Quarto de motel esconde riscos à saúde; saiba quais cuidados você deve ter


Quarto de motel esconde riscos à saúde; saiba quais cuidados você deve ter

Fazer uso do espaço não está proibido, mas pede cuidados. O risco de contrair bactérias e até doenças sexualmente transmissíveis existe

Por Roberta Tavares em Cotidiano

12 de junho de 2015 às 11:59

Há 4 anos
As banheiras de hidromassagem devem ser bem lavadas antes do uso (FOTO: Divulgação)

As banheiras de hidromassagem devem ser bem lavadas antes do uso (FOTO: Divulgação)

Quais cuidados higiênicos você tem ao usar o serviço de um motel? Preocupa-se com a limpeza do quarto, a utilização das toalhas ou o asseio da banheira de hidromassagem? Quando o clima esquenta, poucas pessoas lembram que o quarto de motel pode representar um perigo à saúde, caso algumas questões de higiene sejam desconsideradas. O risco de contrair bactérias e até doenças sexualmente transmissíveis (DST) existe.

Fazer uso do espaço não está proibido, mas pede cuidados. Segundo o biomédico Roberto Martins Figueiredo, popularmente conhecido como dr. Bactéria, diversas precauções devem ser tomadas ao utilizar o serviço. “Fazendo questão do uso da banheira de hidromassagem, saiba que, quando contaminadas, podem causar problemas respiratórios, alérgicos e infecções de pele. “A ‘herança’ de outros casais pode estar escondida nos encanamentos”, explica.

Antes de usar, então, é preciso proceder da seguinte forma: amarre um barbante ou um cadarço de sapato no ralo da banheira, que deve estar fechada, deixando a outra ponta fora do equipamento. Encha a banheira com água bem quente, deixe funcionar por – pelo menos – cinco minutos e, com o auxílio do barbante, puxe o ralo e deixe escoar. “Pronto, está ideal para o uso”, dá a dica.

O estudante universitário Cesar Freire admite ter medo de pegar alguma infecção nas banheiras dos motéis em Fortaleza. “Eu não sinto muita confiança. Por isso, prefiro pegar os quartos mais simples. Mas conheço uma pessoa que já chegou a lavar a banheira”, lembra. O jovem tenta se prevenir de algumas formas, como pedir lençóis limpos em caso de pernoite e até tomar banho antes de usar o quarto, para não levar a sujeira da rua para o local.

De acordo com o dr. Bactéria, em relação aos lençóis, o uso só deve ser feito quando estiverem dentro de sacos plásticos e lacrados, a mesma coisa para toalhas de rosto e de banho. Já os sabonetes e xampus podem ser utilizados se estiverem em embalagens totalmente cheias e sem marcas de bolores. “Na presença de insetos ou ácaros (baratas, percevejos) ligue imediatamente e faça a reclamação. Não permaneça no local, troque de motel”.

Caso vá pedir comida nos motéis, procure saber se os pratos são feitos no momento do pedido ou
se já estão prontos, sendo reaquecidos. De uma forma ou outra, eles têm que ser servidos bem quentes. Como muitos ‘recantos do amor’ da cidade ainda estão longe de ser higiênicos, Cesar afirma que, uma vez, se surpreendeu ao pedir comida, e o prato vir totalmente embalado. “Uma vez, a gente pediu comida, e os pratos vieram envelopados de plástico, sabe? Achei legal esse cuidado”, comenta.

“Parece que dá trabalho observar tudo isto, mas se o presente é trabalhoso, o futuro vai te agradecer” (Dr. Bactéria)

Veja todas as dicas sugeridas pelo dr. Bactéria:

INFOGRÁFICO: Tiago Leite/Tribuna do Ceará

INFOGRÁFICO: Tiago Leite/Tribuna do Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

Quarto de motel esconde riscos à saúde; saiba quais cuidados você deve ter

Fazer uso do espaço não está proibido, mas pede cuidados. O risco de contrair bactérias e até doenças sexualmente transmissíveis existe

Por Roberta Tavares em Cotidiano

12 de junho de 2015 às 11:59

Há 4 anos
As banheiras de hidromassagem devem ser bem lavadas antes do uso (FOTO: Divulgação)

As banheiras de hidromassagem devem ser bem lavadas antes do uso (FOTO: Divulgação)

Quais cuidados higiênicos você tem ao usar o serviço de um motel? Preocupa-se com a limpeza do quarto, a utilização das toalhas ou o asseio da banheira de hidromassagem? Quando o clima esquenta, poucas pessoas lembram que o quarto de motel pode representar um perigo à saúde, caso algumas questões de higiene sejam desconsideradas. O risco de contrair bactérias e até doenças sexualmente transmissíveis (DST) existe.

Fazer uso do espaço não está proibido, mas pede cuidados. Segundo o biomédico Roberto Martins Figueiredo, popularmente conhecido como dr. Bactéria, diversas precauções devem ser tomadas ao utilizar o serviço. “Fazendo questão do uso da banheira de hidromassagem, saiba que, quando contaminadas, podem causar problemas respiratórios, alérgicos e infecções de pele. “A ‘herança’ de outros casais pode estar escondida nos encanamentos”, explica.

Antes de usar, então, é preciso proceder da seguinte forma: amarre um barbante ou um cadarço de sapato no ralo da banheira, que deve estar fechada, deixando a outra ponta fora do equipamento. Encha a banheira com água bem quente, deixe funcionar por – pelo menos – cinco minutos e, com o auxílio do barbante, puxe o ralo e deixe escoar. “Pronto, está ideal para o uso”, dá a dica.

O estudante universitário Cesar Freire admite ter medo de pegar alguma infecção nas banheiras dos motéis em Fortaleza. “Eu não sinto muita confiança. Por isso, prefiro pegar os quartos mais simples. Mas conheço uma pessoa que já chegou a lavar a banheira”, lembra. O jovem tenta se prevenir de algumas formas, como pedir lençóis limpos em caso de pernoite e até tomar banho antes de usar o quarto, para não levar a sujeira da rua para o local.

De acordo com o dr. Bactéria, em relação aos lençóis, o uso só deve ser feito quando estiverem dentro de sacos plásticos e lacrados, a mesma coisa para toalhas de rosto e de banho. Já os sabonetes e xampus podem ser utilizados se estiverem em embalagens totalmente cheias e sem marcas de bolores. “Na presença de insetos ou ácaros (baratas, percevejos) ligue imediatamente e faça a reclamação. Não permaneça no local, troque de motel”.

Caso vá pedir comida nos motéis, procure saber se os pratos são feitos no momento do pedido ou
se já estão prontos, sendo reaquecidos. De uma forma ou outra, eles têm que ser servidos bem quentes. Como muitos ‘recantos do amor’ da cidade ainda estão longe de ser higiênicos, Cesar afirma que, uma vez, se surpreendeu ao pedir comida, e o prato vir totalmente embalado. “Uma vez, a gente pediu comida, e os pratos vieram envelopados de plástico, sabe? Achei legal esse cuidado”, comenta.

“Parece que dá trabalho observar tudo isto, mas se o presente é trabalhoso, o futuro vai te agradecer” (Dr. Bactéria)

Veja todas as dicas sugeridas pelo dr. Bactéria:

INFOGRÁFICO: Tiago Leite/Tribuna do Ceará

INFOGRÁFICO: Tiago Leite/Tribuna do Ceará