Cearenses fazem viagem de Fortaleza a São Paulo em Fusca quarentão


Cearenses fazem viagem de Fortaleza a São Paulo em Fusca quarentão

Presidente do Volks Clube do Ceará, Izabel Romcy encarou 3.100 km de estrada guiando o Fusca 1976, em quatro dias e meio de aventura

Por Hayanne Narlla em Perfil

24 de junho de 2015 às 06:00

Há 4 anos
Depois de comprar um Fusca, carro dos sonhos, Izabel resolveu viajar dirigindo-o até São Paulo (FOTO: Arquivo pessoal)

Depois de comprar um Fusca, carro dos sonhos, Izabel resolveu viajar dirigindo-o até São Paulo (FOTO: Arquivo pessoal)

Do Ceará a São Paulo. Apaixonada por carros, Izabel Romcy, presidente do Volks Clube do Ceará, encarou 3.100 quilômetros para realizar um sonho. Ela saiu de Fortaleza até Águas de Lindoia no Fusca de estimação, chamado carinhosamente de Vagabunda.

Ao lado do amigo Ricardo de Paula, Izabel embarcou no objetivo de participar de um evento para carros no estado de São Paulo. Com o Fusca de 1976 comprado há um ano, ela fez revisão de todo o equipamento para assegurar uma boa viagem.

A dupla partiu de Fortaleza no dia 30 de maio deste ano. Após quatro dias e meio na estrada, eles finalmente chegaram ao destino desejado. Além da dupla, um casal também apaixonado por Fuscas pegou carona na ideia e também viajou em veículo de mesmo modelo.

Izabel Romcy recebeu uma premiação por ser a única mulher a viajar dirigindo de tão longe (FOTO: Arquivo pessoal)

Izabel Romcy recebeu uma premiação por ser a única mulher a viajar dirigindo de tão longe (FOTO: Arquivo pessoal)

“Foi sensacional a viagem. Foi até melhor que o encontro. Você fica mais perto do carro e o conhece melhor. Não tive nenhum problema com o Fusca, só dois parafusos da roda traseira que deram um probleminha, mas foi rápido de ajeitar”, explica.

Izabel ainda explica que o pior da viagem é o trânsito violento. São muitas carretas e caminhões, além de estradas estreitas que podem ocasionar acidentes. O desafio foi tão grande, que ela ganhou um prêmio por ser a única mulher a viajar dirigindo de tão longe. “Quando me chamaram, eles disseram a ‘louca Izabel’”, relembra.

Sua paixão pelo carro é antiga, desde 2005, apesar de ser a primeira vez que adquire tal modelo. Fora ele, gostaria de comprar um dia uma Karmanguia. Além desse plano, ela já idealiza outras viagens semelhantes na companhia do fiel companheiro, o Fusca Vagabunda.

Viagem no fusca
1/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
2/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
3/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
4/5

Viagem no fusca

O amigo Ricardo ajudou Izabel a dividir o volante (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
5/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)

Publicidade

Dê sua opinião

Cearenses fazem viagem de Fortaleza a São Paulo em Fusca quarentão

Presidente do Volks Clube do Ceará, Izabel Romcy encarou 3.100 km de estrada guiando o Fusca 1976, em quatro dias e meio de aventura

Por Hayanne Narlla em Perfil

24 de junho de 2015 às 06:00

Há 4 anos
Depois de comprar um Fusca, carro dos sonhos, Izabel resolveu viajar dirigindo-o até São Paulo (FOTO: Arquivo pessoal)

Depois de comprar um Fusca, carro dos sonhos, Izabel resolveu viajar dirigindo-o até São Paulo (FOTO: Arquivo pessoal)

Do Ceará a São Paulo. Apaixonada por carros, Izabel Romcy, presidente do Volks Clube do Ceará, encarou 3.100 quilômetros para realizar um sonho. Ela saiu de Fortaleza até Águas de Lindoia no Fusca de estimação, chamado carinhosamente de Vagabunda.

Ao lado do amigo Ricardo de Paula, Izabel embarcou no objetivo de participar de um evento para carros no estado de São Paulo. Com o Fusca de 1976 comprado há um ano, ela fez revisão de todo o equipamento para assegurar uma boa viagem.

A dupla partiu de Fortaleza no dia 30 de maio deste ano. Após quatro dias e meio na estrada, eles finalmente chegaram ao destino desejado. Além da dupla, um casal também apaixonado por Fuscas pegou carona na ideia e também viajou em veículo de mesmo modelo.

Izabel Romcy recebeu uma premiação por ser a única mulher a viajar dirigindo de tão longe (FOTO: Arquivo pessoal)

Izabel Romcy recebeu uma premiação por ser a única mulher a viajar dirigindo de tão longe (FOTO: Arquivo pessoal)

“Foi sensacional a viagem. Foi até melhor que o encontro. Você fica mais perto do carro e o conhece melhor. Não tive nenhum problema com o Fusca, só dois parafusos da roda traseira que deram um probleminha, mas foi rápido de ajeitar”, explica.

Izabel ainda explica que o pior da viagem é o trânsito violento. São muitas carretas e caminhões, além de estradas estreitas que podem ocasionar acidentes. O desafio foi tão grande, que ela ganhou um prêmio por ser a única mulher a viajar dirigindo de tão longe. “Quando me chamaram, eles disseram a ‘louca Izabel’”, relembra.

Sua paixão pelo carro é antiga, desde 2005, apesar de ser a primeira vez que adquire tal modelo. Fora ele, gostaria de comprar um dia uma Karmanguia. Além desse plano, ela já idealiza outras viagens semelhantes na companhia do fiel companheiro, o Fusca Vagabunda.

Viagem no fusca
1/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
2/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
3/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
4/5

Viagem no fusca

O amigo Ricardo ajudou Izabel a dividir o volante (FOTO: Arquivo pessoal)

Viagem no fusca
5/5

Viagem no fusca

Viagem aconteceu durante 4,5 dias (FOTO: Arquivo pessoal)