Ceará registra centésimo ataque a banco em 2013


Ceará registra 100º ataque a banco em 2013

Grupo explodiu máquina de autoatendimento do Bradesco em Aiuaba. Os bandidos continuam foragidos

Por Aline Lima em Polícia

26 de agosto de 2013 às 10:07

Há 6 anos

De acordo com informações do Sindicato dos Bancários do Ceará, foi registrado neste sábado (24) o 100° ataque à bancos no Ceará. A ação ocorreu contra a agência do Banco Bradesco, às 3h30min, em Aiuaba, a 458 km de Fortaleza.

O grupo tentou explodir um caixa de autoatendimento, destruindo toda a frente da máquina. O cofre, entretanto, permaneceu intacto. O barulho causado pela explosão e a dificuldade em arrombar o cofre fizeram com que os bandidos abortassem a ação.

Testemunhas contam que o bando fugiu em um saveiro escuro. O veículo foi encontrado destruído pelas duas equipes da Força Tática de Apoio (FTA) que coordenaram as buscas policiais. Ao abandonarem o carro, os bandidos atearam fogo o que impediu sua identificação.

Acredita-se que o grupo tenha fugido para a região do Cariri.

Ataques

De acordo com o Sindicato dos Bancários, o número de ataques à bancos aumentou 2.125% nos últimos cinco anos, conforme em matéria já publicada no Tribuna do Ceará. O presidente do sindicato, Carlos Eduardo Bezerra, atribuiu essa incidência ao “Novo Cangaço”, caracterizado pela violência das ações.

Publicidade

Dê sua opinião

Ceará registra 100º ataque a banco em 2013

Grupo explodiu máquina de autoatendimento do Bradesco em Aiuaba. Os bandidos continuam foragidos

Por Aline Lima em Polícia

26 de agosto de 2013 às 10:07

Há 6 anos

De acordo com informações do Sindicato dos Bancários do Ceará, foi registrado neste sábado (24) o 100° ataque à bancos no Ceará. A ação ocorreu contra a agência do Banco Bradesco, às 3h30min, em Aiuaba, a 458 km de Fortaleza.

O grupo tentou explodir um caixa de autoatendimento, destruindo toda a frente da máquina. O cofre, entretanto, permaneceu intacto. O barulho causado pela explosão e a dificuldade em arrombar o cofre fizeram com que os bandidos abortassem a ação.

Testemunhas contam que o bando fugiu em um saveiro escuro. O veículo foi encontrado destruído pelas duas equipes da Força Tática de Apoio (FTA) que coordenaram as buscas policiais. Ao abandonarem o carro, os bandidos atearam fogo o que impediu sua identificação.

Acredita-se que o grupo tenha fugido para a região do Cariri.

Ataques

De acordo com o Sindicato dos Bancários, o número de ataques à bancos aumentou 2.125% nos últimos cinco anos, conforme em matéria já publicada no Tribuna do Ceará. O presidente do sindicato, Carlos Eduardo Bezerra, atribuiu essa incidência ao “Novo Cangaço”, caracterizado pela violência das ações.