Bilhete Único Metropolitano passa a valer em junho, integrando 14 cidades

BENEFÍCIO

Bilhete Único Metropolitano passa a valer em junho, integrando 14 cidades

Inicialmente, cerca de 60 mil pessoas da Região Metropolitana de Fortaleza devem se utilizar do benefício

Por Tribuna do Ceará em Mobilidade Urbana

23 de abril de 2016 às 15:44

Há 3 anos
A economia é de R$ 2 para passagem inteira e de R$ 1 para meia (FOTO: Reprodução)

A economia para o usuário do cartão será de R$ 2 para passagem inteira e de R$ 1 para meia (FOTO: Reprodução)

Lançado neste sábado (23), o Bilhete Único Metropolitano possibilitará que a população de 14 municípios da Região Metropolitana de Fortaleza utilize o transporte público de forma integrada. O benefício passa a valer já a partir de junho, anunciou o governador Camilo Santana (PT).

O sistema será gerido pela Secretaria das Cidades, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A expectativa é que 60 mil usuários façam o cadastramento para ter direito ao Cartão Metropolitano.

Economia de dinheiro

O Bilhete Único Metropolitano possibilitará ao passageiro fazer a integração entre os dois sistemas (metropolitano e urbano) no período de três horas. Para cada viagem integrada, a economia para o usuário é de R$ 2 para passagem inteira e de R$ 1 para meia passagem, debitado no cartão. 

Para a efetivação do cartão, os interessados devem adquirir uma primeira recarga mínima que irá gerar um crédito a ser utilizado quando o serviço entrar em funcionamento, a partir do dia 1º de junho. Idosos e estudantes continuam com seus benefícios garantidos.

O custo final por viagem é definido a partir da atual tarifa das linhas de ônibus de cada município. Ao se integrar ao transporte metropolitano, o passageiro só precisa pagar a diferença entre o valor cheio da sua tarifa metropolitana, menos o que já foi pago.

Por exemplo, para viajar de Caucaia a Fortaleza, o valor da passagem é de R$ 2,85. Ao usar o Bilhete Único Metropolitano, terá um desconto de R$ 2 no momento em que se integrar ao transporte urbano da capital (custo de R$ 0,75). O mesmo critério vale para o trajeto de volta.

Publicidade

Dê sua opinião

BENEFÍCIO

Bilhete Único Metropolitano passa a valer em junho, integrando 14 cidades

Inicialmente, cerca de 60 mil pessoas da Região Metropolitana de Fortaleza devem se utilizar do benefício

Por Tribuna do Ceará em Mobilidade Urbana

23 de abril de 2016 às 15:44

Há 3 anos
A economia é de R$ 2 para passagem inteira e de R$ 1 para meia (FOTO: Reprodução)

A economia para o usuário do cartão será de R$ 2 para passagem inteira e de R$ 1 para meia (FOTO: Reprodução)

Lançado neste sábado (23), o Bilhete Único Metropolitano possibilitará que a população de 14 municípios da Região Metropolitana de Fortaleza utilize o transporte público de forma integrada. O benefício passa a valer já a partir de junho, anunciou o governador Camilo Santana (PT).

O sistema será gerido pela Secretaria das Cidades, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A expectativa é que 60 mil usuários façam o cadastramento para ter direito ao Cartão Metropolitano.

Economia de dinheiro

O Bilhete Único Metropolitano possibilitará ao passageiro fazer a integração entre os dois sistemas (metropolitano e urbano) no período de três horas. Para cada viagem integrada, a economia para o usuário é de R$ 2 para passagem inteira e de R$ 1 para meia passagem, debitado no cartão. 

Para a efetivação do cartão, os interessados devem adquirir uma primeira recarga mínima que irá gerar um crédito a ser utilizado quando o serviço entrar em funcionamento, a partir do dia 1º de junho. Idosos e estudantes continuam com seus benefícios garantidos.

O custo final por viagem é definido a partir da atual tarifa das linhas de ônibus de cada município. Ao se integrar ao transporte metropolitano, o passageiro só precisa pagar a diferença entre o valor cheio da sua tarifa metropolitana, menos o que já foi pago.

Por exemplo, para viajar de Caucaia a Fortaleza, o valor da passagem é de R$ 2,85. Ao usar o Bilhete Único Metropolitano, terá um desconto de R$ 2 no momento em que se integrar ao transporte urbano da capital (custo de R$ 0,75). O mesmo critério vale para o trajeto de volta.