Engenheiro larga profissão para se dedicar à criação de ilustrações psicodélicas


Engenheiro larga profissão para se dedicar à criação de ilustrações psicodélicas

A ilustração deixou de ser hobby e tornou-se a principal atividade de Daniel Chastinet

Por Rosana Romão em Perfil

17 de outubro de 2014 às 08:00

Há 5 anos
Com 29 anos, Daniel Chastinet dedica-se exclusivamente à ilustração. (FOTO: Shotup)

Com 29 anos, Daniel Chastinet dedica-se exclusivamente à ilustração. (FOTO: Shotup)

Daniel Chastinet começou a desenhar quando ainda era criança, mas depois seguiu por outro caminho. Cursou a faculdade de Engenharia Civil e, após formado, trabalhou cinco anos na área. Em março deste ano, decidiu largar tudo e dedicar-se exclusivamente à ilustração.

Quando ainda estava na faculdade, juntamente com um amigo, fazia desenhos para estampar camisetas e vendê-las. Foi quando começou a estudar mais sobre a ilustração através de tutoriais na internet. Com o tempo, percebeu que não dava para se dividir entre a Engenharia e as ilustrações. “Eu tava com muita sede em estudar mais a ilustração, queria me aprofundar. Então, decidi me dedicar exclusivamente”, conta.

As criações do ilustrador cearense geram uma experiência psicodélica em quem vê. É possível entrar em mundo totalmente fantasioso devido a produção visionária de Chastinet. Para iniciar um trabalho, ele desenha o rascunho no papel e depois traça as linhas no computador, onde também colore e faz a finalização. Para um desenho pequeno e com objetivo claro, ele precisa de um dia para compor. Já para artes mais elaboradas, que necessitam de aprovação e ajustes, são necessários três dias de produção.

“Nesse tempo pude conhecer outros ilustradores daqui, o que foi essencial para o meu crescimento. Depois de participar de cursos e oficinas, fui criando laços com outros ilustradores. Quem eu admirava, acabei me tornando amigo e já até trabalhei junto”, comemora.

As ilustrações de Daniel Chastinet fazem tanto sucesso que um amigo já pediu para usar uma de suas artes como tatuagem. Recentemente, ele recebeu uma encomenda para compor uma ilustração que também será usada para ser gravada no corpo. “Eu faço um rascunho e mando para o cliente. Se for aprovado, eu finalizo e coloco as cores. Depois é só tatuar”, detalha.

A inspiração de Chastinet vêm de quadrinhos e filmes de ficção. Desenhos expostos em sites de concursos de camiseterias também o influenciaram. Ele revela que tem um apreço por trabalhos com tema espacial. “A maioria dos meus desenhos tem um fundo estrelado, tento colocar um pouco do tema espacial pois tenho muita facilidade para fazer desenhos desse tipo. É algo que flui”.

O trabalho do cearense está disponível em diversos canais como este. Confira algumas produções do ilustrador:

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
1/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Com 29 anos, Daniel Chastinet dedica-se exclusivamente à ilustração. (FOTO: Aldiane Lima)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
2/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Arte utilizada em editorial de revista nacional. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
3/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
4/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
5/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Ilustração composta para cada do segundo CD de banda de rock cearense. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
6/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
7/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
8/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Apesar de trabalhar como freelancer, Daniel já possui vários trabalhos realizados. Dentre eles, um editorial para a revista Superinteressante, arte para a capa de disco da banda cearense Selvagens à Procura de Lei e ilustração para o vinil de um DJ sueco. “A ilustração me dá mais prazer para trabalhar. A remuneração é bem diferente [da engenharia] mas é disso que eu gosto. Deixou de ser um hobby muito cedo e hoje é um trabalho que me orgulha”, conclui.

Publicidade

Dê sua opinião

Engenheiro larga profissão para se dedicar à criação de ilustrações psicodélicas

A ilustração deixou de ser hobby e tornou-se a principal atividade de Daniel Chastinet

Por Rosana Romão em Perfil

17 de outubro de 2014 às 08:00

Há 5 anos
Com 29 anos, Daniel Chastinet dedica-se exclusivamente à ilustração. (FOTO: Shotup)

Com 29 anos, Daniel Chastinet dedica-se exclusivamente à ilustração. (FOTO: Shotup)

Daniel Chastinet começou a desenhar quando ainda era criança, mas depois seguiu por outro caminho. Cursou a faculdade de Engenharia Civil e, após formado, trabalhou cinco anos na área. Em março deste ano, decidiu largar tudo e dedicar-se exclusivamente à ilustração.

Quando ainda estava na faculdade, juntamente com um amigo, fazia desenhos para estampar camisetas e vendê-las. Foi quando começou a estudar mais sobre a ilustração através de tutoriais na internet. Com o tempo, percebeu que não dava para se dividir entre a Engenharia e as ilustrações. “Eu tava com muita sede em estudar mais a ilustração, queria me aprofundar. Então, decidi me dedicar exclusivamente”, conta.

As criações do ilustrador cearense geram uma experiência psicodélica em quem vê. É possível entrar em mundo totalmente fantasioso devido a produção visionária de Chastinet. Para iniciar um trabalho, ele desenha o rascunho no papel e depois traça as linhas no computador, onde também colore e faz a finalização. Para um desenho pequeno e com objetivo claro, ele precisa de um dia para compor. Já para artes mais elaboradas, que necessitam de aprovação e ajustes, são necessários três dias de produção.

“Nesse tempo pude conhecer outros ilustradores daqui, o que foi essencial para o meu crescimento. Depois de participar de cursos e oficinas, fui criando laços com outros ilustradores. Quem eu admirava, acabei me tornando amigo e já até trabalhei junto”, comemora.

As ilustrações de Daniel Chastinet fazem tanto sucesso que um amigo já pediu para usar uma de suas artes como tatuagem. Recentemente, ele recebeu uma encomenda para compor uma ilustração que também será usada para ser gravada no corpo. “Eu faço um rascunho e mando para o cliente. Se for aprovado, eu finalizo e coloco as cores. Depois é só tatuar”, detalha.

A inspiração de Chastinet vêm de quadrinhos e filmes de ficção. Desenhos expostos em sites de concursos de camiseterias também o influenciaram. Ele revela que tem um apreço por trabalhos com tema espacial. “A maioria dos meus desenhos tem um fundo estrelado, tento colocar um pouco do tema espacial pois tenho muita facilidade para fazer desenhos desse tipo. É algo que flui”.

O trabalho do cearense está disponível em diversos canais como este. Confira algumas produções do ilustrador:

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
1/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Com 29 anos, Daniel Chastinet dedica-se exclusivamente à ilustração. (FOTO: Aldiane Lima)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
2/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Arte utilizada em editorial de revista nacional. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
3/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
4/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
5/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Ilustração composta para cada do segundo CD de banda de rock cearense. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
6/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
7/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração
8/8

Engenheiro larga profissão para dedicar-se à Ilustração

Desenhos já foram usados em camisetas, capas de CDs e até tatuagens. (FOTO: Divulgação)

Apesar de trabalhar como freelancer, Daniel já possui vários trabalhos realizados. Dentre eles, um editorial para a revista Superinteressante, arte para a capa de disco da banda cearense Selvagens à Procura de Lei e ilustração para o vinil de um DJ sueco. “A ilustração me dá mais prazer para trabalhar. A remuneração é bem diferente [da engenharia] mas é disso que eu gosto. Deixou de ser um hobby muito cedo e hoje é um trabalho que me orgulha”, conclui.