Lançado à reeleição, Eunício pede voto para Cid, presente só em banner; e para Lula, contra Ciro

CONVENÇÃO DO MDB

Lançado à reeleição, Eunício pede voto para Cid, presente só em banner; e para Lula, contra Ciro

Em discurso, Eunício Oliveira afirmou ainda que a aliança com Camilo Santana “não é oportunismo” e destacou ações feitas em conjunto com o petista

Por Roberta Tavares em Eleições 2018

4 de agosto de 2018 às 13:44

Há 9 meses
Convenção MDB com Eunício Oliveira

Evento foi realizado neste sábado (FOTO: Jackson de Moura/Tribuna BandNews FM)

O MDB homologou neste sábado (4) a candidatura à reeleição do senador Eunício Oliveira, que chegou ao evento por volta das 11h, ao lado do governador Camilo Santana (PT). A convenção foi realizada na sede da AABB, na Avenida Barão de Studart, em Fortaleza.

Apesar de anunciada a presença de Cid Gomes (PDT) e estampado o rosto do ex-governador em banner no palanque, o também candidato ao Senado não compareceu à convenção. A decisão do PT Ceará em não indicar nome para o Senado, articulada por Camilo Santana, facilita a reeleição de Eunício. A aliança informal, no entanto, não agradou Cid e Ciro Gomes (PDT), cuja relação com o emedebista atravessa momento delicado.

Mesmo com a ausência do ex-governador, durante discurso Eunício pediu engajamento nas campanhas pela eleição de Cid ao Senado, pela reeleição de Camilo ao Governo do Estado e pela sua própria reeleição. “Essa fotografia que está aqui atrás [aponta ao banner] simboliza a união de forças”, disse.

O emedebista ressaltou ainda que a aliança com Camilo “não é oportunismo” e destacou ações feitas em conjunto com o petista na área da segurança e educação. Como resposta, o governador declarou: “Encontrei no senador Eunício Oliveira portas abertas para construir as parcerias para o Ceará. Estou aqui para dizer a todos que você é meu candidato a senador no Ceará”. 

Camilo aproveitou para justificar a ausência de Cid Gomes, afirmando que estaria tentando resolver a “confusão das coligações” de deputados federais e estaduais. “Ele me disse que está junto com você nessa eleição de 2018”, deu o recado.

Encurralado numa aliança informal com PT, que lançou a candidatura de Lula à Presidência da República neste sábado, mesmo com o petista preso, e com o PDT que tem Ciro Gomes disputando a Presidência da República, Eunício declarou voto. “Eu não escondo para ninguém que sou eleitor de Luís Inácio Lula da Silva, por tudo que ele fez pelo povo do Nordeste, principalmente pelos mais pobres. O Ceará precisa se juntar para que juntos, Cid, Camilo, Eunício e nossos deputados federais e estaduais, estejamos olhando para o bem do Ceará, para o bem do Brasil”.

Publicidade

Dê sua opinião

CONVENÇÃO DO MDB

Lançado à reeleição, Eunício pede voto para Cid, presente só em banner; e para Lula, contra Ciro

Em discurso, Eunício Oliveira afirmou ainda que a aliança com Camilo Santana “não é oportunismo” e destacou ações feitas em conjunto com o petista

Por Roberta Tavares em Eleições 2018

4 de agosto de 2018 às 13:44

Há 9 meses
Convenção MDB com Eunício Oliveira

Evento foi realizado neste sábado (FOTO: Jackson de Moura/Tribuna BandNews FM)

O MDB homologou neste sábado (4) a candidatura à reeleição do senador Eunício Oliveira, que chegou ao evento por volta das 11h, ao lado do governador Camilo Santana (PT). A convenção foi realizada na sede da AABB, na Avenida Barão de Studart, em Fortaleza.

Apesar de anunciada a presença de Cid Gomes (PDT) e estampado o rosto do ex-governador em banner no palanque, o também candidato ao Senado não compareceu à convenção. A decisão do PT Ceará em não indicar nome para o Senado, articulada por Camilo Santana, facilita a reeleição de Eunício. A aliança informal, no entanto, não agradou Cid e Ciro Gomes (PDT), cuja relação com o emedebista atravessa momento delicado.

Mesmo com a ausência do ex-governador, durante discurso Eunício pediu engajamento nas campanhas pela eleição de Cid ao Senado, pela reeleição de Camilo ao Governo do Estado e pela sua própria reeleição. “Essa fotografia que está aqui atrás [aponta ao banner] simboliza a união de forças”, disse.

O emedebista ressaltou ainda que a aliança com Camilo “não é oportunismo” e destacou ações feitas em conjunto com o petista na área da segurança e educação. Como resposta, o governador declarou: “Encontrei no senador Eunício Oliveira portas abertas para construir as parcerias para o Ceará. Estou aqui para dizer a todos que você é meu candidato a senador no Ceará”. 

Camilo aproveitou para justificar a ausência de Cid Gomes, afirmando que estaria tentando resolver a “confusão das coligações” de deputados federais e estaduais. “Ele me disse que está junto com você nessa eleição de 2018”, deu o recado.

Encurralado numa aliança informal com PT, que lançou a candidatura de Lula à Presidência da República neste sábado, mesmo com o petista preso, e com o PDT que tem Ciro Gomes disputando a Presidência da República, Eunício declarou voto. “Eu não escondo para ninguém que sou eleitor de Luís Inácio Lula da Silva, por tudo que ele fez pelo povo do Nordeste, principalmente pelos mais pobres. O Ceará precisa se juntar para que juntos, Cid, Camilo, Eunício e nossos deputados federais e estaduais, estejamos olhando para o bem do Ceará, para o bem do Brasil”.