"Estamos dispostos a ceder", afirma diretor de sindicato sobre greve da AMC - Noticias


“Estamos dispostos a ceder”, afirma diretor de sindicato sobre greve da AMC

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) se reuniram nesta quinta-feira (23) com outros servidores da Prefeitura de Fortaleza para discutir o andamento do movimento grevista. A categoria está parada há 21 dias e ainda não houve muitos avanços nas negociações com a prefeita Luizianne Lins

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

23 de fevereiro de 2012 às 11:26

Há 7 anos

Nascelia Silva, diretora do Sindifort, participa de assembleia (Foto: Atila Varela/Divulgação)

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) se reuniram nesta quinta-feira (23) com outros servidores da Prefeitura de Fortaleza para discutir o andamento do movimento grevista. A categoria está parada há 21 dias e ainda não houve muitos avanços nas negociações com a prefeita Luizianne Lins, mas a intenção da categoria é voltar às atividades.

Leia mais:
Dez agentes da AMC receberão mandado de demissão

Agentes de trânsito invadem sede da AMC

Justiça proíbe demissão dos agentes da AMC

De acordo com Eriston Ferreira, diretor do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município (Sindifort), os servidores da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb) e da Usina de Asfalto e Pré-Moldados, que também estão em greve, são solidários aos agentes de trânsito exonerados na última semana.

“Estamos ainda mais fortes”, garantiu Eriston após a inclusão da anulação das demissões nas pautas de reivindicações das outras categorias. No momento, uma liminar interposta pela Justiça garante a permanência dos servidores em seus cargos.

Negociações

A Prefeitura sinalizou uma nova rodada de negociações com os agentes ainda nesta quinta-feira (23). Já às 18h, está prevista uma assembleia da categoria para fazer o balanço da paralisação e discutir um novo calendário de ações.

Eriston Ferreira se disse confiante com o andamento da conversa com a Prefeitura. “Nem os servidores nem o poder público gostam de greve, portanto queremos que o Município busque um meio-termo e acate algumas das nossas reivindicações. Estamos dispostos a ceder”, disse o diretor que também é agente da AMC.

A categoria está disposta a fazer concessões, segundo o Sindifort, mas quer garantir pelo menos a permanência dos servidores inclusos na lista de exonerações.

Apoio popular

Eriston disse que o pouco apoio popular ao movimento não incomoda. “A população de bem apoio nosso movimento e está chateada com a greve”, afirmou.

Publicidade

Dê sua opinião

“Estamos dispostos a ceder”, afirma diretor de sindicato sobre greve da AMC

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) se reuniram nesta quinta-feira (23) com outros servidores da Prefeitura de Fortaleza para discutir o andamento do movimento grevista. A categoria está parada há 21 dias e ainda não houve muitos avanços nas negociações com a prefeita Luizianne Lins

Por Tribuna do Ceará em Fortaleza

23 de fevereiro de 2012 às 11:26

Há 7 anos

Nascelia Silva, diretora do Sindifort, participa de assembleia (Foto: Atila Varela/Divulgação)

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) se reuniram nesta quinta-feira (23) com outros servidores da Prefeitura de Fortaleza para discutir o andamento do movimento grevista. A categoria está parada há 21 dias e ainda não houve muitos avanços nas negociações com a prefeita Luizianne Lins, mas a intenção da categoria é voltar às atividades.

Leia mais:
Dez agentes da AMC receberão mandado de demissão

Agentes de trânsito invadem sede da AMC

Justiça proíbe demissão dos agentes da AMC

De acordo com Eriston Ferreira, diretor do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município (Sindifort), os servidores da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb) e da Usina de Asfalto e Pré-Moldados, que também estão em greve, são solidários aos agentes de trânsito exonerados na última semana.

“Estamos ainda mais fortes”, garantiu Eriston após a inclusão da anulação das demissões nas pautas de reivindicações das outras categorias. No momento, uma liminar interposta pela Justiça garante a permanência dos servidores em seus cargos.

Negociações

A Prefeitura sinalizou uma nova rodada de negociações com os agentes ainda nesta quinta-feira (23). Já às 18h, está prevista uma assembleia da categoria para fazer o balanço da paralisação e discutir um novo calendário de ações.

Eriston Ferreira se disse confiante com o andamento da conversa com a Prefeitura. “Nem os servidores nem o poder público gostam de greve, portanto queremos que o Município busque um meio-termo e acate algumas das nossas reivindicações. Estamos dispostos a ceder”, disse o diretor que também é agente da AMC.

A categoria está disposta a fazer concessões, segundo o Sindifort, mas quer garantir pelo menos a permanência dos servidores inclusos na lista de exonerações.

Apoio popular

Eriston disse que o pouco apoio popular ao movimento não incomoda. “A população de bem apoio nosso movimento e está chateada com a greve”, afirmou.