Fenaj e Sindjorce repudiam ação de policiais - Noticias


Fenaj e Sindjorce repudiam ação de policiais

Entidades repercutem agressão por parte de capitão da PM

Por Tribuna do Ceará em Polícia

24 de janeiro de 2009 às 17:01

Há 10 anos

<p>A Federa&ccedil;&atilde;o Nacional dos Jornalista (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Cear&aacute; (Sindjorce) publicaram nota de rep&uacute;dio a agress&atilde;o do capit&atilde;o da PM Francisco Ednei Pereira dos Santos, assim como ao comportamente do sargento do Cotam J. Lopes, que tentou impedir a cobertura dos fatos por parte da imprensa que esteve presente no local.<br /><br />Confira a nota, na &iacute;ntegra:<br /><br /><em>&quot;A Federa&ccedil;&atilde;o Nacional dos Jornalistas – FENAJ e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Cear&aacute; – SINDJORCE repudiam de forma veemente a agress&atilde;o praticada pelo capit&atilde;o da PM Francisco Ednei Pereira dos Santos e pelo sargento do COTAM J. Lopes, respectivamente, contra Weber Assis e profissionais de comunica&ccedil;&atilde;o. &Eacute; conden&aacute;vel que representantes do Estado, que deveriam dar exemplo de respeito aos direitos individuais e coletivos, abusem de seu poder para investir contra cidad&atilde;os, entre eles jornalistas no exerc&iacute;cio da profiss&atilde;o. A FENAJ e o SINDJORCE exigem que a Secretaria de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica do Estado do Cear&aacute; apure o caso, puna cor rigor os respons&aacute;veis e ressar&ccedil;a preju&iacute;zos eventualmente causados aos jornalistas e empresas de comunica&ccedil;&atilde;o como forma de desestimular esse tipo de comportamento por parte daqueles que s&atilde;o remunerados pelos cidad&atilde;os de bem para garantir seguran&ccedil;a p&uacute;blica de qualidade &agrave; sociedade cearense. <br /><br />FENAJ e SINDJORCE&quot;<br /><br /></em>Para entender o caso, <a target="_blank" href="https://tribunadoceara.uol.com.br/noticias//?acao=noticias&amp;subacao=ler&amp;id=6088">leia</a> a mat&eacute;ria completa j&aacute; publicada no Jangadeiro Online.</p>

Publicidade

Dê sua opinião

Fenaj e Sindjorce repudiam ação de policiais

Entidades repercutem agressão por parte de capitão da PM

Por Tribuna do Ceará em Polícia

24 de janeiro de 2009 às 17:01

Há 10 anos

<p>A Federa&ccedil;&atilde;o Nacional dos Jornalista (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Cear&aacute; (Sindjorce) publicaram nota de rep&uacute;dio a agress&atilde;o do capit&atilde;o da PM Francisco Ednei Pereira dos Santos, assim como ao comportamente do sargento do Cotam J. Lopes, que tentou impedir a cobertura dos fatos por parte da imprensa que esteve presente no local.<br /><br />Confira a nota, na &iacute;ntegra:<br /><br /><em>&quot;A Federa&ccedil;&atilde;o Nacional dos Jornalistas – FENAJ e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Cear&aacute; – SINDJORCE repudiam de forma veemente a agress&atilde;o praticada pelo capit&atilde;o da PM Francisco Ednei Pereira dos Santos e pelo sargento do COTAM J. Lopes, respectivamente, contra Weber Assis e profissionais de comunica&ccedil;&atilde;o. &Eacute; conden&aacute;vel que representantes do Estado, que deveriam dar exemplo de respeito aos direitos individuais e coletivos, abusem de seu poder para investir contra cidad&atilde;os, entre eles jornalistas no exerc&iacute;cio da profiss&atilde;o. A FENAJ e o SINDJORCE exigem que a Secretaria de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica do Estado do Cear&aacute; apure o caso, puna cor rigor os respons&aacute;veis e ressar&ccedil;a preju&iacute;zos eventualmente causados aos jornalistas e empresas de comunica&ccedil;&atilde;o como forma de desestimular esse tipo de comportamento por parte daqueles que s&atilde;o remunerados pelos cidad&atilde;os de bem para garantir seguran&ccedil;a p&uacute;blica de qualidade &agrave; sociedade cearense. <br /><br />FENAJ e SINDJORCE&quot;<br /><br /></em>Para entender o caso, <a target="_blank" href="https://tribunadoceara.uol.com.br/noticias//?acao=noticias&amp;subacao=ler&amp;id=6088">leia</a> a mat&eacute;ria completa j&aacute; publicada no Jangadeiro Online.</p>