#LulaTaPresoBabaca: Ataque de Cid a Lula vira a hashtag mais comentada do Brasil no Twitter

TRENDING TOPICS

#LulaTaPresoBabaca: Ataque de Cid a Lula vira a hashtag mais comentada do Brasil no Twitter

Cid Gomes cobrou “mea culpa” do PT em evento promovido por Camilo em prol da campanha de Haddad

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

16 de outubro de 2018 às 10:35

Há 6 meses
A hashtag LulaTáPresoBabaca lidera os assuntos mais comentados, após discurso de Cid Gomes. (Foto: Reprodução)

A hashtag LulaTáPresoBabaca lidera os assuntos mais comentados, após discurso de Cid Gomes. (Foto: Reprodução)

O ataque do senador eleito Cid Gomes (PDT) a filiados do PT em evento pró-Haddad no Ceará subiu para o topo dos assuntos mais comentados no Twitter nesta terça-feira (16). “Lula tá preso, babaca”, disparou Cid a militantes que começaram a gritar o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), após Cid cobrar “mea culpa” do partido na noite da segunda-feira (15).

Nas redes sociais, frases do discurso de Cid na festa petista estão sendo compartilhadas com a hashtag #LulaTáPresoBabaca, que lidera o trending topics no Brasil. As menções a “Ciro e Cid” também estão entre os dez assuntos mais comentados na rede.

A projeção nacional é resultado do discurso do ex-governador em evento no hotel Marina Park, em Fortaleza. “Não admitir os erros que cometeram é para perder a eleição. Vão perder feio”, disse. “Porque fizeram muita besteira, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram donos de um país, e o Brasil não aceita ter dono”, afirmou o senador eleito.

Os ataques de Cid são mais um episódio do desentendimento nacional entre PT e PDT desde que o partido de Lula articulou estratégia em diversos estados para minar a candidatura do irmão de Cid, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Ciro viajou para o Exterior após o 1° turno sem manifestar apoio a Haddad.

“Quem criou Bolsonaro foram essas figuras que acham que são donos da verdade, que o fim justifica os meios”, disse o irmão de Ciro entre militantes do PT.

O evento era uma tentativa do governador reeleito, Camilo Santana, de reverter os votos recebidos por Ciro no Ceará para a campanha de Fernando Haddad.

Acompanhe o caso:

Cid mira no PT e acerta em Camilo Santana: “Só foi governador porque o PDT apoiou!”

“É bem feito o PT perder a eleição”, diz Cid Gomes em evento pró-Haddad em Fortaleza

Publicidade

Dê sua opinião

TRENDING TOPICS

#LulaTaPresoBabaca: Ataque de Cid a Lula vira a hashtag mais comentada do Brasil no Twitter

Cid Gomes cobrou “mea culpa” do PT em evento promovido por Camilo em prol da campanha de Haddad

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

16 de outubro de 2018 às 10:35

Há 6 meses
A hashtag LulaTáPresoBabaca lidera os assuntos mais comentados, após discurso de Cid Gomes. (Foto: Reprodução)

A hashtag LulaTáPresoBabaca lidera os assuntos mais comentados, após discurso de Cid Gomes. (Foto: Reprodução)

O ataque do senador eleito Cid Gomes (PDT) a filiados do PT em evento pró-Haddad no Ceará subiu para o topo dos assuntos mais comentados no Twitter nesta terça-feira (16). “Lula tá preso, babaca”, disparou Cid a militantes que começaram a gritar o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), após Cid cobrar “mea culpa” do partido na noite da segunda-feira (15).

Nas redes sociais, frases do discurso de Cid na festa petista estão sendo compartilhadas com a hashtag #LulaTáPresoBabaca, que lidera o trending topics no Brasil. As menções a “Ciro e Cid” também estão entre os dez assuntos mais comentados na rede.

A projeção nacional é resultado do discurso do ex-governador em evento no hotel Marina Park, em Fortaleza. “Não admitir os erros que cometeram é para perder a eleição. Vão perder feio”, disse. “Porque fizeram muita besteira, porque aparelharam as repartições públicas, porque acharam que eram donos de um país, e o Brasil não aceita ter dono”, afirmou o senador eleito.

Os ataques de Cid são mais um episódio do desentendimento nacional entre PT e PDT desde que o partido de Lula articulou estratégia em diversos estados para minar a candidatura do irmão de Cid, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT). Ciro viajou para o Exterior após o 1° turno sem manifestar apoio a Haddad.

“Quem criou Bolsonaro foram essas figuras que acham que são donos da verdade, que o fim justifica os meios”, disse o irmão de Ciro entre militantes do PT.

O evento era uma tentativa do governador reeleito, Camilo Santana, de reverter os votos recebidos por Ciro no Ceará para a campanha de Fernando Haddad.

Acompanhe o caso:

Cid mira no PT e acerta em Camilo Santana: “Só foi governador porque o PDT apoiou!”

“É bem feito o PT perder a eleição”, diz Cid Gomes em evento pró-Haddad em Fortaleza