'Alemão' é trazido de volta ao Ceará e está preso em Itaitinga - Noticias


‘Alemão’ é trazido de volta ao Ceará e está preso em Itaitinga

O retorno de “Alemão” ao Estado preocupa as autoridades, com a possibilidade de uma nova fuga do bandido

Por Tribuna do Ceará em Polícia

22 de abril de 2010 às 12:09

Há 9 anos

Antônio Jussivan, o "Alemão"

Antônio Jussivan Alves dos Santos, conhecido como “Alemão”, está no Ceará. Ele veio transferido do Presídio Federal de Segurança Máxima do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, para a Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) III, em Itaitinga, Região Metropolitana, há cerca de três semanas

Leia também:
Presos quebram grades das celas e tentam fugir do IPPOO I
Polícia encontra mais duas dinamites no Instituto Penal Paulo Sarasate
Sacola com dinamites é encontrada em muro do IPPS

Alemão foi condenado a 49 anos e 10 meses de prisão, por ter chefiado o maior furto a banco na história do país. A quadrilha comandada por ele levou, em 2005, R$ 164 milhões do Banco Central, localizado no Centro de Fortaleza, após um forte esquema montado por mais de um ano pelos bandidos.

O retorno de “Alemão” ao Estado preocupa as autoridades, com a possibilidade de uma nova fuga do bandido, a exemplo do que aconteceu em 1999, quando ele foi considerado suspeito do roubo de R$ 9 milhões de uma empresa de segurança privada, em Fortaleza.

Investigações
Em dezembro de 2008, a Polícia Federal deu por encerradas as investigações. No inquérito foram indiciadas cerca de 150 pessoas. Destas, 122 foram presas e outras 120 denunciadas pelo Ministério Público Federal no Ceará (PPF). Duas delas acabaram mortas no decorrer das investigações. Dos R$ 164,8 milhões furtados, a PF só conseguiu recuperar em torno de R$ 20 milhões em bens em poder dos acusados.

Redação Jangadeiro Online, com informações do Diário do Nordeste

Publicidade

Dê sua opinião

‘Alemão’ é trazido de volta ao Ceará e está preso em Itaitinga

O retorno de “Alemão” ao Estado preocupa as autoridades, com a possibilidade de uma nova fuga do bandido

Por Tribuna do Ceará em Polícia

22 de abril de 2010 às 12:09

Há 9 anos

Antônio Jussivan, o "Alemão"

Antônio Jussivan Alves dos Santos, conhecido como “Alemão”, está no Ceará. Ele veio transferido do Presídio Federal de Segurança Máxima do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, para a Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) III, em Itaitinga, Região Metropolitana, há cerca de três semanas

Leia também:
Presos quebram grades das celas e tentam fugir do IPPOO I
Polícia encontra mais duas dinamites no Instituto Penal Paulo Sarasate
Sacola com dinamites é encontrada em muro do IPPS

Alemão foi condenado a 49 anos e 10 meses de prisão, por ter chefiado o maior furto a banco na história do país. A quadrilha comandada por ele levou, em 2005, R$ 164 milhões do Banco Central, localizado no Centro de Fortaleza, após um forte esquema montado por mais de um ano pelos bandidos.

O retorno de “Alemão” ao Estado preocupa as autoridades, com a possibilidade de uma nova fuga do bandido, a exemplo do que aconteceu em 1999, quando ele foi considerado suspeito do roubo de R$ 9 milhões de uma empresa de segurança privada, em Fortaleza.

Investigações
Em dezembro de 2008, a Polícia Federal deu por encerradas as investigações. No inquérito foram indiciadas cerca de 150 pessoas. Destas, 122 foram presas e outras 120 denunciadas pelo Ministério Público Federal no Ceará (PPF). Duas delas acabaram mortas no decorrer das investigações. Dos R$ 164,8 milhões furtados, a PF só conseguiu recuperar em torno de R$ 20 milhões em bens em poder dos acusados.

Redação Jangadeiro Online, com informações do Diário do Nordeste