Governador Camilo Santana responsabiliza cooperativa por afastamento de Dra. Mayra do HGF

DESLIGAMENTO

Governador Camilo Santana responsabiliza cooperativa por afastamento de Dra. Mayra do HGF

Desde 2015, a médica denunciava falhas no atendimento do Hospital Geral de Fortaleza, unidade que pertence a rede estadual de saúde; Afastamento aconteceu dias depois do fim das eleições, na qual ela concorreu ao Senado Federal pelo PSDB

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

1 de novembro de 2018 às 20:12

Há 7 meses
Médica denunciava as precariedades do HGF (FOTO: Reprodução/Facebook)

Médica denunciava as precariedades do HGF (FOTO: Reprodução/Facebook)

Nesta quinta-feira (1º), o governador Camilo Santana foi questionado sobre o caso da doutora Mayra, que foi afastada dos plantões Hospital Geral de Fortaleza, da qual trabalhava desde 1996. O governador se esquivou e afirmou que a responsabilidade é da cooperativa que a médica faz parte.

“A doutora Mayra faz parte de uma cooperativa e foi notificada, ainda não foi afastada. Então, a responsabilidade disso é toda dessa cooperativa”, afirmou o Camilo Santana.

O Ministério Público deve investigar o motivo do afastamento da profissional, já que ela foi presidente do Sindicato dos Médicos e concorreu a uma vaga do Senado Federal pelo PSDB nas eleições deste ano. Ela denunciava desde 2015 as falhas no atendimento do hospital geral de Fortaleza, unidade que pertence a rede estadual de saúde.

Os médicos cearenses iniciaram uma petição pública para pedir uma retratação do governo do estado pelo afastamento da pediatra e neonatologista Mayra Pinheiro dos plantões do Hospital Geral de Fortaleza.

Ela foi afastada após denunciar situação precárias do hospital, como a permanência de pacientes nos corredores. Agora, a categoria quer a demissão do diretor do HGF.

A Cooperativa dos Pediatras do Ceará se manifestou através de nota e está analisando, com a Assessoria Jurídica, o teor de ofício e documentação encaminhados pelo Diretor-Geral do Hospital Geral, João Batista Silva, sobre fatos envolvendo a cooperada.

“Diante dos fatos, a cooperativa notificou a Dra. Mayra atendendo as disposições do Estatuto Social da entidade, no prazo de 15 dias a contar do dia 26 de outubro para prestar esclarecimentos escritos sobre os fatos, alegações e considerações contidos nos documentos enviados pelo Hospital, para posterior posicionamento”, diz a nota.

Veja os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro:

http://mais.uol.com.br/view/16564142

Publicidade

Dê sua opinião

DESLIGAMENTO

Governador Camilo Santana responsabiliza cooperativa por afastamento de Dra. Mayra do HGF

Desde 2015, a médica denunciava falhas no atendimento do Hospital Geral de Fortaleza, unidade que pertence a rede estadual de saúde; Afastamento aconteceu dias depois do fim das eleições, na qual ela concorreu ao Senado Federal pelo PSDB

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

1 de novembro de 2018 às 20:12

Há 7 meses
Médica denunciava as precariedades do HGF (FOTO: Reprodução/Facebook)

Médica denunciava as precariedades do HGF (FOTO: Reprodução/Facebook)

Nesta quinta-feira (1º), o governador Camilo Santana foi questionado sobre o caso da doutora Mayra, que foi afastada dos plantões Hospital Geral de Fortaleza, da qual trabalhava desde 1996. O governador se esquivou e afirmou que a responsabilidade é da cooperativa que a médica faz parte.

“A doutora Mayra faz parte de uma cooperativa e foi notificada, ainda não foi afastada. Então, a responsabilidade disso é toda dessa cooperativa”, afirmou o Camilo Santana.

O Ministério Público deve investigar o motivo do afastamento da profissional, já que ela foi presidente do Sindicato dos Médicos e concorreu a uma vaga do Senado Federal pelo PSDB nas eleições deste ano. Ela denunciava desde 2015 as falhas no atendimento do hospital geral de Fortaleza, unidade que pertence a rede estadual de saúde.

Os médicos cearenses iniciaram uma petição pública para pedir uma retratação do governo do estado pelo afastamento da pediatra e neonatologista Mayra Pinheiro dos plantões do Hospital Geral de Fortaleza.

Ela foi afastada após denunciar situação precárias do hospital, como a permanência de pacientes nos corredores. Agora, a categoria quer a demissão do diretor do HGF.

A Cooperativa dos Pediatras do Ceará se manifestou através de nota e está analisando, com a Assessoria Jurídica, o teor de ofício e documentação encaminhados pelo Diretor-Geral do Hospital Geral, João Batista Silva, sobre fatos envolvendo a cooperada.

“Diante dos fatos, a cooperativa notificou a Dra. Mayra atendendo as disposições do Estatuto Social da entidade, no prazo de 15 dias a contar do dia 26 de outubro para prestar esclarecimentos escritos sobre os fatos, alegações e considerações contidos nos documentos enviados pelo Hospital, para posterior posicionamento”, diz a nota.

Veja os detalhes no vídeo do Jornal Jangadeiro:

http://mais.uol.com.br/view/16564142