Jovem é executado enquanto fumava crack em Caucaia


Jovem é executado enquanto fumava crack em Caucaia

Pelo menos dois homicídios foram registrados em Fortaleza na noite desta quarta-feira (11). Um deles foi de um jovem de 21, que foi executado enquanto fumava crack

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Polícia

12 de julho de 2012 às 10:58

Há 7 anos

Um jovem de 21 anos foi assassinado na noite desta quarta-feira (11), enquanto fumava crack juntamente com colegas. O crime ocorreu na periferia de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.

De acordo com a polícia, Carlos André da Silva Freitas era usuário de drogas e respondia por assalto. Policiais acreditam que o crime pode estar relacionado a acerto de contas.

Fortaleza

Também na noite desta quarta-feira, um adolescente de 17 anos foi executado a tiros de pistola 380. O homicídio ocorreu na Rua Eliseu Oriá, no bairro José de Alencar, em Fortaleza.

A polícia afirma que os acusados são três homens que viajavam em um furgão. Populares contam que Juliano Amâncio de Oliveira era usuário de drogas.

Os casos serão investigados pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Publicidade

Dê sua opinião

Jovem é executado enquanto fumava crack em Caucaia

Pelo menos dois homicídios foram registrados em Fortaleza na noite desta quarta-feira (11). Um deles foi de um jovem de 21, que foi executado enquanto fumava crack

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Polícia

12 de julho de 2012 às 10:58

Há 7 anos

Um jovem de 21 anos foi assassinado na noite desta quarta-feira (11), enquanto fumava crack juntamente com colegas. O crime ocorreu na periferia de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza.

De acordo com a polícia, Carlos André da Silva Freitas era usuário de drogas e respondia por assalto. Policiais acreditam que o crime pode estar relacionado a acerto de contas.

Fortaleza

Também na noite desta quarta-feira, um adolescente de 17 anos foi executado a tiros de pistola 380. O homicídio ocorreu na Rua Eliseu Oriá, no bairro José de Alencar, em Fortaleza.

A polícia afirma que os acusados são três homens que viajavam em um furgão. Populares contam que Juliano Amâncio de Oliveira era usuário de drogas.

Os casos serão investigados pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).