O preço da Copa: diárias em hotéis pelo Brasil variam até 4.532%


O preço da Copa: diárias em hotéis pelo Brasil variam até 4.532%

Tribuna do Ceará continua a série especial com levantamento de valores na Copa; A quarta matéria é uma pesquisa com preços de hotéis nas cidades-sede

Por Daniel Herculano em Fortaleza

18 de outubro de 2013 às 17:38

Há 6 anos

Selo COPA

A série especial ‘O preço da Copa continua no portal Tribuna do Ceará, agora cotando hotéis para quem vai viajar pelo Brasil durante a Copa do Mundo de 2014. Do mais barato (R$ 68,00) ao mais caro (R$ 3.150,00), a diferença no valor da diária é abissal – em categoria e valores, com uma variação percentual que chega em até 4.532%.

No levantamento em questão pesquisamos três situações. Na primeira, quanto o turista – de qualquer lugar do mundo – gastará em diárias em hotéis de Fortaleza, caso escolha conferir todos os seis jogos que serão disputados na capital cearense.

O turista que escolher um destino de luxo durante o período necessário para conferir os seis jogos da Copa do Mundo de 2014 em Fortaleza, gastará pouco mais de R$ 50.000,00 por suas 22 noites na Praia de Aquiraz, a 16 km de Fortaleza.  Em valores comparativos, o equivalente a um carro nacional de luxo, 0 KM.

 

COPA HOTEIS CEARA

 

Na segunda e terceira, as cotações são simulações para os torcedores que quiserem, acompanhar todos os jogos do Brasil, caso a nossa seleção chegue até a Final do Mundial de 2014, no Rio de Janeiro.

 

COPA HOTEIS 2

COPA HOTEIS 1

 

Série especial

Na primeira matéria, a simulação foi feita para saber quanto o torcedor cearense gastará apenas com passagens aéreas para assistir aos jogos de abertura (em São Paulo) e final (no Rio de Janeiro) da Copa do Mundo de 2014. A série especial continua com reportagens outros pacotes de passagens aéreas, viagens rodoviárias, diárias em hotéis e aluguel carros no período da Copa de 2014.

Na segunda publicação, o foco foi uma série de roteiros para quem quiser conferir seis jogos da Copa do Mundo de 2014 em Fortaleza, com a cotação dos preços de passagens aéreas entre as cidades-sede.

A terceira mostrou quanto custará, em passagens aéreas, para o torcedor que decidir acompanhar a Seleção Brasileira de Futebol, da abertura (12/06), até a possível final (13/07).

Copa do Mundo

A Copa do Mundo de 2014 acontece de 12 de junho a 13 de julho no Brasil. As cidades sedes que recebem o mundial são: Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Manaus, Natal, Recife e Salvador.

Anac

Por conta da divulgação negativa acerca das altas de preços das passagens aéreas de voos domésticos, observado durante o período da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estuda formalizar autorizações especiais para voos entre as cidades-sede que receberão os jogos entre junho e julho de 2014. Caso ocorra em caráter oficial, o barateamento para emissão de bilhetes permitirá a marcação de voos para trechos sem escalas em rotas que hoje não existem. Para conseguir tais licenças especiais de voos extras entre as cidades-sede, as companhias deverão reduzir suas tarifas.

Publicidade

Dê sua opinião

O preço da Copa: diárias em hotéis pelo Brasil variam até 4.532%

Tribuna do Ceará continua a série especial com levantamento de valores na Copa; A quarta matéria é uma pesquisa com preços de hotéis nas cidades-sede

Por Daniel Herculano em Fortaleza

18 de outubro de 2013 às 17:38

Há 6 anos

Selo COPA

A série especial ‘O preço da Copa continua no portal Tribuna do Ceará, agora cotando hotéis para quem vai viajar pelo Brasil durante a Copa do Mundo de 2014. Do mais barato (R$ 68,00) ao mais caro (R$ 3.150,00), a diferença no valor da diária é abissal – em categoria e valores, com uma variação percentual que chega em até 4.532%.

No levantamento em questão pesquisamos três situações. Na primeira, quanto o turista – de qualquer lugar do mundo – gastará em diárias em hotéis de Fortaleza, caso escolha conferir todos os seis jogos que serão disputados na capital cearense.

O turista que escolher um destino de luxo durante o período necessário para conferir os seis jogos da Copa do Mundo de 2014 em Fortaleza, gastará pouco mais de R$ 50.000,00 por suas 22 noites na Praia de Aquiraz, a 16 km de Fortaleza.  Em valores comparativos, o equivalente a um carro nacional de luxo, 0 KM.

 

COPA HOTEIS CEARA

 

Na segunda e terceira, as cotações são simulações para os torcedores que quiserem, acompanhar todos os jogos do Brasil, caso a nossa seleção chegue até a Final do Mundial de 2014, no Rio de Janeiro.

 

COPA HOTEIS 2

COPA HOTEIS 1

 

Série especial

Na primeira matéria, a simulação foi feita para saber quanto o torcedor cearense gastará apenas com passagens aéreas para assistir aos jogos de abertura (em São Paulo) e final (no Rio de Janeiro) da Copa do Mundo de 2014. A série especial continua com reportagens outros pacotes de passagens aéreas, viagens rodoviárias, diárias em hotéis e aluguel carros no período da Copa de 2014.

Na segunda publicação, o foco foi uma série de roteiros para quem quiser conferir seis jogos da Copa do Mundo de 2014 em Fortaleza, com a cotação dos preços de passagens aéreas entre as cidades-sede.

A terceira mostrou quanto custará, em passagens aéreas, para o torcedor que decidir acompanhar a Seleção Brasileira de Futebol, da abertura (12/06), até a possível final (13/07).

Copa do Mundo

A Copa do Mundo de 2014 acontece de 12 de junho a 13 de julho no Brasil. As cidades sedes que recebem o mundial são: Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Manaus, Natal, Recife e Salvador.

Anac

Por conta da divulgação negativa acerca das altas de preços das passagens aéreas de voos domésticos, observado durante o período da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estuda formalizar autorizações especiais para voos entre as cidades-sede que receberão os jogos entre junho e julho de 2014. Caso ocorra em caráter oficial, o barateamento para emissão de bilhetes permitirá a marcação de voos para trechos sem escalas em rotas que hoje não existem. Para conseguir tais licenças especiais de voos extras entre as cidades-sede, as companhias deverão reduzir suas tarifas.