Fortaleza tem pior sinalização para pedestres, ciclistas e ônibus do Nordeste


Fortaleza tem pior sinalização para pedestres, ciclistas e ônibus do Nordeste

Das 14 cidades que foram analisadas, Fortaleza ficou em penúltimo lugar, com a nota 1,3, numa escala de 0 a 10. No Nordeste, nenhuma cidade foi tão mal avaliada

Por Hayanne Narlla em Mobilidade Urbana

24 de abril de 2015 às 17:32

Há 4 anos
Sinalização para ciclistas, pedestres e usuários de transporte coletivo (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

Sinalização para ciclistas, pedestres e usuários de transporte coletivo (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

Fortaleza é a segunda pior cidade brasileira e a pior do Nordeste em sinalização para pedestres, ciclistas e usuários de transporte coletivo. O estudo foi divulgado nesta quinta-feira (23) pelo Mobilize Brasil, portal que promove discussões sobre mobilidade urbana sustentável.

Das 14 cidades avaliadas, Fortaleza ficou em penúltimo lugar, com a nota 1,3, numa escala de 0 a 10. Já o município com maior pontuação foi Curitiba, que recebeu a nota 5,4. Manaus ficou em último lugar, com 0,7.

Apesar de as viagens a pé, de bicicleta e de transporte coletivo responderem por 70% dos deslocamentos diários nas cidades brasileiras, 90% da sinalização viária é destinada aos condutores de veículos motorizados, restando apenas 10% aos usuários daqueles modos de deslocamento.

A Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza (Ciclovida) ressaltou que a sinalização é precária em Fortaleza. Além disso, há o desconhecimento de normas básicas no trânsito relacionadas aos veículos à propulsão humana, como a obrigatoriedade de mudar de faixa para ultrapassar o ciclista.

A associação ainda enfatizou que a falha na sinalização, assim como a inexistência de campanhas educativas, é responsabilidade da Prefeitura de Fortaleza.

Maior taxa de utilização

Mesmo com a pior sinalização do Nordeste, a taxa de utilização do sistema de bicicletas compartilhadas é o maior dentre seis capitais brasileiras (Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Aracaju, São Paulo e Belo Horizonte), além do sistema de Pernambuco, que abrange Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. O Bicicletar atingiu a marca de 1.579 viagens diárias e uma média de 44 de deslocamentos por estação.

Publicidade

Dê sua opinião

Fortaleza tem pior sinalização para pedestres, ciclistas e ônibus do Nordeste

Das 14 cidades que foram analisadas, Fortaleza ficou em penúltimo lugar, com a nota 1,3, numa escala de 0 a 10. No Nordeste, nenhuma cidade foi tão mal avaliada

Por Hayanne Narlla em Mobilidade Urbana

24 de abril de 2015 às 17:32

Há 4 anos
Sinalização para ciclistas, pedestres e usuários de transporte coletivo (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

Sinalização para ciclistas, pedestres e usuários de transporte coletivo (FOTO: Arquivo Tribuna do Ceará)

Fortaleza é a segunda pior cidade brasileira e a pior do Nordeste em sinalização para pedestres, ciclistas e usuários de transporte coletivo. O estudo foi divulgado nesta quinta-feira (23) pelo Mobilize Brasil, portal que promove discussões sobre mobilidade urbana sustentável.

Das 14 cidades avaliadas, Fortaleza ficou em penúltimo lugar, com a nota 1,3, numa escala de 0 a 10. Já o município com maior pontuação foi Curitiba, que recebeu a nota 5,4. Manaus ficou em último lugar, com 0,7.

Apesar de as viagens a pé, de bicicleta e de transporte coletivo responderem por 70% dos deslocamentos diários nas cidades brasileiras, 90% da sinalização viária é destinada aos condutores de veículos motorizados, restando apenas 10% aos usuários daqueles modos de deslocamento.

A Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza (Ciclovida) ressaltou que a sinalização é precária em Fortaleza. Além disso, há o desconhecimento de normas básicas no trânsito relacionadas aos veículos à propulsão humana, como a obrigatoriedade de mudar de faixa para ultrapassar o ciclista.

A associação ainda enfatizou que a falha na sinalização, assim como a inexistência de campanhas educativas, é responsabilidade da Prefeitura de Fortaleza.

Maior taxa de utilização

Mesmo com a pior sinalização do Nordeste, a taxa de utilização do sistema de bicicletas compartilhadas é o maior dentre seis capitais brasileiras (Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Aracaju, São Paulo e Belo Horizonte), além do sistema de Pernambuco, que abrange Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes. O Bicicletar atingiu a marca de 1.579 viagens diárias e uma média de 44 de deslocamentos por estação.