Homem assassinado a facadas pelo ex-marido da companheira - Noticias


Homem assassinado a facadas pelo ex-marido da companheira

Aparentemente, vítima e acusado não tinham laços estreitos de amizade, porém não eram inimigos. Durante a bebedeira, “Bocão” sacou a faca e desferiu os golpes em Cleiton de mesquita, que teve morte imediata

Por Tribuna do Ceará em Polícia

18 de junho de 2011 às 09:54

Há 8 anos

Cleiton Ferreira de Mesquita, 30, foi assassinado, a golpes de faca, na noite dessa sexta-feira (17), na Comunidade Vertical, localizada na Avenida Cônego de Castro, bairro Parque Santa Rosa, na capital cearense. Ele estava em casa, quando foi chamado poara beber com amigos. No local, estava o acusado, Marcílio da Silva, mais conhecido pelo apelido de “Bocão”, que foi casado com a atual companheira da vítima.

Leia mais:
Crime passional em Jaguaruana
Após ter o companheiro morto a tiros, mulher foge para não prestar depoimento em Maracanaú

Aparentemente, vítima e acusado não tinham laços estreitos de amizade, porém não eram inimigos. Durante a bebedeira, “Bocão” sacou a faca e desferiu os golpes em Cleiton de mesquita, que teve morte imediata.

Após cometer o crime de morte, “Bocâo” fugiu. Os policiais que estiveram no local do homicídio acreditam, com base nos relatos das testemunhas, que o acusado matou Cleiton de Mesquita movido pelo ciúme. Ele nunca aceitou a separação, entretanto jamais fez ameaças à vítima, que estava vivendo maritalmente com a ex-companheira dele.

Com informações do repórter Nilson Bezerra

Publicidade

Dê sua opinião

Homem assassinado a facadas pelo ex-marido da companheira

Aparentemente, vítima e acusado não tinham laços estreitos de amizade, porém não eram inimigos. Durante a bebedeira, “Bocão” sacou a faca e desferiu os golpes em Cleiton de mesquita, que teve morte imediata

Por Tribuna do Ceará em Polícia

18 de junho de 2011 às 09:54

Há 8 anos

Cleiton Ferreira de Mesquita, 30, foi assassinado, a golpes de faca, na noite dessa sexta-feira (17), na Comunidade Vertical, localizada na Avenida Cônego de Castro, bairro Parque Santa Rosa, na capital cearense. Ele estava em casa, quando foi chamado poara beber com amigos. No local, estava o acusado, Marcílio da Silva, mais conhecido pelo apelido de “Bocão”, que foi casado com a atual companheira da vítima.

Leia mais:
Crime passional em Jaguaruana
Após ter o companheiro morto a tiros, mulher foge para não prestar depoimento em Maracanaú

Aparentemente, vítima e acusado não tinham laços estreitos de amizade, porém não eram inimigos. Durante a bebedeira, “Bocão” sacou a faca e desferiu os golpes em Cleiton de mesquita, que teve morte imediata.

Após cometer o crime de morte, “Bocâo” fugiu. Os policiais que estiveram no local do homicídio acreditam, com base nos relatos das testemunhas, que o acusado matou Cleiton de Mesquita movido pelo ciúme. Ele nunca aceitou a separação, entretanto jamais fez ameaças à vítima, que estava vivendo maritalmente com a ex-companheira dele.

Com informações do repórter Nilson Bezerra