Iraniano acusado de mandar matar 11 pessoas é julgado


Iraniano acusado de mandar matar 11 pessoas é julgado

Farhad Marvizi foi preso em 2010 acusado ser o mandante de, pelo menos, 11 crimes

Por Tribuna do Ceará em Polícia

23 de outubro de 2012 às 08:36

Há 7 anos
O julgamento do iraniano Farhad Marvizi será realizado nesta terça-feira (23). O juiz Danilo Fontelene Sampaio, titular da 11ª Vara Federal, presidirá o julgamento

O iraniano é acusado de mandar matar um auditor fiscal

O julgamento do iraniano Farhad Marvizi será realizado nesta terça-feira (23). O juiz Danilo Fontelene Sampaio, titular da 11ª Vara Federal, presidirá o julgamento.

Marvizi é acusado de ser o mandante do crime contra o auditor fiscal José de Jesus Ferreira, em dezembro de 2008, em Fortaleza. A vítima investigava, na época, um grande esquema de contrabando e descaminho comandado pelo iraniano. O auditor foi atingido com cinco tiros de pistola no rosto. O iraniano está em um presídio federal, no estado do Rio Grande do Norte.

Entenda o caso

Segundo a polícia, Marvizi havia contratado um pistoleiro para matar o auditor, que foi vítima de uma emboscada no cruzamento das Ruas Meruoca e José Lino, no Bairro Varjota, na capital. Os atiradores, que estavam em uma motocicleta, efetuaram vários disparos de pistola contra o funcionário público.

Cinco tiros atingiram o rosto de José de Jesus Ferreira que ainda se recupera das lesões. Na época do crime, Ferreira era chefe da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal da 3ª Região.

Protesto

Cerca de 30 auditores fiscais da Receita Federal acompanham do lado de fora do Fórum o julgamento do iraniano.

Os profissionais fazem protesto em apoio a condenação de Marvizi pelo atentando contra José de Jesus Ferreira, que foi planejado pelo iraniano. Os auditores fazem parte do Sindifisco Nacional.

Confira imagens:

Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais

FOTOS: Lucas Leite

Crimes

Marvizi foi preso em agosto de 2010, acusado de mandar matar pelo menos 11 pessoas em Fortaleza. Ele também responde por descaminho e contrabando, lavagem de dinheiro, estelionato, receptação e furto.

Veja a reportagem exibida no Barra Pesada:

Publicidade

Dê sua opinião

Iraniano acusado de mandar matar 11 pessoas é julgado

Farhad Marvizi foi preso em 2010 acusado ser o mandante de, pelo menos, 11 crimes

Por Tribuna do Ceará em Polícia

23 de outubro de 2012 às 08:36

Há 7 anos
O julgamento do iraniano Farhad Marvizi será realizado nesta terça-feira (23). O juiz Danilo Fontelene Sampaio, titular da 11ª Vara Federal, presidirá o julgamento

O iraniano é acusado de mandar matar um auditor fiscal

O julgamento do iraniano Farhad Marvizi será realizado nesta terça-feira (23). O juiz Danilo Fontelene Sampaio, titular da 11ª Vara Federal, presidirá o julgamento.

Marvizi é acusado de ser o mandante do crime contra o auditor fiscal José de Jesus Ferreira, em dezembro de 2008, em Fortaleza. A vítima investigava, na época, um grande esquema de contrabando e descaminho comandado pelo iraniano. O auditor foi atingido com cinco tiros de pistola no rosto. O iraniano está em um presídio federal, no estado do Rio Grande do Norte.

Entenda o caso

Segundo a polícia, Marvizi havia contratado um pistoleiro para matar o auditor, que foi vítima de uma emboscada no cruzamento das Ruas Meruoca e José Lino, no Bairro Varjota, na capital. Os atiradores, que estavam em uma motocicleta, efetuaram vários disparos de pistola contra o funcionário público.

Cinco tiros atingiram o rosto de José de Jesus Ferreira que ainda se recupera das lesões. Na época do crime, Ferreira era chefe da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal da 3ª Região.

Protesto

Cerca de 30 auditores fiscais da Receita Federal acompanham do lado de fora do Fórum o julgamento do iraniano.

Os profissionais fazem protesto em apoio a condenação de Marvizi pelo atentando contra José de Jesus Ferreira, que foi planejado pelo iraniano. Os auditores fazem parte do Sindifisco Nacional.

Confira imagens:

Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais
Protesto de auditores fiscais

FOTOS: Lucas Leite

Crimes

Marvizi foi preso em agosto de 2010, acusado de mandar matar pelo menos 11 pessoas em Fortaleza. Ele também responde por descaminho e contrabando, lavagem de dinheiro, estelionato, receptação e furto.

Veja a reportagem exibida no Barra Pesada: