Espanha com escala em Lisboa (Portugal). A jovem foi conduzida à sede da PF no Ceará e responderá por tráfico internacional de drogas na Justiça Federal do Ceará.