Sindicato de operários pede a interdição de obra na Av. Raul Barbosa após desabamento


Sindicato de operários pede a interdição de obra na Av. Raul Barbosa após desabamento

Solicitação de paralisação deve ser encaminhada pelo sindicato dos operários. O Ministério Público do Trabalho prometeu investigar o caso

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

23 de fevereiro de 2016 às 14:07

Há 3 anos
Laudo sobre as causas do desabamento deve ser concluído em 30 dias (FOTO: Rosana Romão/Tribuna do Ceará)

Laudo sobre as causas do desabamento deve ser concluído em 30 dias (FOTO: Rosana Romão/Tribuna do Ceará)

O Sindicato dos trabalhadores das construções pesadas do Ceará (Sintepav-CE) deve enviar nesta terça-feira (23) um ofício ao Ministério Público do Ceará solicitando a interdição da obra de mobilidade urbana do cruzamento entre as avenidas Raul Barbosa e Murilo Borges, em Fortaleza. De acordo com o coordenador fiscal do sindicato, Archimedes Fortes, o documento será encaminha pelo departamento jurídico da instituição.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, o coordenador afirmou que a segurança dos operários ainda não é prioridade para as construtoras no estado. “Eu classifico a segurança dos operários por parte das construtoras como péssimo. Principalmente quando elas são contratadas por órgãos públicos”, ressalta Archimedes.

Segundo o tio do operário Oliveira Andrade, que faleceu após o desabamento da estrutura metálica, os trabalhadores deste setor têm uma profissão de risco. “Eu não posso falar especificamente desta obra, pois estava de fora. Mas como profissional dessa área, eu acho a profissão de extremo perigo. Principalmente pelas questões de segurança que são dadas aos trabalhadores”, denuncia Raimundo Nonato, que também é operário de construção civil.

Conforme o familiar, o corpo de Oliveira Andrade deve ser encaminhado ao município de Itapajé, a 130 quilômetros da capital cearense, para realizar o sepultamento, que deve ocorrer ainda no fim da tarde desta terça-feira.

Em nota oficial, o Ministério Público do Trabalho no Ceará afirmou que deve ser aberto um procedimento para investigar as circunstâncias do desabamento do viaduto em construção sobre o canal do Lagamar, em Fortaleza. O objetivo é apurar responsabilidades quanto ao cumprimento das normas de proteção ao meio ambiente de trabalho.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), um pronunciamento oficial sobre essa questão só será feita após uma notificação oficial à secretaria.

Acompanhe o caso:

23 de fevereiro – Moradores relatam momentos de pavor após tragédia na Av. Raul Barbosa

23 de fevereiro – Crea descarta que chuva tenha causado desabamento de obra na Av. Raul Barbosa

23 de fevereiro – Entenda qual foi o local onde ocorreu o desabamento da ponte em construção no Lagamar

23 de fevereiro – Prefeitura garante que não terá prejuízo financeiro com desabamento de obra na Raul Barbosa

22 de fevereiro – Desabamento nas obras das Avenidas Raul Barbosa e Murilo Borges deixa operários soterrados

22 de fevereiro – AMC orienta que motoristas evitem a Avenida Raul Barbosa

22 de fevereiro – Socorrista foi o primeiro a chegar ao local e relata resgate de vítimas de desabamento

22 de fevereiro – Crea considera falha de escoramento como possível causa do desabamento no Lagamar

22 de fevereiro – Prefeitura notificará empresa responsável pela obra que desabou no Lagamar

22 de fevereiro – Dois operários morrem em desabamento na duplicação da ponte do Lagamar

Publicidade

Dê sua opinião

Sindicato de operários pede a interdição de obra na Av. Raul Barbosa após desabamento

Solicitação de paralisação deve ser encaminhada pelo sindicato dos operários. O Ministério Público do Trabalho prometeu investigar o caso

Por Matheus Ribeiro em Cotidiano

23 de fevereiro de 2016 às 14:07

Há 3 anos
Laudo sobre as causas do desabamento deve ser concluído em 30 dias (FOTO: Rosana Romão/Tribuna do Ceará)

Laudo sobre as causas do desabamento deve ser concluído em 30 dias (FOTO: Rosana Romão/Tribuna do Ceará)

O Sindicato dos trabalhadores das construções pesadas do Ceará (Sintepav-CE) deve enviar nesta terça-feira (23) um ofício ao Ministério Público do Ceará solicitando a interdição da obra de mobilidade urbana do cruzamento entre as avenidas Raul Barbosa e Murilo Borges, em Fortaleza. De acordo com o coordenador fiscal do sindicato, Archimedes Fortes, o documento será encaminha pelo departamento jurídico da instituição.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, o coordenador afirmou que a segurança dos operários ainda não é prioridade para as construtoras no estado. “Eu classifico a segurança dos operários por parte das construtoras como péssimo. Principalmente quando elas são contratadas por órgãos públicos”, ressalta Archimedes.

Segundo o tio do operário Oliveira Andrade, que faleceu após o desabamento da estrutura metálica, os trabalhadores deste setor têm uma profissão de risco. “Eu não posso falar especificamente desta obra, pois estava de fora. Mas como profissional dessa área, eu acho a profissão de extremo perigo. Principalmente pelas questões de segurança que são dadas aos trabalhadores”, denuncia Raimundo Nonato, que também é operário de construção civil.

Conforme o familiar, o corpo de Oliveira Andrade deve ser encaminhado ao município de Itapajé, a 130 quilômetros da capital cearense, para realizar o sepultamento, que deve ocorrer ainda no fim da tarde desta terça-feira.

Em nota oficial, o Ministério Público do Trabalho no Ceará afirmou que deve ser aberto um procedimento para investigar as circunstâncias do desabamento do viaduto em construção sobre o canal do Lagamar, em Fortaleza. O objetivo é apurar responsabilidades quanto ao cumprimento das normas de proteção ao meio ambiente de trabalho.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), um pronunciamento oficial sobre essa questão só será feita após uma notificação oficial à secretaria.

Acompanhe o caso:

23 de fevereiro – Moradores relatam momentos de pavor após tragédia na Av. Raul Barbosa

23 de fevereiro – Crea descarta que chuva tenha causado desabamento de obra na Av. Raul Barbosa

23 de fevereiro – Entenda qual foi o local onde ocorreu o desabamento da ponte em construção no Lagamar

23 de fevereiro – Prefeitura garante que não terá prejuízo financeiro com desabamento de obra na Raul Barbosa

22 de fevereiro – Desabamento nas obras das Avenidas Raul Barbosa e Murilo Borges deixa operários soterrados

22 de fevereiro – AMC orienta que motoristas evitem a Avenida Raul Barbosa

22 de fevereiro – Socorrista foi o primeiro a chegar ao local e relata resgate de vítimas de desabamento

22 de fevereiro – Crea considera falha de escoramento como possível causa do desabamento no Lagamar

22 de fevereiro – Prefeitura notificará empresa responsável pela obra que desabou no Lagamar

22 de fevereiro – Dois operários morrem em desabamento na duplicação da ponte do Lagamar