Mais oito detentos fogem de delegacia em Fortaleza


Mais oito detentos fogem de delegacia em Fortaleza

Com esse novo registro, o número de presos que escaparam das DPs desde a véspera de Natal já chegou a um total de 28

Por Darlan Araújo em Polícia

26 de dezembro de 2012 às 11:19

Há 6 anos

Mais uma fuga foi registrada numa delegacia de Fortaleza na madrugada desta quarta-feira (26). Dessa vez, oito detentos serraram a grades de duas celas instaladas no 33º Distrito Policial, no Bairro Goiabeiras, e fugiram. Até as 11h da manhã, nenhum bandido havia sido recapturado. Com esse novo registro, o número de presos que escaparam das DPs desde a véspera de Natal já chegou a um total de 28.

O 33º DP informou que os detentos conseguiram fugir ao quebrar o combogós da delegacia e revelaram que apenas um policial estava de plantão no momento da ação. As outras fugas aconteceram no 2º Distrito Policial, no Meireles; 15º DP, na Cidade 2000; e no 19º DP, no Conjunto Esperança.

Relembre os casos

No 2º DP, cinco detentos serraram uma barra de ferro da janela que dá acesso ao estacionamento e fugiram, na manhã desta segunda-feira (25). Um dos detentos foi recapturado por policiais que fazem a segurança do Palácio da Abolição, na Avenida Barão de Studart, e encaminhado novamente para a unidade.

Agressão de permanente

No 15º DP, 11 presos fugiram após serrarem as grades das celas, por volta das 18h. De acordo com o inspetor Oliveira, eles renderam o único permanente que estava de plantão. “Os detentos ainda agrediram o permanente e arrombaram a sala do delegado, para roubar armas”.

Nove detentos continuaram na delegacia. “Eles não fugiram porque não quiseram”, conta. No local, 20 detentos eram distribuídos em duas celas.

Muro baixo

No 19º DP, quatro presos também serraram as grades e fugiram. A ação ocorreu por volta das 21h de segunda-feira. “Ia ser uma fuga em massa, mas chamamos reforço policial e apenas quatro conseguiram fugir”,explica o inspetor Plínio Bastos.

Segundo ele, o que dificulta o trabalho da polícia é o fato de o muro da delegacia ser baixo. “As pessoas pulam o muro, entram pela parte de trás, e entregam objetos para os detentos. Conseguimos encontrar até chupa-cabra [espécie de equipamento usado para clonar cartões] nas celas”, finaliza.

Publicidade

Dê sua opinião

Mais oito detentos fogem de delegacia em Fortaleza

Com esse novo registro, o número de presos que escaparam das DPs desde a véspera de Natal já chegou a um total de 28

Por Darlan Araújo em Polícia

26 de dezembro de 2012 às 11:19

Há 6 anos

Mais uma fuga foi registrada numa delegacia de Fortaleza na madrugada desta quarta-feira (26). Dessa vez, oito detentos serraram a grades de duas celas instaladas no 33º Distrito Policial, no Bairro Goiabeiras, e fugiram. Até as 11h da manhã, nenhum bandido havia sido recapturado. Com esse novo registro, o número de presos que escaparam das DPs desde a véspera de Natal já chegou a um total de 28.

O 33º DP informou que os detentos conseguiram fugir ao quebrar o combogós da delegacia e revelaram que apenas um policial estava de plantão no momento da ação. As outras fugas aconteceram no 2º Distrito Policial, no Meireles; 15º DP, na Cidade 2000; e no 19º DP, no Conjunto Esperança.

Relembre os casos

No 2º DP, cinco detentos serraram uma barra de ferro da janela que dá acesso ao estacionamento e fugiram, na manhã desta segunda-feira (25). Um dos detentos foi recapturado por policiais que fazem a segurança do Palácio da Abolição, na Avenida Barão de Studart, e encaminhado novamente para a unidade.

Agressão de permanente

No 15º DP, 11 presos fugiram após serrarem as grades das celas, por volta das 18h. De acordo com o inspetor Oliveira, eles renderam o único permanente que estava de plantão. “Os detentos ainda agrediram o permanente e arrombaram a sala do delegado, para roubar armas”.

Nove detentos continuaram na delegacia. “Eles não fugiram porque não quiseram”, conta. No local, 20 detentos eram distribuídos em duas celas.

Muro baixo

No 19º DP, quatro presos também serraram as grades e fugiram. A ação ocorreu por volta das 21h de segunda-feira. “Ia ser uma fuga em massa, mas chamamos reforço policial e apenas quatro conseguiram fugir”,explica o inspetor Plínio Bastos.

Segundo ele, o que dificulta o trabalho da polícia é o fato de o muro da delegacia ser baixo. “As pessoas pulam o muro, entram pela parte de trás, e entregam objetos para os detentos. Conseguimos encontrar até chupa-cabra [espécie de equipamento usado para clonar cartões] nas celas”, finaliza.