Nova ciclovia da Avenida Bezerra de Menezes tem postes, semáforos e ganchos de ferro no percurso


Nova ciclovia da Avenida Bezerra de Menezes tem postes, semáforos e ganchos de ferro no percurso

Postes e ganchos de ferro implantados no solo, além do tamanho reduzido da ciclovia, são as principais reclamações de ciclistas que já conferem o espaço a ser inaugurado

Por Renata Monte em Mobilidade Urbana

3 de dezembro de 2014 às 08:00

Há 5 anos
O trecho já entregue da ciclovia com um poste no local. (Foto: Reprodução)

Trecho já entregue da ciclovia possui postes no local (FOTO: Reprodução)

As obras do corredor expresso da Av. Bezerra de Menezes, em Fortaleza, ainda não foram concluídas. Apesar disso, ciclistas já reclamam da ciclovia implantada do local. Tanto o trecho que já foi entregue quanto a área que ainda está em construção possui postes e ganchos de ferro no solo que, somados ao tamanho inferior ao normal da via, oferecem risco aos ciclistas e às bicicletas.

Lucas Landim, ciclista e responsável por denúncias na internet, avalia que o corredor não foi pensado para contemplar bicicletas. “Eu medi a ciclovia e ela só tem 1m20, e ainda com postes no meio, o que impossibilita duas pessoas passarem ao mesmo tempo em sentidos opostos”. O tamanho padrão de uma ciclovia bidirecional, como é o caso, deve ser de, no mínimo, 2m50.

O ciclista alega que mesmo que o corredor ainda esteja em obras, a Prefeitura já não tem mais motivos para retirar os postes do local, ficando claro que após a conclusão, a ciclovia continuará da mesma forma que a parte que já foi entregue: com postes e ganchos de ferros na via. “Se ainda vão terminar a obra e os postes não vão ficar ali, por que colocaram?”, indaga. Ele conta que quem circula a noite não consegue enxergar os obstáculos que têm a mesma cor vermelha da ciclovia.

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
1/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
2/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
3/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
4/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes. (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
5/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Segundo o relato de ciclistas, não é possível ver bem os ganchos de ferro durante a noite (FOTO: Reprodução)

A assessoria da Secretaria de Infraestrutura de Fortaleza informou que o tamanho da ciclovia foi adaptado para passagem dos ônibus, mas que em nada interfere na circulação e segurança dos ciclistas.

Com previsão de conclusão para dezembro deste ano, o BRT terá 8,2km e irá ligar o Terminal do Antônio Bezerra ao Centro da cidade. Com ele, faixas exclusivas e paradas para o transporte público passaram para a área central da avenida. O corredor terá 5 estações de embarque e desembarque de ônibus nos dois sentidos.

Confira vídeo da maquete eletrônica:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15296716″]

Publicidade

Dê sua opinião

Nova ciclovia da Avenida Bezerra de Menezes tem postes, semáforos e ganchos de ferro no percurso

Postes e ganchos de ferro implantados no solo, além do tamanho reduzido da ciclovia, são as principais reclamações de ciclistas que já conferem o espaço a ser inaugurado

Por Renata Monte em Mobilidade Urbana

3 de dezembro de 2014 às 08:00

Há 5 anos
O trecho já entregue da ciclovia com um poste no local. (Foto: Reprodução)

Trecho já entregue da ciclovia possui postes no local (FOTO: Reprodução)

As obras do corredor expresso da Av. Bezerra de Menezes, em Fortaleza, ainda não foram concluídas. Apesar disso, ciclistas já reclamam da ciclovia implantada do local. Tanto o trecho que já foi entregue quanto a área que ainda está em construção possui postes e ganchos de ferro no solo que, somados ao tamanho inferior ao normal da via, oferecem risco aos ciclistas e às bicicletas.

Lucas Landim, ciclista e responsável por denúncias na internet, avalia que o corredor não foi pensado para contemplar bicicletas. “Eu medi a ciclovia e ela só tem 1m20, e ainda com postes no meio, o que impossibilita duas pessoas passarem ao mesmo tempo em sentidos opostos”. O tamanho padrão de uma ciclovia bidirecional, como é o caso, deve ser de, no mínimo, 2m50.

O ciclista alega que mesmo que o corredor ainda esteja em obras, a Prefeitura já não tem mais motivos para retirar os postes do local, ficando claro que após a conclusão, a ciclovia continuará da mesma forma que a parte que já foi entregue: com postes e ganchos de ferros na via. “Se ainda vão terminar a obra e os postes não vão ficar ali, por que colocaram?”, indaga. Ele conta que quem circula a noite não consegue enxergar os obstáculos que têm a mesma cor vermelha da ciclovia.

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
1/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
2/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
3/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
4/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Trecho em obras da ciclovia do BRT da Av. Bezerra de Menezes. (Foto: Lucas Landim)

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes
5/5

Ciclovia do BRT Bezerra de Menezes

Segundo o relato de ciclistas, não é possível ver bem os ganchos de ferro durante a noite (FOTO: Reprodução)

A assessoria da Secretaria de Infraestrutura de Fortaleza informou que o tamanho da ciclovia foi adaptado para passagem dos ônibus, mas que em nada interfere na circulação e segurança dos ciclistas.

Com previsão de conclusão para dezembro deste ano, o BRT terá 8,2km e irá ligar o Terminal do Antônio Bezerra ao Centro da cidade. Com ele, faixas exclusivas e paradas para o transporte público passaram para a área central da avenida. O corredor terá 5 estações de embarque e desembarque de ônibus nos dois sentidos.

Confira vídeo da maquete eletrônica:

[uol video=”http://mais.uol.com.br/view/15296716″]